Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35027
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_PaulaFurtadoGoulart.pdf1,37 MBAdobe PDFView/Open
Title: A temporalidade e a simultaneidade na hermenêutica filosófica de Hans-Georg Gadamer
Authors: Goulart, Paula Furtado
Orientador(es):: Fernandes, Marcos Aurélio
Assunto:: Gadamer, Hans Georg, 1900-2002 - crítica e interpretação
Hermenêutica (Filosofia)
Linguagem
Filosofia alemã
Temporalidade
Simultaneidade
Issue Date: 11-Jul-2019
Citation: GOULART, Paula Furtado. A temporalidade e a simultaneidade na hermenêutica filosófica de Hans-Georg Gadamer. 2019. 156 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Esta pesquisa tem como objetivo geral investigar a hermenêutica filosófica de Hans-Georg Gadamer, a partir da perspectiva da temporalidade e da simultaneidade. Justifica-se tal objeto de análise em função da adoção do círculo hermenêutico da compreensão do ser-aí (Dasein) por Gadamer – e, portanto, da própria estrutura do ser-aí (Dasein), cujo fundamento consiste, em última análise, em temporalidade (Zeitlichkeit). O capítulo primeiro mostrará a análise aristotélica acerca do tempo, de maneira a relacioná-lo com a linguagem, caracterizada de acordo com Gadamer. Trata-se de aplicar a tese gadameriana acerca da universalidade da linguagem - “O ser que pode ser compreendido é linguagem” - à pergunta pelo ser do tempo. A escolha especialmente de Aristóteles se justifica, não só pela sua importância filosófica, mas também pelo fato de que é a origem do que Gadamer chamou de “tempo vazio e abstrato”, em seus textos O tempo como vazio e preenchimento1, de 1969 e O tempo no pensamento ocidental de Ésquilo a Heidegger, de 1979. O capítulo segundo apresenta, na primeira parte, a compreensão gadameriana do tempo, a partir da exposição das principais ideias dos referidos textos, complementares entre si. A segunda parte do capítulo segundo se relaciona com sua primeira por apresentar a relação entre a historicidade e a compreensão. Por fim, ante as considerações traçadas nos capítulos primeiro e segundo, o capítulo terceiro mostrará como a temporalidade e a simultaneidade são constitutivas da consciência efetuada historicamente e do próprio conceito de experiência verdadeira. Além disso, mostrará tais aspectos na experiência da obra de arte, por meio do conceito de jogo e na experiência hermenêutica, por meio do conceito de diálogo. Dessa forma, terão sido apresentas as principais ideias das três seções de Verdade e Método I, a partir da perspectiva da temporalidade e da simultaneidade, além da exposição acerca da compreensão específica do tempo para Gadamer, em interlocução com a tradição, especialmente, Aristóteles.
Abstract: This research aims to investigate the philosophical hermeneutics of Hans-Georg Gadamer, from the perspective of temporality and simultaneity. This object of analysis is justified by the adoption of the hermeneutic circle of the understanding of being-there (Dasein) by Gadamer-and therefore of the very structure of being-there (Dasein), whose foundation consists in temporality (Zeitlichkeit). The first chapter shows that the Aristotelian analysis of time, so as to relate it to language, according to Gadamer. It is a question of applying the Gadamerian thesis on the universality of language - "Being that can be understood is language" - to the question of the being of time. The choice especially of Aristotle is justified, not only by its importance as the philosophical investigation of the time, but also by the fact that it is the origin of what Gadamer called "empty and abstract time", in his texts Concerning Empty and Full-Filled Time, 1969 and Time in Western thinking from Aeschylus to Heidegger, 1979. The second chapter presents in the first part the Gadamerian understanding of time, from the exposition of the main ideas of said texts, complementary to each other. The second part of the second chapter relates to his first to present the relationship between historicity and understanding. Finally, considering the considerations outlined in the first and second chapters, the third chapter will show how temporality and simultaneity are constitutive of the historically realized consciousness and the very concept of experience. In addition, it will show such aspects in the experience of the work of art, through the concept of play and in the hermeneutic experience, through the concept of dialogue. In this way, the main ideas of the three sections of Truth and Method I will be presented, from the perspective of temporality and simultaneity, as well as the exhibition about the specific understanding of time for Gadamer, in dialogue with his interlocutors of tradition, Aristotle.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília,Instituto de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Appears in Collections:FIL - Mestrado em Filosofia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35027/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.