Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3509
Título: Silêncio e som : o discurso do trabalho em obras de Drummond e Ruffato
Autor(es): Oliveira, Giovana Paula Santiago de
Orientador(es): Almarza, Sara
Assunto: Andrade, Carlos Drummond de, 1902-1987
Ruffato, Luiz, 1961- crítica e interpretação
Literatura brasileira
Análise do discurso literário
Data de publicação: 3-Fev-2010
Data de defesa: 2008
Referência: ALMARZA, Sara. Silêncio e som: o discurso do trabalho em obras de Drummond e Ruffato. 2008. 82 f. Dissertação (Mestrado em Literatura Brasileira)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: O presente texto examina uma mudança no discurso literário quanto à representação do trabalho. A pesquisa procura verificar se as transformações que ocorreram nas relações de trabalho, a partir da crise do Estado Social, exerceram pressão sobre o sistema literário e como a literatura pôde refletir sobre elas. Os autores Carlos Drummond de Andrade e Luiz Ruffato são modelos paradigmáticos dos períodos do Estado Social e do atual Estado Democrático de Direito. Por esta razão, a comparação entre alguns dos textos produzidos por esses dois escritores estabelece o recorte condutor desta análise. O estudo da teoria social desenvolvido por Ricardo Antunes e as considerações históricas de Eric Hobsbawm são os principais marcos teóricos utilizados para examinar as modificações do mundo do trabalho nos períodos delimitados por essa pesquisa. Portanto, foi necessário fazer uma articulação entre literatura e sociologia (observando os limites dessa articulação) sem exigir de ambos um mesmo fundamento valorativo (uma vez que a ausência de fundamento representa uma condição inaugurada pela modernidade), mas preservando a autonomia tanto da literatura como da sociologia, cuidando para que uma não seja reduzida à outra. Em vista disso, a obra de Niklas Luhmann foi extremamente importante, particularmente as noções desenvolvidas em sua Teoria dos Sistemas. A análise da teoria social descrita acima deve retornar ao ponto de partida do sistema literário. O conjunto teórico desenvolvido por Mikhail Bakhtin foi um guia para orientar esse movimento de retorno, em vista de sua perspectiva dialógica entre o texto literário e os fatores sociais que fazem o contraste entre a maneira como Dummond e Ruffato criam literariamente o mundo do trabalho. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present text examins a change within the literary works concerning the labor world. This research aims to verify if the transformations in the labor relations that took place after the crisis of the welfare state applied pressure over the system of literature and how literature respond to this pressure. The authors Carlos Drummond de Andrande and Luiz Ruffato are exemplerily linked, respectively, to the periods of the welfare state and the contemporary constitutional democracy. Therefore, the comparison of some of the texts written by those two authors was elected as a guideline to the analysis. The sociological analisys of Ricardo Antunes and the historical considerations of Eric Hobsbawm were the main authors used to examen the modifications on the labor relations in the periods selected by the research. Nevertheless, it was necessary to articulate the possible relationship between literature and sociology (and the limits of this relationship), in a manner that did not require a common axiological ground for both of them (since the absence of necessary foundations is a condition iniciated in the modernity) but also mantained the diferent roles of literature and sociology, by not reducing the former to the latter. For this particular articulation, the work of Niklas Luhmann was extremely useful, particularly the general notions devoleped in his Systems Theory. This social and historical analysis, made as it is described above, may now return to the departure point of the literary theory. Such return was guided by the theoritical work of Mikhail Bakhtin, for his unique perspective of the dialogy within the literary text and its historical moment allows the contrast between the way Drummond and Ruffato experience and recreate the world of labor.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2008.
Aparece nas coleções:TEL - Mestrado em Literatura (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_GiovanaPaulaSantiagoOliveira.pdf396,83 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.