Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6032
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_MulheresSoropositividadeEscolhasReprodutivas.pdf64,12 kBAdobe PDFView/Open
Title: Mulheres, soropositividade e escolhas reprodutivas
Other Titles: Women, seropositivity and the reproductive choices
Authors: Sant'Anna, Ana Carolina Cunha
Seidl, Eliane Maria Fleury
Galinkin, Ana Lúcia
Assunto:: Mulheres soropositivas
Mulheres grávidas - doenças
Síndrome de imunodeficiência adquirida
AIDS (Doença)
Issue Date: 2008
Citation: SANT'ANNA, Ana Carolina Cunha; SEIDL, Eliane Maria Fleury; GALINKIN, Ana Lúcia. Mulheres, soropositividade e escolhas reprodutivas. Estud. psicol. (Campinas) [online], v. 25, n. 1, p. 101-109, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v25n1/a10v25n1.pdf>. Acesso em: 30 nov. 2010. doi: 10.1590/S0103-166X2008000100010.
Abstract: O crescimento da epidemia do vírus da imunodeficiência humana entre as mulheres vem atualizando questões referentes à sexualidade e à reprodução. Este estudo investigou a percepção de mulheres portadoras do vírus da imunodeficiência humana positivo quanto às escolhas reprodutivas no contexto da soropositividade. Optou-se pela metodologia qualitativa, com a utilização de um grupo focal com mulheres soropositivas residentes no Distrito Federal. Na análise dos resultados, observou-se que as participantes estavam bem informadas sobre o processo de prevenção da transmissão vertical. A condição sorológica teve impacto na vida sexual e reprodutiva, evidenciado no adiamento ou extinção dos planos de ter filhos. A reação das pessoas em geral, bem como do profissional de saúde, diante do desejo de ter filhos por parte da mulher soropositiva foi apontada como desfavorável. Os achados do estudo, de caráter exploratório e preliminar, apontam para a relevância da realização de pesquisas na área, a fim de que os direitos reprodutivos das mulheres soropositivas sejam compreendidos, favorecendo sua valorização e respeito.
Abstract: The growth of the human imunodeficiency virus epidemic among women brings into focus questions of sexuality and reproduction. This study investigated the perception of women, who are seropositive, as to their reproduction choices in the context of seropositivity. Qualitative methodology was chosen with the use of a focus group comprising seropositive women living in the Federal District (Brasilia). On analyzing the results, it was observed that the participants were well informed about the process of prevention of vertical transmission. The serological condition had an impact on their sexual and reproductive life, evidenced by the postponement or abandonment of plans to have children. The reaction of people in general, as well as the health professional, faced with the seropositive woman's desire to have children, was shown to be unfavorable. The results of this exploratory and preliminary study, demonstrate the importance of developing research studies in the area, in order to understand the rights of these seropositive women to reproduce, helping to accord them value and respect.
DOI: 10.1590/S0103-166X2008000100010
Appears in Collections:PED - Artigos publicados em periódicos
PST - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/6032/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons