Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/4119
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_VanessaResendeNogueiraCruvinel.pdf1,59 MBAdobe PDFView/Open
Title: Prevalência de defeitos do esmalte e cárie dentária nas dentições decídua e permanente em crianças de nascimento prematuro e a termo
Authors: Cruvinel, Vanessa Resende Nogueira
Orientador(es):: Toledo, Orlando Ayrton de
Assunto:: Cáries dentárias em crianças
Dentição
Issue Date: 7-Apr-2010
Citation: CRUVINEL, Vanessa Resende Nogueira. Prevalência de defeitos do esmalte e cárie dentária nas dentições decídua e permanente em crianças de nascimento prematuro e a termo. 2009. 91 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: Este estudo teve por objetivo avaliar a prevalência de defeitos do esmalte e cárie dentária, bem como seus fatores de risco, nas dentições decídua e permanente em crianças de nascimento prematuro e a termo nascidas no Hospital Regional da Asa Sul Brasília-DF. Foram examinadas 80 crianças, 40 de nascimento prematuro (G1) e 40 nascidas a termo (G2), na faixa etária entre 5 e 10 anos. Foi aplicado um questionário para obtenção de dados gerais, história médica e hábitos do paciente e realizado exame clínico para análise dos defeitos do esmalte encontrados que foram anotados em uma ficha de acordo com a classificação proposta pelo DDE Index, 1992. Os índices ceo-d e CPO-D foram utilizados para avaliar a história de cárie e registrados em um odontograma. Para a análise estatística, foram utilizados os teste Kruskal-Wallis, Qui-quadrado, Kappa e não paramétricos de Mann-Whitney. Para se estudar os possíveis fatores de risco associados às ocorrências de defeitos de esmalte e cárie foi realizado o ajustamento de uma regressão logística multivariada. Foram utilizadas como variáveis dependentes: ocorrências de opacidade e hipoplasia sendo considerado fator de risco preponderante o tipo de nascimento, e como potenciais fatores de confundimento, as variáveis: escolaridade da mãe, renda per capita, trauma, doenças infecciosas e doenças exantemáticas. Para a cárie, os potenciais fatores de confundimento foram: escolaridade da mãe, renda percapita, escovação, flúor na água de abastecimento, escolaridade da mãe, dieta e hipoplasia. Os resultados encontrados mostraram que 75% da amostra total apresentaram defeitos de esmalte havendo diferença significativa entre os grupos apenas para a dentição decídua (p<0,001), onde o G1 apresentou maior prevalência de hipoplasia (p=.0,0013). Nenhuma das variáveis confundidoras mostrou associação significativa com defeitos do esmalte e cárie. O CPO-D total foi de 0,95 no G1 e 2,07 no G2 (p = 0,0164). Na dentição decídua, observou-se um ceo-d médio maior nas crianças a termo (p= 0,0251). Na permanente, não houve diferença entre os grupos (p= 0,9926). Concluiu-se que a prematuridade pode ser um fator predisponente para a presença dos defeitos do esmalte dentário apenas para a dentição decídua. _____________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The aim of this study was to evaluate the prevalence of enamel defects and dental caries and their risk factors on primary and permanent dentitions of prematurely-born children and full-term born children born at Regional Hospital of Asa Sul, Brasilia DF. Eighty children were examined, 40 children born prematurely (G1) and 40 born full-term (G2), on the age group between 5 and 10 years. The demographic variables, medical history and oral health behaviors were recorded on a questionnaire and the data clinical examination was registered. The teeth were examined for presence of deficiencies of the enamel and caries that were registered in an odontogram. The enamel defects found were analyzed and written down in a file according to the classification proposed by the DDE Index, 1922. The caries were registered, focusing on the indices deft (decayed, extracted, and filled primary teeth) and DMFT (decayed, missing, and filled permanent teeth). For statistical analysis, the tests Kruskal-Wallis, Chi-square, Kappa, Mann-Whitney and logistic regression were used. The results found showed that 75% of total sample had enamel defects. There was a major prevalence of hypoplasia of the enamel in G1 (p<0.001). There was a significant relation between the low weight and the presence of the imperfections on the enamel in G1 on the primary dentition. The logistic regression model showed that the other risk factors such as per capita family income, educational level, dietary and hygiene habits, fluoride exposure, trauma, and diseases had no association with enamel defects and caries. A smaller value of total DMFT (0.95) was found in the group of premature children in comparison to the full term group (2.07) p= 0.0164. There was no difference concerning the permanent dentition between both groups (p= 0.9926). One concludes that the prematurety can be a predisponent factor for the presence of enamel defects only for the primary dentition.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2009.
Appears in Collections:FS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/4119/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.