Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/5621
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008-Sérgio Ricardo Bezerra dos Santos.pdf1,18 MBAdobe PDFView/Open
Title: O balanced scorecard como instrumento de gestão à luz dos indicadores do sistema nacional de avaliação da educação superior
Authors: Santos, Sérgio Ricardo Bezerra dos
Orientador(es):: Araújo, Aneide Oliveira
Assunto:: Ensino superior - avaliação
Pessoal - avaliação
Administração de empresas
Issue Date: 9-Oct-2010
Citation: SANTOS, Sérgio Ricardo Bezerra dos. O balanced scorecard como instrumento de gestão à luz dos indicadores do sistema nacional de avaliação da educação superior. 2008. 180f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis)-Programa Multiinstitucional e Inter-regional de Pós-graduação em Ciências Contábeis, UnB, UFPB, UFRN, João Pessoa-PB, 2008.
Abstract: Instituições de ensino superior, públicas e privadas, têm buscado ferramentas superiores de gestão para adaptar-se aos desafios impostos pela competitividade crescente. Essas instituições precisam atender as exigências do Ministério da Educação, por meio do SINAES – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, oferecendo ensino de qualidade, e ao mesmo tempo, ser financeiramente sustentável. O Balanced Scorecard - BSC, sistema de gestão estratégica, criado na década de 90 por Robert S. Kaplan e David P. Norton, vem sendo utilizado por universidades, centros universitários, faculdades, em todo o mundo, com o objetivo de incrementar desempenhos estratégicos de ordem financeira e não-financeira. O objetivo deste trabalho é analisar se o BSC é capaz de contribuir para o processo de gestão das instituições de ensino superior, tendo em vista o equilíbrio da relação entre qualidade e sustentabilidade financeira à luz dos padrões de exigências do SINAES. Para isso, foi realizada pesquisa na literatura sobre o BSC e o SINAES, retratando as convergências e divergências entre os modelos e, em seguida, um estudo de caso foi desenvolvido com o objetivo de confrontar os resultados, construídos a partir da literatura, com os resultados obtidos na IES – Instituição de Ensino Superior, objeto de estudo. Os resultados revelam convergências entre as duas análises e indicam que nas perspectivas do cliente, dos processos internos, do aprendizado e do crescimento, os modelos convergem de forma mais intensa. No entanto, na perspectiva financeira, o SINAES possui uma lógica diferente do BSC, e não apresenta indicadores suficientes para a gestão de uma IES. Ao contrário, o BSC apresenta métricas que possibilitam uma maior interação entre as dimensões qualitativas e quantitativas de IES, o que justificaria a utilização deste modelo por tais instituições. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Public and private institutes of high education have been looking for enhanced managing tools so they can fit to the increasingly marked-imposed competitiveness. These institutions must comply with the demands of the Brazilian Ministry of Education by means of the SINAES – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior [ National Evaluation System of High Education], so as to both offer high quality education and be financially self-sustainable. The Balanced Scorecard – BSC, strategic managing system, which was created in the 1990’s by Robert S. Kaplan and David P. Norton, has been using worldwide aiming to enhance strategic financial and non-financial performances. This study aims to analyze whether the BSC is able to contribute to the managing process of the institutes of high education, focusing on a balanced-basis relationship between quality and financial self-sustainability in comply with the demands of the SINAES. This is why the BSC and the SINAES literature have been researched, picturing the matching and divergent points between the models. Afterwards a study-case was developed so as to ‘crosscheck’ the outcomes got from the literature studied along with the results obtained from the IES [Institutes of High Education]. The results display the matching points between the two analyses and claim that from the client’s perspective, inward processes, learning and development the models match more intensively. However from the financial perspective the SINAE has a different logical interpretation compared to the BSC’s. The former has insufficient indicators for an IES managing. On the other hand the BSC presents numbers which lead a bigger interaction between the IES qualitative and quantitative dimensions, what may justify this model being used by those institutions.
Description: Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2008.
Appears in Collections:CCA - Mestrado em Ciências Contábeis (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/5621/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.