Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3829
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_AmandaMarinaAndradeMedeiros.pdf688,75 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Afetos como construtores de uma práxis pedagógica no ensino-aprendizagem de matemática
Autor(es): Medeiros, Amanda Marina Andrade
Orientador(es): Muniz, Cristiano Alberto
Assunto: Brasil
Professores - formação
Afeto (Psicologia) - estudantes
Matemática - estudo e ensino - aspectos psicológicos
Data de publicação: 2-Mar-2010
Referência: MEDEIROS, Amanda Marina Andrade. Afetos como construtores de uma práxis pedagógica no ensino-aprendizagem de matemática. 2009. 132 f. Dissertação (Mestrado em Educação)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: Este estudo vem analisar em que sentido e medida os professores dos anos iniciais do ensino fundamental levam em consideração os afetos de seus alunos para favorecer a aprendizagem matemática em sua práxis pedagógica. Levando em consideração a complexidade do objeto de pesquisa, foi necessária uma pesquisa que interpretasse a realidade e o contexto onde ocorre esse fenômeno. Por isso utilizou-se a Epistemologia Qualitativa no presente estudo. A pesquisa participante também é utilizada em todo o processo de pesquisa, já que a pesquisa tem cunho participativo e contributivo. O estudo foi realizado em uma sala de aula do quarto ano do ensino fundamental em uma escola pública de Brasília. Os principais instrumentos utilizados para a construção dos dados foram o caderno de campo e entrevistas não-diretivas com a professora e os alunos da turma. A pesquisa mostrou a importância de o professor considerar o aluno como um todo, não apenas como um ser cognitivo, mas também como um ser que manifesta afetos que na aprendizagem matemática. A prática do professor precisa estar em consonância com as necessidades afetivas, sociais e cognitivas do aluno. As observações mostraram que os alunos estão o tempo todo manifestando afetos na realização de atividades matemáticas. A análise dos dados permitiu a conclusão de que para a aprendizagem ocorrer o aluno precisa de um motivo que o impulsione. Verificaram-se, também, vários eventos onde os alunos desejam o conhecimento matemático, gerando uma satisfação ao encontrar esse objeto de desejo. Porém, quando esse objeto não é disponibilizado à criança, ela se sente frustrada. A pesquisa também mostrou que certas atividades e metodologias da professora são geradoras de estresse, como a avaliação. Observou-se que a professora sabe da importância dos afetos na sala de aula e na organização do trabalho pedagógico, porém muitas vezes utiliza esse saber para obter o controle da turma. O estudo desvendou que a professora percebe que seus alunos manifestam afetos e utilizam estes vezes em favor da aprendizagem matemática, vezes para reprimir seus alunos. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
In this work we investigate in which sense and amount do the early years fundamental level teachers take students affection into account in order to promote math learning in their pedagogical praxis. Considering the work complexity, it was necessary a reality and context interpretation based research. That is why Qualitative Epistemology was used in the present study. Participating Research was also used through the entire process considering the participating and contributing scope of the work. The study was applied in a fundamental level fourth year grade classroom of a public school in Brasília. The main instruments used to data construction were field research notebook and non-directive interview of both teachers and students. The results have shown the importance of the teacher to consider the student as a whole and not only as a cognitive being. It is then important to consider the manifested math learning students affection. The teachers behavior must be in line with affective, social and cognitive students needing. Our observations shows that students always manifest affection in performing math activities. Data analysis allowed us to conclude the necessity of a reason to stimulate students learning. We also verified many events where the mathematic knowledge is desired, generating satisfaction in reaching this goal. On the other hand if this goal is not achieved, a great deal of disappointment is obtained. The research also has shown that certain teachers activity and methodologies, such as tests, generate stress. Also, we have seen that many times the teacher knows the importance of affection in classroom and pedagogical work organization but uses this knowledge to obtain class control. The study revealed that teachers sometimes uses affection manifestation in favor to math learning and sometimes to repress their students.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2009.
Aparece nas coleções:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.