Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35227
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_LariceFeitosaCosta.pdf2,09 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos da estimulação musical nos déficits de memória decorrentes da hipóxia isquêmica encefálica em ratos (Rattus norvegicus)
Authors: Costa, Larice Feitosa
Orientador(es):: Ferreira, Vania Maria Moraes
Assunto:: Hipóxia isquêmica
Memória
Música - aspectos psicológicos
Musicoterapia
Plasticidade neuronal
Comportamento - avaliação
Issue Date: 2-Aug-2019
Citation: COSTA, Larice Feitosa. Efeitos da estimulação musical nos déficits de memória decorrentes da hipóxia isquêmica encefálica em ratos (Rattus norvegicus). 2019. 104 f., il. Tese (Doutorado em Ciências do Comportamento)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Introdução: A hipóxia isquêmica encefálica é conhecida como principal causa de danos neurológicos. Nessa condição, as células nervosas são expostas a alterações fisiológicas, incluindo insuficiência energética, do fluxo sanguíneo e estresse oxidativo. Interferindo também nos processos cognitivos como os de aprendizagem e memória. Exposição a música tem sido bastante relatada na literatura como mediador da estimulação cerebral antes e/ou após este evento. Os potenciais efeitos da música em animais e humanos, com implicações importantes para a neuroplasticidade e reabilitação neurológica, despertava o desenho do presente estudo. Objetivos: Fazer uma análise comparativa da exposição aguda e crônica à Sonata de Mozart frente à lesão hipocampal decorrente da hipóxia isquêmica encefálica. Metodologia: Foi realizado um estudo experimental com 36 ratas Wistar distribuídas em grupos controles e que sofreram hipóxia, e que ouviram ou não música em protocolos de exposição aguda, crônica e crônica com abstinência. A hipóxia foi induzida experimentalmente por Nitrito de Sódio, 60mg/kg, por 15 dias consecutivos, via intraperitoneal. Foi executado o teste de esquiva inibitória para avaliação da memória de curta e longa duração. Foram coletadas e analisadas amostras histológicas do hipocampo, regiões CA1, CA2, CA3, CA4 e Giro Denteado dos sujeitos a fim de verificar morte celular devido a lesão por hipóxia. Resultados: Os resultados demonstraram que os grupos que sofreram hipóxia tiveram pior desempenho comportamental e imagens histológicas com maior número de neurônios lesionados. Porém, os animais que sofreram hipóxia e receberam o protocolo de exposição aguda à Sonata (4 dias antes de completarem cada idade, durante 4 meses), apresentaram melhores resultados. No entanto, não ocorreu o mesmo para os animais que receberam o protocolo de exposição crônica (diariamente, durante 4 meses). Desta maneira, os achados indicam que a música atuou melhorando o desempenho na tarefa frente à lesão em acordo com tipo de exposição. Conclusão: A música Sonata de Mozart, na exposição aguda, destacou-se positivamente nas respostas comportamentais das ratas em diferentes fases de desenvolvimento. Deste modo, ao serem sugeridas novas perspectivas de intervenção com este método e seu aprimoramento, almeja-se importante ferramenta de estimulação à neuroplasticidade, com extrema relevância para o desenvolvimento do cérebro e reabilitação neurológica. Faz-se necessário esclarecer os mecanismos neurais subjacentes ao tratamento com música, a fim de compreender melhor seus mecanismos neurofisiológicos e instituir relevância entre o modelo animal adotado como estratégia de estimulação a readaptação funcional de redes neurais lesionadas.
Abstract: Introduction: Brain ischemic hypoxia is known as the main cause of neurological damage. In this condition, nerve cells are exposed to physiological changes, including energy failure, blood flow and oxidative stress. Interfering also in cognitive processes such as learning and memory. Exposure to music has been widely reported in the literature as mediator of brain stimulation before and / or after this event. The potential effects of music on animals and humans, with important implications for neuroplasticity and neurological rehabilitation, awoke the design of the present study. Objectives: To perform a comparative analysis of the acute and chronic exposure to the Mozart Sonata in relation to the hippocampal lesion due to ischemic hypoxia in the brain. Methods: An experimental study was performed with 36 Wistar rats distributed in control and hypoxic groups, and who had or not heard music in protocols of acute, chronic and chronic exposure with abstinence. Hypoxia was experimentally induced by sodium nitrite, 60mg / kg, for 15 consecutive days, intraperitoneally. The inhibitory avoidance test was performed to evaluate short and long term memory. Histological samples from the hippocampus, CA1, CA2, CA3, CA4, and Giro Dentado regions of the subjects were collected and analyzed in order to verify cell death due to hypoxia lesion. Results: The results showed that the groups that suffered hypoxia had worse behavioral performance and histological images with greater number of injured neurons. However, animals that suffered hypoxia and received the protocol of acute exposure to Sonata (4 days before completing each age for 4 months) presented better results. However, the same did not occur for the animals that received the chronic exposure protocol (daily, for 4 months). In this way, the findings indicate that the music acted to improve the performance in the task in front of the lesion according to type of exposure. Conclusion: Mozart's Sonata music, in acute exposure, was positively highlighted in the behavioral responses of rats at different stages of development. Thus, when new perspectives of intervention with this method and its improvement are suggested, an important tool of stimulation to neuroplasticity is desired, with extreme relevance for the development of the brain and neurological rehabilitation. It is necessary to clarify the neural mechanisms underlying the treatment with music in order to better understand its neurophysiological mechanisms and to establish relevance between the animal model adopted as a strategy to stimulate the functional readaptation of injured neural networks.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:PPB - Doutorado em Ciências do Comportamento (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35227/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.