Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35365
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1988_IveteHissakoTazima.pdf
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.accessRestricted???
4,59 MBAdobe PDF ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.restrito???
Title: Microinformática em bibliotecas especializadas e universitárias de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília
Authors: Tazima, Ivete Hissako
Orientador(es):: Tarapanoff, Kira
Coorientador(es):: Cunha, Murilo Bastos da
Assunto:: Bibliotecas especializadas - microinformática
Bibliotecas universitárias - microinformática
Issue Date: 27-Aug-2019
Citation: TAZIMA, Ivete Hissako. Microinformática em bibliotecas especializadas e universitárias de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. 1988. xx, 274 f., il. Dissertação (Mestrado em Biblioteconomia e Documentação)—Universidade de Brasília, Brasília, 1988.
Abstract: Esta pesquisa, que pode ser caracterizada em termos metodológicos como um levantamento exploratório e descritivo, tinha por objetivo identificar e analisar a situação atual e tendências de utilização de microcomputadores em bibliotecas especializadas e universitárias, localizadas na grande São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Foram abordados cinco diferentes aspectos: tipos de aplicação que os microcomputadores estão tendo nas bibliotecas; softwares adotados; tipos de hardwares utilizados nas bibliotecas; recursos humanos - formação de equipe e capacitação profissional e, finalmente, as tendências futuras da adoção de microcomputadores pelas bibliotecas. A amostra consistiu de 84 bibliotecas, das quais estavam vinculadas a instituições públicas e privadas e 15 a instituições de ensino superior. O instrumento de coleta utilizado foi o questionário cuja remessa foi efetuada em meados de julho de 1987.Os dados obtidos revelaram que a maioria das bibliotecas começou a adotar micros a partir de 1985. De um total de 69 bibliotecas especializadas, somente 26%(n=18) estavam utilizando micros para o desempenho de suas funções. Dessas, 50% (n=9) eram de São Paulo,27,8%(n=5) do Rio de Janeiro e 22,2%(n=4) de Brasília. Entre as bibliotecas universitárias, 40% (n=6) usavam microcomputadores. Foram identificadas três (50%) em São Paulo, duas (33,3%) no Rio de Janeiro e uma (16,7%) em Brasília. Nas bibliotecas especializadas utilizavam-se microcomputadores principalmente nas atividades de gerenciamento de periódicos, aquisição, circulação e processamento técnico. Entre as bibliotecas universitárias havia maior uso no serviço de recuperação de informação. O tipo de software mais utilizado tanto em bibliotecas especializadas quanto nas universitárias era o sistema gerenciador de banco de dados, dentre os quais destacava-se o dBase 3. Maioria das bibliotecas especializadas e universitárias estavam usando microcomputadores com CPU de 16 bits e com sistema operacional MS-DOS. 0 modelo mais utilizado era o XT-2002, da Microtec. A maioria das bibliotecas especializada e universitárias conseguiu formar equipes de trabalho para o desenvolvimento das atividades relacionadas a automação de bibliotecas. Quanto aos tipos de profissionais envolvidos, além de bibliotecários, foram identificados principalmente analistas de sistemas e programadores. As principais dificuldades encontradas tanto nas bibliotecas especializadas quanto nas universitárias estavam relacionadas a inexistência de softwares aplicativos na área de bibliotecas/ sistemas de informação; falta de micros para uso exclusivo das bibliotecas; falta de informação sobre sistemas de bibliotecas automatizadas; falta de padronização dos formatos de descrição bibliográfica e indisponibilidade de pessoal da área de informática para atender as demandas da biblioteca. Quanto à capacitação profissional dos bibliotecários os cursos mais frequentados foram: introdução à automação de bibliotecas; introdução à informática/processamento de dados; uso do software dBase3; consulta/uso do sistema implantado na biblioteca e introdução à microinformática. Entre as atividades e os cursos sugeridos pelos bibliotecários encontram-se: linguagem de programação; análise de sistemas; organização/gerenciamento de banco de dados; introdução à informática/processamento de dados e introdução à automação de bibliotecas. Quanto a tendência de utilização de microcomputadores, das 34 bibliotecas especializadas que não usam computadores verificou-se que 21(61,8%) tinham planos para usar micros. Dessas, nove (42%) bibliotecas pretendiam adota-los em menos de um ano e 10(48%) entre um e dois anos. Por sua vez, de nove bibliotecas universitárias verificou-se que 33%(n=3) tinham planos para adotar micros, das quais duas (67%) em menos de um ano e uma (33%), entre um e dois anos. No que se refere a tendência de aplicação de micros em funções/atividades biblioteconômicas, entre as bibliotecas especializadas as principais tendências apontavam para: a) Administração/Gerencia; b) Processamento técnico e recuperação de informação; c) Circulação; d) Aquisição; e) Gerenciamento de periódicos; f) Intercambio. Por outro Lado, entre as bibliotecas universitárias, a tendência era para: a) aquisição, Processamento técnico, Circulação e Administração/Gerencia; b) Gerenciamento de periódicos, Comutação bibliográfica, Intercambio, Recuperação de Informação e Serviço de referência/informação. Quanto aos softwares a serem adotados pelas bibliotecas especializadas, verificou-se que a tendência apontava para Gerenciadores de banco de dados. Os mais indicados, em ordem decrescente, foram: dBase3 (n=24), Micro/ISIS (n=15), dBase3 Plus(n=7) e quanto a planilha eletrônica, o mais citado foi o Lotus 1.2.3(n=5). Por sua vez, entre as bibliotecas universitárias, a tendência apontava para o software dBase3 (n=5).
Abstract: Study of the state of the art and trends on the use of microcomputers in special and university libraries in São Paulo, Rio de Janeiro and Brasilia (Brazil). The survey analysed five aspects: types of the applications of microcomputers in libraries, use of software, use of hardware and models, human resources - staff, and professional improvement. Trends were identified related to the use of microcomputers in university and special libraries.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Estudos Sociais Aplicados, Departamento de Biblioteconomia, 1988.
Appears in Collections:FCI - Mestrado em Biblioteconomia e Documentação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35365/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.