Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3977
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_AnaCarolinaCanutoCoelho_orig.pdf21,99 MBAdobe PDFView/Open
Title: A identidade do Eixo Monumental 1957 - 2007 : permanências e transformações analisadas por meio dos vazios urbanos
Authors: Coelho, Ana Carolina Canuto
Orientador(es):: Medeiros, Ana Elisabete de Almeida
Assunto:: Urbanismo
Urbanismo modernista
Modernidade - Brasília (DF)
Planejamento urbano - Brasília (DF)
Patrimônio cultural
Brasília (DF) - patrimônio cultural
Brasília (DF)
Issue Date: 29-Jun-2009
Citation: COELHO, Ana Carolina Canuto. A identidade do Eixo Monumental 1957 - 2007: permanências e transformações analisadas por meio dos vazios urbanos. 2009. 157 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: A cidade e o território se constroem, ao longo do tempo, a partir do jogo entre permanências e transformações. Em um sítio tombado, a questão da preservação da memória e da identidade confere regras especiais a este jogo: as permanências parecem levar vantagem sobre as transformações. No contexto desta reflexão, o ano de 2007 corresponde às comemorações dos 50 anos do Concurso do Plano Piloto para a Nova Capital, dos 20 anos de inscrição na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO e do centenário de Niemeyer, Brasília revela-se importante objeto de análise. Portanto, é a partir de um olhar crítico sobre esta cidade e, mais especificamente, o Eixo Monumental (da Praça dos Três Poderes aos limites da Plataforma Rodoviária) que se define o objetivo desta dissertação: discutir a identidade através das permanências e transformações tendo o vazio urbano - na qualidade de elemento de construção da identidade modernista a ser preservada - como ferramenta de pesquisa. Para tanto, o trabalho encontra-se estruturado em três partes. Primeiramente debate-se identidade em relação aos conceitos de patrimônio, modernidade e urbanismo. Em seguida, o texto traz à tona o vazio urbano como instrumento de construção por meio de leituras no campo urbanístico brasileiro e patrimonial. E empreende-se a análise da identidade entre saldo de permanências e transformações por meio da leitura do vazio em 3 momentos: 1957, 1987 e 2007. Por fim, com base nestas constatações, as considerações finais conduzem ao entendimento a respeito da identidade do Eixo Monumental que tem como elemento de investigação os vazios urbanos. Se o campo do urbanismo requer um incessante movimento crítico, esta dissertação busca contribuir neste sentido explorando heranças teóricas e superpondo temporalidades e espacialidades. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The city and the landscape are built, throughout the time, from the interactions between transformations and continuities. In a registered historic site, questions linked to the preservation of the memory and the identity give especial rules to this game: continuities seem to gain advantage over transformations. In this context, as the year of 2007 represents not only the 50th anniversary of the Pilot Plan for the New Capital, but at the same time the 20th anniversary of its inclusion in the UNESCO’s list as a world patrimony and the 100th anniversary of Niemeyer, Brasilia reveals itself an important point of analysis. Therefore, we define the intent of this dissertation observing this city in a critic way, and more specifically, its Monumental Axis (from the Three Powers Square till the Bus Terminal Platform): discuss the identity by means of the continuities and transformations but at the same time we do have the urban void – as a construction element derived from the modernist identity to be preserved – like a tool of research. Our study has three parts. Firstly, we discuss the identity and its relation with the patrimony, modernity and urbanism. Consecutively, our text reveals the urban void as a construction tool through some readings of the brazilian urbanistic field. At last, we analyze the identity which appeared as a result of continuities and transformations by means of the study of the void in 3 moments: 1957, 1987 and 2007. At last, our final considerations enable a better understanding of the Monumental Axis, which works with the urban voids as a research tool. If the city planning field requires a permanent movement, this dissertation seeks to contribute in this way since we explore theoretical heritages and we superpose temporalities and spacealities.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2009.
Appears in Collections:FAU - Mestrado em Arquitetura e Urbanismo (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3977/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.