Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/4367
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_HelbertDaniloFreitasdeSa.pdf684,57 kBAdobe PDFView/Open
Title: Engenharia financeira do Pronaf : reflexões sobre os arranjos adotados
Authors: Sá, Helbert Danilo Freitas de
Orientador(es):: Del Grossi, Mauro Eduardo
Assunto:: Despesa pública
Agricultura familiar
Crédito agrícola
Issue Date: 30-Mar-2009
Citation: SÁ, Helbert Danilo Freitas de. Engenharia financeira do Pronaf: reflexões sobre os arranjos adotados. 2009. 106 f. Dissetração (Mestrado em Agronegócios)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - Pronaf em mais de uma década vem implementando políticas públicas com vistas a elevar a qualidade de vida dos agricultores familiares, via desenvolvimento rural sustentado, aumento da capacidade produtiva e fomento às novas oportunidades de emprego e renda. O crédito rural do Pronaf é a ação mais consolidada e apresenta em sua evolução institucional um esforço de ampliar o acesso dos agricultores mais pobres ao crédito rural. O objetivo deste trabalho foi verificar se governo logrou êxito em ampliar o número de agricultores atendidos pelo Pronaf e ao mesmo tempo reduzir os gastos orçamentários por agricultor com subvenção econômica. Para tanto, mapeou-se a evolução institucional do programa e analisou-se a aplicação do montante financiado por fonte de recurso. Como resultado, tem-se que o Pronaf apresentou para a modalidade custeio - principal modalidade de financiamento, redução na participação relativa da fonte de maior custo para o Tesouro Nacional e ao mesmo tempo ampliou a utilização da fonte exigibilidade bancária – fonte não demandante de subsídio. Paralelamente a este ação, o governo promoveu a redução do spread bancário do principal agente financeiro a operacionalizar o Pronaf. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Throughout the last ten years, the Brazilian Credit Program for small farmers - PRONAF has been implementing public policies aiming at increasing the standards of quality of life of rural families based upon sustainable development; increase of production capacity and furtherance of new jobs and income opportunities. The agricultural credit provided by PRONAF has become a solid governmental action and represents an effort to enhance the access of the poorest small farmers to the credit policy. The objective of this paper was to verify the implementation success of the program, by raising the number of families accessing credit at the same time reducing the federal budget disbursement per farmer receiving economic subvention. For that purpose, a map of institutional evolution was created as well as the application of the resources was properly analyzed. As a result, PRONAF has, by of one its most representative modalities – “cost coverage”, decreased the relative share of the most costly source for the Brazilian Treasury. Meanwhile the Program has extended the use of the banking liability source – non subventional. Least but not last, the government has also reduced the banking spread of the main financial institution that runs PRONAF’s line of credit.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-graduação em Agronegócios, 2009.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronegócios (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/4367/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.