Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35381
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_GeraldoFábioAlvesdeSouza.pdf5,18 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação da utilização de aditivo biopolimérico extraído do cacto Opuntia ficus indica em pastas e microconcretos de cimento Portland
Other Titles: Evaluation of the use of biopolymer admixture extracted from cactus Opuntia ficus indica in portland cement pastes and microconcretes
Authors: Souza, Geraldo Fábio Alves de
Orientador(es):: Capuzzo, Valdirene Maria Silva
Coorientador(es):: Silva, Fabricio Machado
Assunto:: Aditivo biopolimérico
Biopolímeros
Mucilagem
Cimento portland
Issue Date: 27-Aug-2019
Citation: SOUZA, Geraldo Fábio Alves de. Avaliação da utilização de aditivo biopolimérico extraído do cacto Opuntia ficus indica em pastas e microconcretos de cimento Portland. 2019. xvii, 108 f., il. Dissertação (Mestrado em Estruturas e Construção Civil)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Os biopolímeros são parte da história da humanidade, há indícios do uso desde 400 a.C.. Os primeiros registros como materiais de construção são de Vitrúvio no séc. I a.C, que em seus manuscritos indicava o uso destes materiais em situações especiais. Nas Américas, os povos pré-colombianos utilizaram o cacto Opuntia ficus indica, a palma forrageira, na construção de pirâmides que ainda resistem. No cenário atual os biopolímeros estão em franca ascensão no mercado mundial, como alternativa aos polímeros da indústria petroquímica. Neste trabalho a mucilagem da palma forrageira, coletada no Distrito Federal, foi avaliada como aditivo biopolimérico para pastas e microconcretos de cimento Portland, utilizando metodologia de produção simplificada e acessível. A extração da mucilagem foi a frio por imersão em água (1:3) e a concentração de sólidos fixada em 0,45%. Foi realizada a caracterização do aditivo e avaliados os efeitos em pastas e microconcretos com diferentes teores de substituição (0%, 10%, 20%, 40% e 100%) da água de amassamento pelo aditivo. A dosagem variou de 0,02 a 0,2 % da massa de cimento. Nos microconcretos foram avaliadas a consistência, resistência compressão (1, 3, 7, 28 e 180 dias) e a absorção de água por imersão e por capilaridade. Nas pastas de cimento as análises foram feitas a partir da porosimetria por intrusão de mercúrio, difração de raios x, espectroscopia de infravermelho e analise termogravimétrica. As amostras aditivadas tiveram aumento da viscosidade e da tensão de escoamento, no estado fresco. No estado endurecido, aos 28 dias, não houveram alterações significativas na porosidade. Contudo, os traços aditivados tiveram ganho de resistência de até 17% em relação a referência. Aparentemente, o aditivo influencia na formação de carbonato de cálcio. Aos 180 dias não foram identificados efeitos prejudiciais gerados pelo aditivo e a dosagem de 0,02% (10% da água de amassamento) teve aumento de 9% da resistência à compressão simples.
Abstract: Biopolymers are part of the history of humanity, there are indications of its use since 400 b.C. The earliest records as building materials are from Vitruvius in the century I a.C, who in his manuscripts indicated the use of these materials in special situations. In the Americas, pre-Columbian folks used the cactus Opuntia ficus indica, the forage palm, in the construction of pyramids that still resist. In the current scenario biopolymers are on the rise in the world market, as an alternative to polymers of petrochemical industry. In this work the forage palm mucilage, collected in the Federal District, was evaluated as a biopolymer additive for Portland cement pastes and microconcretes using a simplified and accessible production methodology. The extraction of the mucilage was cold by immersion in water (1: 3) and the solids concentration set at 0.45%. It was carried out the characterization of the additive and evaluated the effects in pastes and microconcretes with different levels of substitution (0%, 10%, 20%, 40% and 100%) of the mixture water by the additive. The dosage ranged from 0.02 to 0.2% of the cement mass. In the microconcretes, the consistency, compressive strength (1, 3, 7, 28 and 180 days) and the absorption of water by immersion and by capillarity were evaluated. In the cement pastes the analysis were made from the porosimetry by mercury intrusion, x-ray diffraction, infrared spectroscopy and thermogravimetric analysis. The additive samples had an increase in viscosity and yield stress in the fresh state. In the hardened state, at 28 days, there were no significant changes in porosity. However, the additive traits had resistance gain of up to 17% relative to the reference. Apparently, the additive influences the formation of calcium carbonate. At 180 days no harmful effects from the additive were identified and the 0.02% (10% of the mixture water) dosage had a 9% increase in simple compressive strength.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:ENC - Mestrado em Estruturas e Construção Civil (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35381/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.