Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3904
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_CarlosAugustoRollembergdeResende.pdf709,65 kBAdobe PDFView/Open
Title: Política externa independente : as relações com os Estados Unidos na busca por autonomia
Authors: Resende, Carlos Augusto Rollemberg de
Orientador(es):: Lessa, Antônio Carlos
Assunto:: Política externa - Brasil
Relações internacionais
Issue Date: 6-Mar-2010
Citation: RESENDE, Carlos Augusto Rollemberg de. Política externa Independente : as relações com os Estados Unidos na busca por autonomia. 2009. 130 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: O objetivo principal deste trabalho é analisar a busca por autonomia durante a Política Externa Independente (1961-1964). O problema levantado é o de compreender essa busca por autonomia: em relação a quem, ao quê, com quais objetivos e por meio de quais ações. A tese central é a de que durante a vigência da Política Externa Independente, o Governo brasileiro, tanto na gestão Quadros, quanto na Goulart, concebeu a autonomia como status político, algo como potência ou reconhecimento internacional de um papel para o Brasil na política mundial; bem como a garantia de o máximo possível de opções na política internacional, tendo vista também as necessidades advindas com a crise econômica. A autonomia foi buscada em relação às exigências dos Estados Unidos no contexto da Guerra Fria, que repercutia em imagem do Brasil como país intimamente ligado aos interesses da potência líder do mundo ocidental. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The main objective of this dissertation is to analyze the quest for autonomy during the Independent Foreign Policy period (1961-1964). The question raised is that of understanding this quest: independence from whom, from what, with what goals and through what actions. The central thesis is that during the Independent Foreign Policy period the Brazilian Government, both under the Quadros and the Goulart administrations, conceived of autonomy as political status, something akin to that of a great (middle?) power or to international recognition of Brazil’s role in world politics; and the guarantee of the greatest possible number of options in international politics, bearing in mind the needs brought about by the economic crisis. Autonomy was sought in relation to United States demands in the context of the Cold War, with their repercussion for Brazil’s image as a country closely linked to the interests of the leading power of the Western world.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2009.
Appears in Collections:IREL - Mestrado em Relações Internacionais (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3904/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.