Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/5031
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_Agostinho Almeida Fernandes.pdf989,96 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Estudo comparativo entre professores que fizeram e que não fizeram curso de formação docente na República Democrática do Timor-Leste
Autor(es): Fernandes, Agostinho Almeida
Orientador(es): Sá, Antônio Villar Marques de
Assunto: Professores - formação
Timor-Leste
Educadores
Data de publicação: 17-Jun-2010
Referência: FERNANDES, Agostinho Almeida. Estudo comparativo entre professores que fizeram e que não fizeram curso de formação docente na República Democrática do Timor-Leste. 2006. 136 f. Dissertação (Mestrado em Educação)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Resumo: O conhecimento dos professores sobre as suas competências profissionais entre os que fizeram o curso de formação docente e os que não fizeram o curso de formação na República Democrática de Timor-Leste é o alvo desta pesquisa, que se limitou em apenas três competências profissionais como: saber disciplinar, saber curricular e saber da tradição pedagógica. Para obtenção dessas informações, foi utilizado um questionário relacionado com os aspectos acima referidos que possibilitam analisar as questões que deram origem a este trabalho. Trabalhou-se com 215 (duzentos e quinze) professores em três distritos. Os sujeitos foram distribuídos em dois grupos: 138 (cento e trinta e oito) que fizeram o curso de formação e 77 (setenta e sete) que não fizeram o curso de formação. A análise dos dados coletados, efetuada com o programa SPSS, revela que a maioria (62,6%) dos professores que fizeram o curso de formação docente conhecem e entendem melhor as suas competências profissionais do que os professores que não fizeram o curso de formação (18,2%). É importante saber que os dados apresentam também alguns riscos que devem ser levados em consideração. Mais da metade do total dos sujeitos entrevistados (53,3%) responderam que tinham baixo ou médio conhecimento sobre as competências profissionais exigidas nas suas profissões. Outros dados levantados nesta pesquisa revelam que os professores têm dificuldades de planejar e ensinar as matérias, sobretudo a língua portuguesa (87,7%) e a língua inglesa (87,1%), além das outras matérias. Neste contexto, é de realçar que a formação e as capacitações profissionais dos professores devem ser consideradas como prioridade para uma melhoria de qualidade da educação no país. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The teachers' knowledge about their professional competences among that did the course of educational formation and the ones that did not do the formation course in East Timor Democratic Republic is the target of this research, that we limited in just three professional competences as: Know how to discipline, know curricular and to know about the pedagogical tradition. For obtainment of these information, it was used a questionnaire related with the aspects above referred that enable analyze the matters that gave origin to this work. It worked with 215 (two hundred and fifteen) teachers in three districts. The subjects were distributed in two groups: 138 (one hundred and thirty-eight) that did the formation course and 77 (seventy-seven) that did not do the formation course. The analysis of the collected data, made with the program SPSS, reveals that most (62,6%) of the teachers who did the course of educational formation know and understand better her professional competences than the teachers who did not do the formation course (18,2%). Is important to know that the data present also some risks that should be carried in consideration. More of the half the subject interviewees total (53,3%) answered that they had low or average knowledge on the professional competences demanded in their careers. Others lifted data in this research reveal that the teachers have difficulties to plan and to teach the matters, above all the Portuguese languages (87,7%) and the English languages (87,1%), besides another matters. In this context, it is to highlight that the formation and teachers' professional trainings should be considered as priority for an education quality improvement in the country.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2006.
Aparece nas coleções:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.