Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/5298
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_CarmenLuciaCoelhoVieiradeMello.pdf1,29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: As relações entre as crenças de aprendizes e a prática de uma professora de língua inglesa no contexto da escola pública
Autor(es): Mello, Carmen Lúcia Coelho Vieira de
Orientador(es): Conceição, Mariney Pereira
Assunto: Língua inglesa - estudo e ensino
Língua inglesa - ensino superior
Professores - formação
Data de publicação: 20-Jul-2010
Referência: MELLO, Carmen Lúcia Coelho Vieira de. As relações entre as crenças de aprendizes e a prática de uma professora de língua inglesa no contexto da escola pública. 2008. 250 f. Dissertação (Mestrado em Linguística)-Universiade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: As crenças relacionadas ao ensino e aprendizagem de Língua Estrangeira (LE) têm despertado grande interesse entre os pesquisadores da Lingüística Aplicada (LA). Entretanto, com o desenvolvimento dos estudos na área, uma incessante crítica à pesquisa em crenças tem sido realizada nos últimos anos. Para alguns estudiosos (KALAJA, 1995; BARCELOS, 2000) grande parte dos primeiros estudos (HOLIDAY, 1985, 1988; KERN, 1995, WENDEN, 1986) realizados com aprendizes e professores falharam em apenas identificar as crenças e não considerar o contexto em que estavam inseridas. No entanto, pesquisas recentes (KALAJA, 1995, BARCELOS, 2000; WOODS, 1996, 2003) têm mostrado a necessidade de uma análise mais profunda das crenças, considerando-se a relação destas com as experiências anteriores de aprendizagem, com as ações dos aprendizes e professores (SAKUI & GAIES, 1999) e o contexto social onde ocorremn o ensino e a aprendizagem da língua. Por conseguinte, este estudo busca identificar e analisar as relações entre as crenças sobre o ensino e a aprendizagem de línguas de aprendizes e de uma professora de língua inglesa no contexto do ensino público, focalizando a influência das crenças dos aprendizes na prática de sala de aula da professora participante. Os participantes são aprendizes de LE do ensino fundamental (2ª fase) de uma escola pública e sua professora de língua inglesa, em uma cidade de médio porte, no estado de Goiás. A pesquisa é de natureza qualitativa e cunho etnográfico, sendo utilizados como instrumentos para a coleta de dados, narrativas, observações de aulas, notas de campo, questionários fechados e abertos, entrevistas individuais e sessões de visionamento. Os resultados da análise dos dados sugerem que as interpretações feitas pela professora sobre as ações dos alunos em sala de aula influenciam sua prática, criando conflitos que resultam em adequações em sua abordagem de ensinar. ____________________________________________________________________________________ ABSTRACT
A growing interest in beliefs about language learning and teaching has emerged among Applied Linguistics researchers. Nevertheless, a heavy criticism on the research in the area has been occurring over the last years. For some researchers (KALAJA, 1995; BARCELOS, 2000), much of the work done in the past has only sought to identify students and teachers’ beliefs (HOLIDAY, 1985, 1988; KERN, 1995, WENDEN, 1986), disregarding the social context where they were inserted. Recent research (KALAJA, 1995, BARCELOS, 2000; WOODS, 1996, 2003) have pointed out the need of a deeper analysis on beliefs, considering not only the student previous learning experiences, but also the students’ and teachers’ actions (SAKUI & GAIES, 1999) and the social context where the language teaching and learning processes take place and, also, the relationship between them. Therefore, this study seeks do identify and analyze the relations between the beliefs about language learning of learners and their English teacher in a public school context, focusing on the influences of students’ beliefs on the teacher’s classroom practice. The participants are seventh-grade EFL students and their English teacher, in the state of Goias. The following sources of data gathering were used: interviews, questionnaires, note taking, narrative and a reflexive session with the teacher, which defines the nature of this research as an ethnographic qualitative study. The analysis results suggest that the interpretations the teacher has made from students’ actions in the classroom interfere in her practice, creating conflicts that result in adjustments on her teaching approach. The results also show the re-construction of her beliefs about English language teaching and learning in the context of public schools.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Classicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2008.
Aparece nas coleções:PGLA - Mestrado em Linguística Aplicada (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.