Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35243
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_MárciaReginaSantosBrisolla.pdf8,27 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGatti, Thérèse Hofmann-
dc.contributor.authorBrisolla, Márcia Regina Santos-
dc.date.accessioned2019-08-07T19:02:08Z-
dc.date.available2019-08-07T19:02:08Z-
dc.date.issued2019-08-07-
dc.date.submitted2019-02-25-
dc.identifier.citationBRISOLLA, Márcia Regina Santos. De menina a mulher: imagens publicitárias, representações e pedagogias culturais. 2019. 258 f. il., Tese (Doutorado em Artes)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/35243-
dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Artes, 2019.pt_BR
dc.description.abstractAs imagens da cultura da mídia estão cada vez mais presentes no cotidiano e operam como pedagogia cultural ao influenciar as relações humanas e os processos de constituição da subjetividade da menina em trânsito para se tornar mulher. Esta pesquisa apresenta-se como uma navegação ao encalço de analisar a imagem da menina/mulher na publicidade digital das marcas Capricho com ênfase na representação e nas mediações das garotas com essas visualidades. As questões que nortearam a pesquisa foram: como a menina em trânsito para a vida adulta está sendo representada nas imagens publicitárias da marca Capricho? Que padrões de representação do feminino são recorrentes e que novas referências imagéticas circulam na cultura da mídia? Essas figurações do feminino aparecem nas visualidades da Capricho? Que pedagogias são construídas e mediadas por esse artefato cultural midiático? Que saberes e referências imagéticas são postos em circulação? Como a menina/mulher ressignifica essas visualidades? Nesta jornada, por entre travessias e encruzilhadas, as pedagogias culturais produzidas são problematizadas ao analisar como as imagens publicitárias afetam a vida social dos sujeitos dessa pesquisa, meninas na faixa etária de 13/14 anos, estudantes do oitavo ano do ensino fundamental II. A base teórica da investigação constitui-se no âmbito da teoria educacional pós-crítica na confluência com os estudos culturais, teorias pós-estruturalistas, estudos de gênero e estudos da cultura visual. A escolha do grupo focal como técnica de investigação qualitativa agrega valiosa contribuição ao possibilitar compreender as concepções e os posicionamentos das jovens bem como interceptar contradições, similaridades, discordâncias e conformidades. Os resultados foram analisados na perspectiva analítico-interpretativa embasada nos estudos da cultura visual. A reflexão aponta um caminho pedagógico que pode gerar condições de aprendizagem a partir da relação experiencial com visualidades da mídia no encalço de instigar outros modos de ver, se ver e ver o outro, a partir da produção de significados compartilhados, tendo em vista a diversidade humana.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleDe menina a mulher : imagens publicitárias, representações e pedagogias culturaispt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.subject.keywordImagens publicitáriaspt_BR
dc.subject.keywordPedagogia culturalpt_BR
dc.subject.keywordPublicidade digitalpt_BR
dc.subject.keywordRepresentações de gêneropt_BR
dc.subject.keywordSubjetividade femininapt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1Images of media culture are increasingly present in daily life and operate the cultural pedagogy by influencing human relations and the processes of constitution of the subjectivity of the girl on her way to become a woman. This research has as main objective to analyze the image of the girl/woman in the publicity of Capricho magazine with emphasis in the representation and the mediations of the girls with these visualities.The questions that guided the research were: how the girl in transit to adult life is being represented in the publicity images of the brand Capricho? What patterns of representation of the feminine are recurrent and what new imagery references circulate in the media culture? Do these feminine figurations appear in the visuals of Caprice? What pedagogies are built and mediated by this media cultural artefact? What knowledge and imagery are put into circulation? How does the girl / woman re-signify these visualities? Therefore, I intend to problematize the cultural pedagogies produced and the knowledge put into circulation by investigating how these visuals affect the social life of the subjects in this study, girls in the 13-14 age group, students of the eighth grade of elementary school. The theoretical basis of the research is within the scope of of post-critical educational theory at the confluence with cultural studies, poststructuralist theories, gender studies and visual culture studies. The choice of focal group as a qualitative research technique adds a valuable contribution by making it possible to understand the conceptions and positioning of young people as well as intercepting contradictions, similarities, disagreements and conformities. The results were analyzed from an analytical-interpretative approach based on visual culture studies. The reflection points out a pedagogical path that can generate learning conditions from the experiential relationship with media visuals in the search to investigate other ways of seeing, seeing oneself and seeing the other, from the production of shared meanings, in view of human diversity.pt_BR
Appears in Collections:IdA - Doutorado em Artes (Teses)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35243/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.