Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35415
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_PabloFernandoPessoadeFreitas.pdf12,55 MBAdobe PDFView/Open
Title: Relações entre desenho de trabalho e expressão de competências gerenciais no setor público brasileiro
Other Titles: Relations between work design and the expression of managerial competences in the brazilian public sector
Authors: Freitas, Pablo Fernando Pessoa de
Orientador(es):: Odelius, Catarina Cecília
Assunto:: Setor público - Brasil
Poder Judiciário
Gestão de pessoas
Competências gerenciais
Issue Date: 9-Sep-2019
Citation: FREITAS, Pablo Fernando Pessoa de. Relações entre desenho de trabalho e expressão de competências gerenciais no setor público brasileiro. 2019. 391 f., il. Tese (Doutorado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Diante de recomendações teóricas e empíricas, analisou-se a tese de que o desenho de trabalho de gestores públicos explica a expressão de suas competências gerenciais, e a percepção que os servidores têm quanto à expressão das competências de seus gestores explica o desenho do trabalho desses servidores, consideradas as peculiaridades relativas a variáveis sociodemográficas e funcionais. Com o objetivo geral de discutir relações entre desenho de trabalho, competências gerenciais e variáveis sociodemográficas e funcionais em um órgão público do Poder Judiciário brasileiro, foram empreendidos três estudos. O primeiro estudo alcançou o objetivo específico de desenvolver e apresentar evidências de validade de escalas de competências gerenciais no setor público em formatos de auto e heteroavaliação. Para o desenvolvimento das escalas, foram realizados revisão de literatura, análise de conteúdo, avaliação de juízes e pré-teste. Para a apresentação de evidências de validade, foram empreendidas duas coletas junto a 2.147 servidores e gestores públicos, o que permitiu uma Análise Fatorial Exploratória e duas Confirmatórias, além de Teste Kruskal-Wallis e análise de estatísticas descritivas. Os resultados, em geral, apontaram validade de conteúdo convergente, discriminante e de critério para o agrupamento em três fatores, tanto para a auto, quanto para a heteroavaliação (Fator 1 - Processos e Resultados; Fator 2 - Relações Humanas e Inovação; e Fator 3 - Interesse Público), os quais encontram respaldo na literatura. O segundo estudo alcançou o objetivo específico de apresentar evidências de validade da versão brasileira do Work Design Questionnaire – WDQ-BR (Guimarães, 2017) no contexto do Superior Tribunal de Justiça - STJ. Para a apresentação de evidências de validade, foi realizada coleta junto a 895 servidores e gestores do STJ, o que permitiu, mediante Análise Fatorial Confirmatória, Teste Kruskal-Wallis e análise de estatísticas descritivas, comparar onze diferentes agrupamentos para os itens identificados em versões do WDQ em inglês, alemão, italiano, espanhol, francês, holandês, polonês e português. Os resultados, em geral, apontaram validade convergente, discriminante e de critério para o agrupamento em 17 fatores, assim como na versão americana original do WDQ proposta por Morgeson e Humphrey (2006), desconsideradas as características contextuais. Por fim, o terceiro estudo alcançou o objetivo específico de discutir relações entre desenho de trabalho de gestores e de servidores, competências gerenciais e variáveis sociodemográficas e funcionais no Superior Tribunal de Justiça. Aproveitando os dados da coleta no STJ relativos a competências gerenciais e desenho do trabalho, os dados foram analisados mediante análise de correlação Kendall-tau, modelagem de equações estruturais, e regressão logística. Os resultados apontaram que: (1) o desenho do trabalho de gestores do STJ explica a autoavaliação da expressão de suas competências gerencias; (2) o modo como servidores percebem a expressão de competências gerenciais por parte de seus superiores explica o modo como eles percebem as características do seu próprio desenho de trabalho; e (3) sexo e variáveis funcionais (área de atuação, nível hierárquico, cargo ocupado, e tipo de gratificação recebida ou não) explicam o desenho de trabalho de gestores e servidores e/ou a expressão de competências dos gestores. Ao final, foram apresentadas implicações e limitações dos estudos, bem como recomendações de pesquisas futuras, abarcando a busca de evidências de validade dos instrumentos em outros contextos e estudos correlacionais com variáveis individuais e contextuais relativas ao comportamento organizacional.
Abstract: In view of theoretical and empirical recommendations, it was analyzed the thesis that the work design of public managers explains the expression of their managerial competences, and the perception that the public servants have as to the expression of competences of their managers explains the design of the work of these public servants, considering the peculiarities related to sociodemographic and functional. With the general aim of discussing relationships between work design, managerial competences and sociodemographic and functional variables, in a public body of the Brazilian Judiciary, three studies were undertaken. The first study reached the specific objective of developing and presenting evidence of the validity of scales of managerial competencies in the public sector in formats of self and hetero-evaluation. For the development of the scales, literature review, content analysis, evaluation by judges and pre-test. For the presentation of evidence of validity, two collections were carried out together with 2,147 public servers and managers, which allowed an Exploratory Factor Analysis and two Confirmations, in addition to the Kruskal-Wallis Test and analysis of descriptive statistics. The results, in general, pointed to validity of content, convergent, discriminant and criterion for the grouping in three factors for both self and hetero-evaluation (Factor 1 – Processes and Results, Factor 2 – Human Relations and Innovation, and Factor 3 – Public Interest), which are supported in the literature. The second study reached the specific objective of presenting evidence of validity of the Brazilian version of the Work Design Questionnaire - WDQ-BR (Guimarães, 2017), in the context of the Superior Court of Justice (STJ). For the presentation of evidence of validity, a collection of 895 servers and managers of the STJ was carried out, which allowed, by means of Confirmatory Factor Analysis, Kruskal-Wallis Test and analysis of descriptive statistics, to compare eleven different groupings for items identified in WDQ in English, German, Italian, Spanish, French, Dutch, Polish and Portuguese. The results, in general, indicated validity, convergent, discriminant and criterion for the grouping in 17 factors, as well as in the original American version of the WDQ, proposed by Morgeson and Humphrey (2006), disregarding the contextual characteristics. Finally, the third study reached the specific objective of discussing relationships between managers 'and employees' work design, managerial competences and sociodemographic and functional variables in the STJ. Using data from the STJ collection, related to managerial competences and work design, the data were analyzed using Kendall-tau correlation analysis, structural equation modeling, and logistic regression. The results showed that (1) the design of the work of managers of the STJ explains the self-assessment of the expression of their managerial competencies; (2) the way servers perceive the expression of managerial competencies by their superiors explains how they perceive the characteristics of their own work design; and (3) gender and functional variables (area of activity, hierarchical level, position occupied, and type of gratification received or not) explain the work design of managers and servers and/or the expression of competencies of the managers. Finally, implications and limitations of the studies were presented, as well as recommendations for future research, including the search for evidence of validity of the instruments in other contexts and correlational studies with individual and contextual variables related to organizational behavior.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e Gestão Pública, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PPGA - Doutorado em Administração (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35415/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.