Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35024
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_AurélioOliveiraMarques.pdf872,71 kBAdobe PDFView/Open
Title: Platão e o conhecimento : uma reconstrução histórica e crítica da teoria das Formas a partir do Parmênides e do Teeteto
Authors: Marques, Aurelio Oliveira
Orientador(es):: Hamelin, Guy
Assunto:: Platão - crítica e interpretação
Teoria das formas
Ontologia
Epistemologia
Issue Date: 11-Jul-2019
Citation: MARQUES, Aurelio Oliveira. Platão e o conhecimento: uma reconstrução histórica e crítica da teoria das Formas a partir do Parmênides e do Teeteto. 2019. 104 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Este trabalho consiste em estudar algumas das obras platônicas de transição, a saber, Parmênides, Teeteto e Sofista, que estão cronologicamente situadas entre o fim da maturidade e o começo da velhice. Esta análise se faz presente a fim de observarmos em que medida a clássica teoria das Formas é reconstruída sob um viés histórico e crítico. No Parmênides, tal reconstrução se ocupa em explicitar o caráter ontológico da teoria das Formas, em que buscamos compreender o conceito de participação estabelecido entre a unidade e a multiplicidade, entre a sensibilidade e a inteligibilidade e, em última instância, entre os próprios inteligíveis por meio do afamado ‘argumento do terceiro homem’. O Teeteto, embora não se ocupe em apresentar a teoria das Formas, consiste num aprofundamento e numa radicalização do clássico viés epistemológico de Platão, que, adicionado de uma maior atenção ao papel da sensibilidade na busca pelo conhecimento, realiza a reconstrução histórica e crítica do pensamento de alguns de seus predecessores, nomeadamente Protágoras e Heráclito. Por fim, no Sofista, alguns trechos revelam a radicalização e a complementação dessa revisão histórica e crítica da teoria das Formas. Deste modo, tal obra nos serve como importante ponto de apoio teórico para observarmos as questões epistemológicas à luz do Ser. Em suma, o principal objetivo desta dissertação é compreender o pensamento platônico de maneira sistêmica e holística, abrangendo os aspectos históricos externos ao seu pensamento, ou seja, a herança que recebe das discussões realizadas por seus predecessores, mas também os aspectos internos, portanto, críticos e autocríticos provenientes de sua própria revisão acerca da teoria das Formas.
Abstract: This work consists of studying some of the Platonic works of transition, namely, Parmenides , Theaetetus and Sophist , who are chronologically situated between the end of maturity and the beginning of old age. Such an analysis is presented in order to we see how the classical theory of Forms is reconstructed under a historical and critical bias. In Parmenides, this reconstruction is concerned with explaining the ontological character of the theory of Forms, in which we seek to understand the concept of participation established between unity and multiplicity, between sensitivity and intelligibility and, ultimately, between the intelligible ones themselves by means of famous 'third man argument'. The Theaetetus, though not concerned with presenting the theory of Forms, consists in a deepening and a radicalization of Plato's epistemological classic bias, which, added to a greater attention to the role of sensibility in the search for knowledge, performs the historical and critical reconstruction of thought of some of its predecessors, namely Protagoras and Heraclitus. Finally, in the Sophist, some passages reveal the radicalization and the complementation of this historical and critical revision of the Theory of Forms. In this way, the above-mentioned work serves as an theoretical support point for observing the ontological and epistemological issues in the light of the Being. In sum, the main objective of this dissertation is to understand the Platonic thought in a systemic and holistic way, covering the historical aspects external to the his thought, that is, the inheritance he receives from the discussions carried out by his predecessors, but also the internal aspects, therefore, critical and self-critical of his own revision of the theory of Forms.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília,Instituto de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:FIL - Mestrado em Filosofia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35024/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.