Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35511
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_CarolinaBauchspiess.pdf990,01 kBAdobe PDFView/Open
Title: Psicologia escolar e comunidades de aprendizagem : caminhos para a educação em direitos humanos
Authors: Bauchspiess, Carolina
Orientador(es):: Pedroza, Regina Lúcia Sucupira
Assunto:: Psicologia escolar
Comunidades de aprendizagem
Práticas pedagógicas
Educação em Direitos humanos
Issue Date: 4-Oct-2019
Citation: BAUCHSPIESS, Carolina. Psicologia escolar e comunidades de aprendizagem: caminhos para a educação em direitos humanos. 2019. x, 104 f., il. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Este trabalho parte da crítica ao modelo de atuação médico-clínico em Psicologia Escolar Educacional e ao modelo educacional bancário e propõe pensar possibilidades alternativas de organização da prática pedagógica, com vistas a uma educação libertadora, que envolve também a efetivação integral dos Direitos Humanos (DH). Entende-se que para a efetivação dos DH é necessário construir uma cultura que perpassa a Educação em Direitos Humanos (EDH). Uma das possibilidades de modelo escolar alternativo e libertador são as Comunidades de Aprendizagem, que propõem uma organização e conscientização fundamentada em valores norteadores, com uma prática pedagógica pautada no ideal de democracia participativa e princípios comunitários e uma integração da escolarização nos espaços da comunidade, intervindo ativamente sobre a realidade dos seus sujeitos. Partimos da fundamentação teórica da Psicologia Histórico-Cultural, que assume o compromisso de contribuir para a construção de uma educação e uma sociedade mais justa e igualitária, pautadas nos DH. Objetivamos analisar a atuação de psicólogos escolares da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF), envolvidos com iniciativas de Comunidades de Aprendizagem, a partir do referencial da EDH e das Comunidades de Aprendizagem. A pesquisa empírica foi realizada por meio de entrevistas com três psicólogas bem como com o relato de vivência profissional da pesquisadora na SEEDF. As escolas das psicólogas participantes, que abraçavam os princípios das Comunidades de Aprendizagem, foram contextualizadas. Entendemos que a Psicologia Escolar Educacional Crítica, as Comunidades de Aprendizagem e a EDH compartilham visões de mundo e educação, que destacam a configuração da dimensão das relações no espaço escolar com vistas a construir uma sociedade mais justa e igualitária, pautada nos DH e no ideal de democracia participativa. Esse entendimento foi evidenciado nas entrevistas. A análise também permitiu perceber os movimentos transformativos e de promoção de desenvolvimento humano no envolvimento com iniciativas de Comunidades de Aprendizagem. Na análise da atuação das psicólogas, pudemos constatar um posicionamento de crítica ao fazer tradicional e concepções e ações que focam a comunidade escolar como um todo e que tem como objetivo a melhoria da qualidade da educação. Ademais, destaca-se que a atuação da Psicologia Escolar Educacional em Comunidades de Aprendizagem, em sua especificidade, é uma práxis que está em construção, mas que apresenta o potencial de promover a EDH.
Abstract: This work is based on the critique against the model of medical-clinical performance in Educational School Psychology and the banking educational model and proposes to look for alternative possibilities to organize pedagogical practices with a view to a liberating education, also involving the effectiveness of Human Rights (HR) in its integrality. It is understood that for the implementation of the HR it is necessary to build a culture with permeated Human Rights Education (HRE). One of the possibilities for an alternative and liberating school model is the Learning Communities, which propose an organization and awareness based on guiding values, with a pedagogical practice based on the ideal of participatory democracy and community principles and an integration of schooling in the community spaces, intervening actively on the reality of their subjects. We start from the theoretical basis of Historical-Cultural Psychology, which assumes the commitment to build an education and a more just and egalitarian society, based on the HR. We aim to analyze the performance of school psychologists from the Education Department of the Federal District (SEEDF), involved with initiatives of Learning Communities, based on the framework of HRE and Learning Communities. The empirical research was carried out through interviews with three psychologists as well as with the report of the researcher's professional experience in SEEDF. The schools of the participating psychologists, which embraced the principles of Learning Communities, were contextualized. We understand that Critical Educational School Psychology, Learning Communities and HRE share visions of world and education, which highlight the configuration of the relationships the school fields with a view to building a more just and egalitarian society, based on the HR and the ideal of participatory democracy. This understanding was evidenced in the interviews. The analysis also allowed us to understand the transformative movements and the promotion of human development in the involvement with initiatives of Learning Communities. In the analysis of the performance of the psychologists, we could verify a critical positioning in the traditional practice and conceptions and actions that focus on the school community in its entirety and whose aim is to improve the quality of education. In addition, it is emphasized that the performance of Educational School Psychology in Learning Communities in its specificity is a praxis still in construction, but it presents the potential to promote HRE.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:PED - Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35511/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.