Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/5717
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_André Magalhães teixeira.pdf378,77 kBAdobe PDFView/Open
Title: Um ensaio psicanalítico sobre as toxicomanias e sua relação com o sujeito do inconsciente
Authors: Teixeira, André Magalhães
Orientador(es):: Chatelard, Daniela Scheinkman
Assunto:: Drogas - abuso
Psicanálise
Sujeito (Filosofia)
Issue Date: 17-Jul-2006
Citation: TEIXEIRA, André Magalhães. Um ensaio psicanalítico sobre as toxicomanias e sua relação com o sujeito do inconsciente. 2006. 94 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Abstract: Este trabalho dedica-se ao estudo psicanalítico das toxicomanias. Toma como base as elaborações de Freud e Lacan sobre o sujeito do inconsciente e suas interações com as substâncias intoxicantes. Como estes dois autores não consagraram nenhum texto psicanalítico exclusivamente às toxicomanias, recolhem-se ao longo dos primeiros capítulos as referências necessárias para a constituição do sujeito, de sua divisão, para por fim, desenvolver o que estaria envolvido na relação do toxicômano com sua droga: uma recusa radical do falo, da castração e das formações do inconsciente. Esta operação retoma a indicação freudiana de que a droga seria uma saída para o mal-estar na civilização. Saída esta que constitui uma ética distinta da ética do desejo, necessariamente vinculada à falta e a castração. Uma ética do celibatário, cínica por definição, na medida que não passa pelo Outro. Neste ponto é introduzida a principal referência lacaniana de que a droga é uma ruptura com o falo. Assim, localiza-se a toxicomania como uma nova forma do sintoma, distinta das formações clássicas descritas por Freud. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT
This essay is dedicated to a psychoanalysis study of drug addictions. It takes as base the elaborations of Freud and Lacan on the subject of unconscious and the interactions with substances intoxicants. As these authors haven’t made any essay specifically about drug addictions, the first chapters contains the necessary references for the constitution of the subject and its division. Then, the focus is aimed at what is evolved in the relation of the addicted and his drug: an radical refusal of the speech, castration and the formations of the unconscious. This operation retakes the Freud´s indication which states that the drug would be an exit for the malaise in the civilization. This exit constitutes distinct ethics of the ethics of the desire, necessarily tied with the lack and the castration. Ethics of the bachelor, cynical for definition, as it doesn’t pass for the Other. In this point the main Lacan´s reference is introduced stating that the drug is a rupture with the phallus. Thus, this study situate the drug addiction as a new form of the symptom, distinct of classic formations described by Freud.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2006.
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/5717/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.