Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/4296
Título: Intervalos de recuperação entre séries de contrações isocinéticas : diferença entre gêneros
Autor(es): Celes, Rodrigo Souza
Orientador(es): Marques, Martim Francisco Bottaro
Assunto: Exercícios físicos
Fadiga
Relações homem-mulher
Data de publicação: 2009
Data de defesa: 2009
Citação: CELES, Rodrigo Souza. Intervalos de recuperação entre séries de contrações isocinéticas: diferença entre gêneros. 2009. 43 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: OBJETIVO: Comparar os efeitos de dois diferentes intervalos de recuperação (IRs) entre séries isocinéticas no pico de torque (PT), trabalho total (TT) e índice de fadiga (IF) em homens e mulheres. MÉTODO: 16 homens (26,75 ± 4,73 anos, 79,06 ± 9,38 kg e 175,69 ± 4,66 cm) e17 mulheres (27,18 ± 4,05 anos, 56,84 ± 6,93 kg e 162,56 ± 7,02 cm), recreacionamente treinados em exercícios resistidos há pelo menos 6 meses, realizaram 3 séries de 10 repetições isocinéticas de extensão unilateral de joelho a 60°/s e 180°/s. Os IRs entre as séries foram de 1 e 2min e foram contrabalanceados nos dois dias de teste, separados por um mínimo de 72h. A taxa de trabalho recuperação foi de 1:3 e 1:6 para 60°/s e 1:6 e 1:12 para 180°/s. RESULTADOS: Homens e mulheres tiveram uma redução significante (p<0,05) no PT e TT com 1 e 2min de IR a 60°/s. A 180°/s, ambos os gêneros, demonstraram uma redução significante (p<0,05) do PT e TT apenas com 1min de IR. As mulheres são mais resistentes a fadiga muscular que os homens. As diferenças entre os gêneros no IF foram maiores a 180°/s que a 60°/s. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que durante contrações isocinéticas máximas a 60°/s, homens e mulheres exibem uma grande suscetibilidade a fadiga muscular. Sendo que uma taxa de trabalho recuperação de 1:6 não é suficiente para promover uma completa recuperação muscular no protocolo proposto, em homens e mulheres recreacionalmente treinados. Com o aumento da velocidade, as diferenças entre os gêneros no IF se tornam mais aparentes. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
PURPOSE: To compare the effect of two different rest intervals (RI’s) between sets of isokinetic knee extension exercise on Peak Torque (PT), Total Work (TW), and fatigue index (FI) between young men and women. METHODS: 17 men (26.75 ± 4.73 yrs, 79,06 ± 9,38 kg e 175,69 ± 4,66 cm) and 16 women (27.18 ± 4.05 yrs, 56,84 ± 6,93 kg e 162,56 ± 7,02 cm) performed 3 sets of 10 unilateral isokinetic knee extension repetitions at 60°/s and 180°/s. The rest intervals between sets were 1 and 2 minutes and were counterbalanced across 2 testing days, separated by a minimum of 72 hours. The work-to-rest ratio was 1:3 and 1:6.for 60°/s and 1:6 and 1:12 for 180°/s. Subjects were recreational resistance trained programs that included resistance exercise within the last 6 months. RESULTS: The results were as follows: Men and women showed a significant (p<0,05) decrees in PT and TW with 1 and 2min RI at 60°/s. At 180°/s, both gender, showed a decline in PT and TW only with 1min RI. Women also appeared to be more fatigue resistant than men at 180°/s. The differences between genders on FI were grater at 180°/s when compared to 60°/s. CONCLUSION: These results suggest that during maximal-effort muscle isokinetic contractions at 60°/s, males and females exhibit a similar susceptibility to muscle fatigue during isokinetic knee extension exercise. Also, it appears that a 1:6 work-to-rest ratio is not sufficient to promote full muscle strength recovery for this specific protocol in recreational resistance trained young men and women. With increased of speed, the difference between genders on FI become more apparent.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2009.
Aparece nas coleções:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_RodrigoSouzaCeles.pdf678,33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.