Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35219
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_TelmaRejanedosSantosFaçanha.pdf2,17 MBAdobe PDFView/Open
Title: Percepções de profissionais de saúde em uma instituição hospitalar : um enfoque bioético sobre cultura de segurança do paciente
Authors: Façanha, Telma Rejane dos Santos
Orientador(es):: Araújo, Tereza Cristina Cavalcanti Ferreira de
Assunto:: Bioética
Segurança do paciente
Profissionais da saúde
Cultura organizacional
Direitos humanos
Responsabilidade social
Issue Date: 2-Aug-2019
Citation: FAÇANHA, Telma Rejane dos Santos. Percepções de profissionais de saúde em uma instituição hospitalar: um enfoque bioético sobre cultura de segurança do paciente. 2019. 134 f., il. Dissertação (Mestrado em Bioética)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Em 1999, o Institute of Medicine dos Estados Unidos da América publicou o relatório To Err is Human: Building a Safer Health System onde foram divulgadas recomendações significativas sobre segurança do paciente. As premissas difundidas nesse documento orientaram estudos teóricos e empíricos em várias áreas da saúde. A proposta é que seja estabelecida uma cultura onde os profissionais devem aprender com os erros, dando oportunidade a melhorias. Dada a relevância científica, social e profissional dessa temática, esta pesquisa objetivou investigar a cultura de segurança do paciente à luz dos preceitos bioéticos. Os preceitos definidos constam no Princípio Responsabilidade de Hans Jonas e na Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos (DUBDH), da UNESCO, em especial seus Artigos 3 - Dignidade Humana e Direitos Humanos, 4 – Beneficio e Dano, 8 - Respeito pela Vulnerabilidade Humana e pela Integridade Individual e 14 - Responsabilidade Social e Saúde. Trata-se de um estudo descritivo, correlacional e analítico realizado com 378 profissionais em uma organização de saúde do Distrito Federal, Brasil. Os dados foram coletados por meio do instrumento Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC) e analisados pelo Statistical Package for Social Sciences (SPSS), versão 22. Os resultados mostram um perfil predominante jovem dos participantes; categorias profissionais que possuem perspectivas diferenciadas sobre a cultura de segurança do paciente; e a maneira divergente em que as áreas administrativa e assistencial tratam a cultura punitiva aos erros. A análise multivariada Alpha de Cronbach mostrou baixa consistência interna em três dimensões do instrumento de coleta de dados, as quais apresentaram valores abaixo do recomendado. Concluiu-se que, em razão do perfil prevalente de profissionais jovens e com recente atuação na instituição, é imprescindível desenvolver atividades destinadas à capacitação e treinamento voltados para a cultura de segurança do paciente. Por fim, cabe realçar a responsabilidade dos gestores e dos líderes organizacionais em prol da valorização da dignidade humana, respeito ao contexto de vulnerabilidade que os pacientes se inserem e a qualidade dos cuidados de saúde com a minimização de danos.
Abstract: In 1999, the Institute of Medicine from The United States of America published the report To Err is Human: Building a Safer Health System where it was publicized significant recommendations about patient safety. The assumptions diffused in this document guided theoretical and empirical studies in several health areas. The proposal is to establish a culture where the professionals should learn from their mistakes, giving opportunities to development. Given the scientific, social and professional relevance of this theme, this research aims the investigation of the patient’s health safety by the light of bioethical precepts. The precepts defined in the Responsibility Principle of Hans Jonas and in the Universal Declaration on Bioethics and Human Rights, from UNESCO, in particular its articles: 3- Human dignity and human rights, 4- Benefit and harm, 8- Respect for the human vulnerability and personal integrity and 14- Social responsibility and Health. It is a descriptive, correlational and analytical study carried out with 378 professionals in a health organization from Distrito Federal, Brazil. The data was collected through the instrument Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC) and analyzed by the Statistical Package for Social Sciences (SPSS), version 22. The results show a prevailing young profile from the participants; professional categories which possess different perspectives on the patient’s safety culture; and the divergent way in which the administrative and the direct care provider areas treat the punitive culture to errors. Cronbach’s Alpha Multivariete Analysis showed low internal consistency in three dimensions from the data collection instrument, which presented values below the recommended. It was concluded that, due to the prevalent profile of young professionals and with recent performance in the institution, it is imperative to develop activities designed to the professional qualification and training aimed at the patient’s safety culture. Finally, it is important to emphasize the responsibility of managers and organizational leaders for the valorization of human dignity, respect for the context of vulnerability in which patients are inserted, and the quality of health care with minimization of harm.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2019.
Appears in Collections:DSC - Mestrado em Bioética (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35219/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.