Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/4459
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_LilianLeiteChaves.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open
Title: "Esse negócio de loucura, cê sabe né, fia" : integração e diferenciação pelas ruas de Ouro Preto
Authors: Chaves, Lilian Leite
Orientador(es):: Borges, Antonádia Monteiro
Assunto:: Loucura
Pessoas desabrigadas
Integração social
Issue Date: Mar-2009
Citation: CHAVES, Lilian Leite. "Esse negócio de loucura, cê sabe né, fia" : integração e diferenciação pelas ruas de Ouro Preto. 2009. 150 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: Este trabalho trata da experiência de loucura dos loucos de rua da cidade de Ouro Preto. Observei quatro pessoas que perambulam pelas ruas da cidade de Ouro Preto (MG) há mais trinta anos, executando ações peculiares em seus trajetos. A partir das interações dessas pessoas com os outros ouropretanos, busco mostrar como a experiência de loucura dos loucos de rua se configura num espaço em que as percepções sensíveis de cada pessoa envolvida contribuem para a sua definição e atualização. Busco contestar e complexificar o lugar de fora generalizado como o lugar da loucura, mostrando que esse lugar não faz sentido para a experiência dos loucos de rua. Discuto esse lugar de fora a partir de três dimensões linguagem e comunicação, integração social e classificação mostrando que a experiência de loucura dos loucos de rua é marcada por um contínuo processo de integração e diferenciação. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This assignment is about madness experience of the wilds of street of Ouro Preto city. I have observed four people who have been roaming by the streets of the Ouro Preto city for more than thirty years, executing peculiar actions in their courses. From these people interactions with the others Ouro Preto citizens, Im trying to show as their madness experience configure in to space which the sensitive perceptions of each involved person contribute for their definition and update. Im trying to contest and to complexity the outside generalized as madness place, showing what that place does not make sense for experience of the wilds of street. I have argued that outside starting from three dimensions language and communication, social integration and classification showing that madness experience of the wilds of street has been marked by a continuous process of integration and differentiation.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2009.
Appears in Collections:DAN - Mestrado em Antropologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/4459/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.