RIUnB >
FAV - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária >
FAV - Programa de Pós-graduação  >
FAV - Mestrado em Ciências Agrárias (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10482/3578

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2007_MarcosRollembergMollo.pdf277,01 kBAdobe PDFView/Open

Title: Função ovariana e produção de embriões em novilhas da raça Nelore submetidas a baixa ou alta ingestão alimentar
Authors: Mollo, Marcos Rollemberg
Advisor: Rumpf, Rodolfo
Sartori Filho, Roberto
Keywords: Bovino - aspectos nutricionais
Nelore
Bovino - fisiologia veterinária - embriologia
Issue Date: 3-Jul-2007
Submit Date: 3-Jul-2007
Citation: MOLLO, Marcos Rollemberg. Função ovariana e produção de embriões em novilhas da raça Nelore submetidas a baixa ou alta ingestão alimentar. 2007. 45 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: Este trabalho avaliou o efeito da nutrição na função ovariana e produção de embriões em novilhas da raça Nelore. Novilhas púberes foram submetidas a alta (A, n=20) ou baixa (B, n=19) ingestão, recebendo alimentação à vontade (170%) ou 70% da dieta de manutenção, respectivamente. Foram realizados acompanhamento através de ultra-sonografia trans-retal e coletas de sangue para dosagens hormonais diariamente, durante um ciclo estral completo. Em seguida, as novilhas foram superovuladas e os embriões coletados e avaliados. Na análise estatística, utilizou-se o teste t de Student. As novilhas do grupo A apresentaram duração de estro mais curta e comportamento estral menos intenso. Apesar das novilhas do grupo A terem ovulado folículos maiores (14,0±0,2 vs 11,8±0,2 mm), os grupos não diferiram quanto ao pico de estradiol sérico. A taxa de crescimento do folículo ovulatório foi maior no grupo A, podendo estar associada às maiores concentrações séricas de insulina detectadas neste grupo. Não foi detectada diferença nas concentrações séricas de IGF-I total entre os grupos durante o período peri-ovulatório. O volume luteal máximo durante o ciclo estral também foi maior no grupo A, entretanto não houve diferença nas concentrações séricas de progesterona. Apesar das novilhas do grupo A terem apresentado concentrações séricas de insulina mais altas, a resposta superovulatória e o número de estruturas coletadas foram superiores no grupo B. Pelos resultados obtidos, concluiu-se que diferentes níveis de ingestão de matéria seca afetam consideravelmente a fisiologia reprodutiva de fêmeas bovinas, podendo refletir em alterações comportamentais, de ciclicidade e de fertilidade dos animais. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study aimed to investigate the effect of nutrition on ovarian function and embryo production in Nelore heifers. Pubertal heifers were kept in a feedlot and fed high (H, n=20) or low (L, n=19) energy diets, receiving diet ad libitum (~170%) and 70% of a maintenance diet, respectively. Transrectal ultrasound examinations of ovaries and blood sample collections for hormone assays were performed daily during a complete estrous cycle. After that, heifers were superovulated and embryos were collected and evaluated. The Student t test was used for statistical analysis. Heifers from group H showed shorter estrus duration and less intense estrous behavior. Although group H heifers had ovulated greater follicles (14.0±0.2 vs. 11.8±0.2 mm), the groups did not differ in regard to the estradiol surge. Growth rate of the ovulatory follicle was greater in H heifers and that may have been associated with the greater serum insulin concentration observed in this group. There was no difference in serum concentrations of total IGF-I between groups during the periovulatory period. The maximum volume achieved by the corpus luteum during the cycle was also greater in H heifers, however there was no difference between groups in serum progesterone concentrations. Although heifers from group H had shown greater serum insulin concentrations, the superovulatory response and the number of recovered embryos/ova were superior in heifers from group L. Based on the results obtained, we can conclude that different levels of feed intake can affect the reproductive physiology of bovine females, causing alteration in behavior, estrous cycle patterns and fertility in the animals.
Additional Information: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2007.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Ciências Agrárias (Dissertações)

Items in Repository are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Site Creative Commons Site Oaister Sítio IBICT Universidade de Brasília
About Repository  |  FAQ  |  Statistics |  Authorization Term
Copyright © 2008 MIT & HP. All rights reserved.