Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3614
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_IsabelaFreitasVillasBoas.pdf5,52 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A contribuição do processo de ensino-aprendizagem de produção textual em língua inglesa para o letramento do aluno
Autor(es): Villas Boas, Isabela de Freitas
Orientador(es): Bortoni-Ricardo, Stella Maris
Assunto: Letramento
Língua inglesa
Etnografia
Crítica textual
Gênero textual
Ensino e aprendizagem
Data de publicação: Nov-2008
Referência: VILLAS BOAS, Isabela de Freitas. A contribuição do processo de ensino-aprendizagem de produção textual em língua inglesa para o letramento do aluno . 2008. 292 f. Tese (Doutorado em Educação)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: Este estudo de caso em formato de etnografia educacional objetivou analisar a contribuição do processo de ensino-aprendizagem de produção textual em língua inglesa para o letramento geral do aluno. O estudo de caso dedicou-se a descrever e analisar o processo de ensino-aprendizagem de produção textual em língua inglesa ao longo de um ano (dois semestres do Curso Intermediário) em uma escola de inglês. Selecionou-se uma turma composta de 16 alunos entre 13 e 18 anos de idade e acompanhou-se uma proposta pedagógica que permitisse ao aluno percorrer todas as etapas do processo de produção textual, dentre elas a revisão por pares e a reescrita. Informações foram obtidas por meio de: observação participante, quando foram feitas gravações e anotações; entrevistas e questionários aplicados aos alunos; textos produzidos; formulários de revisão; e gravações de interações dos alunos em eventos de revisão por pares. Com isso, pôde-se investigar o progresso e a reação dos alunos ao longo do ano e identificar as estratégias mais eficazes para fornecer-lhes os andaimes para o aprimoramento da sua produção textual. Objetivouse também investigar como o ensino de produção textual na escola de inglês relaciona-se com o ensino de produção textual em língua materna, nas escolas regulares de uma parte dos alunos da turma pesquisada. Para tal, foi observada uma seqüência pedagógica a partir do texto argumentativo no nono ano do Ensino Fundamental em cada uma das três escolas selecionadas para a pesquisa. Essas foram selecionadas por serem as mais freqüentadas pelos alunos do Curso Intermediário da escola de inglês. Os professores e coordenadores de Língua Portuguesa das escolas também foram entrevistados. Triangularam-se os dados obtidos por meio das observações de aula e entrevistas com aqueles obtidos por meio de entrevistas com os alunos e análise de suas produções textuais. Concluiu-se que, nas escolas regulares participantes da pesquisa, o ensino de produção textual parece estar, em geral, mais voltado para o produto do que para o processo, embora cada escola apresente uma ou outra característica de um ensino mais focado no processo. Com isso, as escolas às vezes deixam de fornecer aos alunos andaimes para o planejamento de idéias e estruturação do texto, bem como oportunidades de revisão e refacção dos mesmos. Como na escola de inglês o professor lida com um número menor de alunos em sala de aula, não sofre as pressões internas e externas que os professores das escolas regulares sofrem e já trabalha com uma proposta de ensino de produção textual voltada para o processo há vários anos, seu ensino de produção textual, mesmo que em língua inglesa, pode contribuir para preencher algumas lacunas deixadas pela escola regular, em seu ensino de produção textual em língua materna. Portanto, o processo de ensino-aprendizagem de produção textual em língua inglesa, planejado para enfocar as etapas essenciais do processo de produção textual, pode contribuir para o letramento do aluno ao fornecer-lhe os andaimes que a escola regular ainda não está incluindo em seu processo de ensinoaprendizagem de produção textual. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This case study based on principles of educational ethnography purports to analyze how the writing pedagogy in English as a foreign language (EFL) can contribute to students literacy development. The purpose of the case study was to describe and analyze the teaching-learning process of writing in EFL throughout a year (two semesters of the Intermediate Course) in an English Language Teaching Institute. A group comprised of 16 students aged 13-18 was selected, and a carefully planned writing pedagogy was followed, allowing students to practice the process of writing in all its necessary stages, including peer revision and rewriting. Data was obtained by way of participant observation, which included note-taking and recordings; interviews with and questionnaires administered to students; texts produced; peer review forms; and recordings of student interactions during peer review activities. This process allowed us to investigate student progress and reactions throughout the year, as well as to identify the most effective strategies in providing students with the scaffolding they need to improve their writing. Another objetive of this thesis was to investigate how the teaching of writing in the ELT Institute relates to the teaching of writing in students native language (L1) in the regular schools attended by some of the students in the group. To that end, we observed a pedagogical sequence around the argumentative text in the ninth grade in the three schools selected for the study. These schools were selected because they are the ones most students in the Intermediate Course attend. The teachers and Portuguese coordinators of the schools were also interviewed. The data obtained by way of observations and interviews was triangulated with that obtained by way of interviews with students and analyses of their writings. It was concluded that, in the participating regular schools, the teaching of writing seems to focus more on the product than on the process, even though in each of them certain features of a process approach were observed. In this sense, sometimes these schools fail to provide students with the scaffolding they need to plan and organize their writing, as well as opportunities to revise and rewrite their texts. Since teachers in the ELT Institute deal with a smaller number of students in the classroom, are free of some of the internal and external pressures that regular school writing teachers face, and have been working with process writing for many years, their teaching of writing, even in English, can fill some of the gaps left by the regular schools in their teaching of writing in L1. Thus, the writing pedagogy in EFL based on a process approach can contribute to students literacy by providing them with the scaffolding that the regular schools are not yet including in their pedagogy.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2009.
Aparece nas coleções:FE - Doutorado em Educação (Teses)
UnB - Brasília 50 anos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.