Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35350
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_HenriquedeSousaHonorato.pdf724,85 kBAdobe PDFView/Open
Title: Efeito de fosfitos, ozônio e revestimento de amido na qualidade pós-colheita de goiaba (Psidium guajava L.)
Authors: Honorato, Henrique de Sousa
Orientador(es):: Blum, Luiz Eduardo Bassay
Assunto:: Goiaba
Frutas - doenças em pós-colheita
Fosfito
Frutas - qualidade
Issue Date: 22-Aug-2019
Citation: HONORATO, Henrique de Sousa. Efeito de fosfitos, ozônio e revestimento de amido na qualidade pós-colheita de goiaba (Psidium guajava L.). 2019. xvi, 70 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: O Brasil apresenta grande potencial na produção de goiaba (Psidium guajava), uma das principais fruteiras de clima tropical, com produção crescente pelo mercado de frutas in natura. A alta perecibilidade dos frutos, característica da goiaba, e a ocorrência de doenças em pós-colheita, são alguns entraves para a comercialização. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito dos tratamentos com fosfito, ozônio e revestimento de amido na qualidade pós-colheita de goiabas. Foram realizados quatro grupos de experimentos com frutos obtidos de cultivo convencional situado em Brazlândia / DF. Na primeira etapa do trabalho foram aplicadas as doses recomendadas pelos fabricantes dos fosfitos, e sub doses correspondentes à metade do valor recomendado para cada produto (Fosfito K 0,75%; Fosfito K 1,5%; Fosfito Ca 1,5%; Fosfito Ca 3,0%). A aplicação dos tratamentos foi feita por imersão dos frutos nas soluções com fosfitos por 20 minutos. No segundo experimento da primeira etapa do trabalho foram avaliados três períodos de exposição (10 min., 20 min. e 30 min.) dos frutos à 21mg.L-1 de ozônio aplicado em água. Os frutos foram acondicionados em incubadores com fotoperíodo de 12h a 25°C, de 3 a 6 dias. Análises físico-químicas (Perda de massa fresca – PMF; Firmeza; pH; Sólidos solúveis totais – SST e Acidez titulável - AT) foram realizadas no início, no terceiro e no sexto dia de armazenamento. Os resultados com Fosfito Ca 1,5% indicaram maior firmeza dos frutos, assim como menor PMF. Tratamentos com fosfito K mostraram pouco efeito no SST. Na etapa com ozônio (21mg.L-1) os tratamentos avaliados apresentaram menores PMF e maior firmeza até o terceiro dia. Na segunda etapa do trabalho foi avaliada a influência da combinação de concentrações de fosfitos e diferentes tempos de imersão em água ozonizada, com o revestimento de amido, na qualidade pós-colheita de goiaba. Foram aplicadas as doses recomendadas pelos fabricantes de fosfitos, e sub doses correspondentes à metade. Após a aplicação dos fosfitos por imersão foi feita a aplicação do revestimento por imersão dos frutos em suspensão de amido (2%). Em outro trabalho, os frutos foram submetidos a diferentes tempos de imersão em água ozonizada, e em seguida à aplicação de revestimento. Os frutos foram acondicionados em incubador com fotoperíodo de 12h a 25°C, de 3 a 6 dias. Análises físico-químicas (PMF, Firmeza, pH, SST, AT) foram realizadas no início, no terceiro e no sexto dia de armazenamento. As combinações de fosfito com o revestimento de amido afetaram positivamente a preservação da qualidade dos frutos, com PMF menor e maior firmeza ao longo dos 6 dias. A combinação de amido à água ozonizada apresentou menores PMF após 6 dias.
Abstract: Brazil has great potential in the production of guava (Psidium guajava L.), one of the main fruit fruit trees among the of tropical climate, with increasing production driven by the in natura fruit market. The high perishability of guava fruits, and the occurrence of post-harvest diseases are some obstacles to commercialization. Therefore, the objective of this work was to evaluate the effect of treatments with phosphite, ozone and starch coating on post-har vest quality of guavas. Four groups of experiments were carried out with fruits obtained from conventional cultivation located in Brazlândia / DF. In the first stage of the work, the doses recommended by the manufacturers of phosphite products and sub doses corresponding to half of the recommended value for each product were applied (Phosphite K 0.75%, Phosphite K 1.5%, Phosphite Ca 1.5%, Phosphite Ca 3.0%). The treatments were applied by immersing the fruits in the phosphite solutions for 20 minutes. In the second experiment of the first stage of the work, three periods of exposure (10 min, 20 min and 30 min) of the fruits to 21mg.L-1 of ozone applied in water were evaluated. The fruits were conditioned in incubators with light for 12h at 25 ° C, from 3 to 6 days. Physical-chemical analyzes (fresh mass loss – FML, Firmness, pH, total of soluble solids – TSS and titratable acidity –TA) were performed at the beginning, on the third and on the sixth day of storage. The results with Phosphite Ca 1.5% indicated greater firmness of the fruit, as well as loss of mass less accentuated. Treatments with K phosphite had low effect on SST. In the stage with ozone (21mg.L-1) the evaluated treatments had lower FML and greater firmness until the third day. In the second stage of the work, the influence of the combination of phosphite and different immersion times in ozonated water, with starch coating, on post-harvest guava quality was evaluated in two experiments. The dosages recommended by the manufacturers of phosphite products, and sub doses corresponding to half of these values were applied. After applying the phosphites by immersion, the coating was applied by immersion of the fruits in suspension of starch (2%). In the second experiment, the fruits were submitted to different times of immersion in ozonated water, and coating application. The fruits were conditioned in an incubator with light for 12h at 25 °C, from 3 to 6 days. Physical-chemical analyzes (FML, Firmness, pH, TSS, TA) were performed at the beginning, on the third and on the sixth day of storage. The phosphite combinations with the starch coating had a positive effect on fruit quality of the fruits with smaller FML and greater firmness during the 6 days of storage. The combination of starch and ozonated water presented lower FML in 6 days.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF).
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronomia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35350/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.