Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/4640
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_MarciaLandiniTotugui.pdf674,29 kBAdobe PDFView/Open
Title: Possibilidades integradoras da redução de danos na perspectiva da complexidade : estudo teórico clínico no contexto da psicoterapia de dependentes de drogas
Other Titles: The integrating possibilities of the Harm Reduction perspective, viewed from the standpoint of the complexity theory : a theoretical-clinical study in psychotherapy for drug addicts
Authors: Totugui, Márcia Landini
Orientador(es):: Sudbrack, Maria Fátima Olivier
Assunto:: Drogas - tratamento
Psicoterapia
Psicologia clínica
Issue Date: Aug-2009
Citation: TOTUGUI, Márcia Landini. Possibilidades integradoras da redução de danos na perspectiva da complexidade: estudo teórico clínico no contexto da psicoterapia de dependentes de drogas. 2009. 194 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: O presente estudo refere-se à construção de referenciais teórico-clínicos acerca do processo psicoterápico na perspectiva da redução de danos com pessoas que fazem uso não injetável de drogas. Reflete uma série de questões clínicas e epistemológicas acerca das possibilidades e limites da redução de danos, a partir do diálogo com a teoria da complexidade de Edgar Morin. O estudo adotou a teoria sistêmica como referencial de acesso ao paradigma da complexidade. Apresenta uma breve excursão por alguns episódios históricos da gênese da redução de danos enquanto movimento social que se situa numa transição paradigmática. Os procedimentos metodológicos incluíram o método de estudo de casos, definindo sua unidade de análise a partir do perfil contextual de três casos clínicos de usuários de drogas, em processo de psicoterapia na perspectiva da redução de danos, entre 23 a 30 anos de idade, sendo dois do sexo masculino e um do sexo feminino, de classe média, todos com ensino médio concluído. As drogas presentes eram maconha, cocaína, bebida alcoólica e merla. Os dados foram extraídos a partir da análise documental das sessões de atendimento psicoterápico registrados em prontuários de um serviço público especializado no tratamento para dependência de drogas e de consultório particular. As trajetórias individual, familiar e social, a contextualização do uso de drogas e o processo desenvolvido em psicoterapia de cada caso clínico passaram por uma análise longitudinal. Dessa análise, foram retiradas as três principais dimensões que atravessaram, em todos os casos, o processo psicoterápico: a dimensão do trabalho psicoterápico no contexto da continuidade do uso de drogas, a dimensão da interdisciplinaridade e a dimensão das redes de apoio. A partir de uma análise transversal, foi estabelecido um diálogo epistemológico entre essas dimensões e a perspectiva da redução de danos no processo psicoterápico. Como considerações finais, construíram-se algumas reflexões críticas de estudos para ampliar os resultados desta investigação em torno de importantes questões, que situam a redução de danos diante de seus próprios princípios e da sociedade. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study refers to the construction of a theoretical and clinical body of knowledge on the psychotherapeutic process by the harm reduction perspective, to patients not addicted to injectable drugs. It reflects on a series of clinical and epistemological questions about the potentialities and limits of the harm reduction approach, in a dialogue with Edgar Morin’s theory of complexity. This analysis also draws on system theory and therefore, on the “complexity paradigm.” It starts with a brief review of some historical events that marked the genesis of the harm reduction approach, as a movement that emerged in the context of a paradigmatic transition. The methodology used in this study includes the metod of case studies, which defines as its unit of analysis among the contextual profile of three clinical cases of drug addicts during psychotherapy going through the harm reduction. The drug addicts was two mem and on womam among 23 and 30 years of age, had of average socioeconomic status and had completed the medium education. The use prevalence of drugs was alcohol, marijuana, cocaine and merla. The data was obtained through the documental analysis of psychotherapy sessions, registered in the archives of public and private institutions specialized in the treatment of drug addiction by the harm reduction method. The individual and social trajectories of all patients, the context in which they consumed drugs, and the process developed during psychotherapy in each of the cases went through a longitudinal analysis. This analysis demonstrates that three main dimensions were present during the psychoanalytic process in all the cases: the dimension of the psychotherapy in the context of persistent drug use, the interdisciplinary dimension, and the dimension related to the support networks. From a transversal analysis, the text establishes an epistemological dialogue between these dimensions and the harm reduction perspective in the psychotherapeutic process. As final considerations, some epistemological reflections are put forward, with the intent to emphasize the results of this investigation on important questions posed by the harm reduction perspective in terms of its own principles and those of society.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2009.
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/4640/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.