Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34883
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_AmandaMesquitaMendesGonçalves.pdf2,44 MBAdobe PDFView/Open
Title: O brinquedo terapêutico como instrumento de intervenção de enfermagem na assistência à criança com estomia : uma revisão sistemática
Other Titles: The therapeutic toy as an instrument of nursing intervention in the care of children with stomies : a systematic review
El juguete terapéutico como instrumento de intervención de enfermería en la asistencia al niño con estomia : una revisión sistemática
Authors: Gonçalves, Amanda Mesquita Mendes
Orientador(es):: Kamada, Ivone
Assunto:: Estomia
Crianças - cuidado e tratamento
Crianças - saúde e higiene
Cuidados de enfermagem
Jogos e brinquedos
Issue Date: 17-Jun-2019
Citation: GONÇALVES, Amanda Mesquita Mendes. O brinquedo terapêutico como instrumento de intervenção de enfermagem na assistência à criança com estomia: uma revisão sistemática. 2018. 103 f., il. Dissertação (Mestrado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: A confecção da estomia na criança gera impacto em seu cotidiano e no de seus familiares, pois afeta sua integridade corporal, assim como sua capacidade funcional, convívio social e sua qualidade de vida. Esta revisão sistemática de estudos mistos teve como objetivo avaliar as evidências disponíveis na literatura sobre os efeitos do uso do brinquedo terapêutico como intervenção durante a assistência às crianças com estomias, para os pacientes e seus familiares. A busca foi realizada nas bases eletrônicas de dados: PubMed, CINAHL, Web of Science, SCOPUS, Cochrane Library e LILACS. Para busca na literatura cinzenta, utilizou-se Google Acadêmico e ProQuest Dissertations and Theses database. Não houve restrição quanto ao desenho de estudo e uma restrição de idioma. Os dados foram extraídos pelo pesquisador A, checados pelo pesquisador B e decisões ocorreram em consenso. Pela análise dos resumos, foram incluídos estudos sobre a assistência às crianças com estomias. Os estudos que abordaram o uso do brinquedo terapêutico foram analisados na íntegra. Resultados: Obteve-se 823 estudos, dos quais permaneceram 749 após remoção das duplicatas. Com a seleção de elegibilidade, 23 estudos foram elencados, sendo excluídos 19 destes, 14 por não atenderem aos critérios de inclusão e cinco por indisponibilidade do material. A amostra final foi composta por quatro artigos, sendo um de estudo quantitativo e três de estudos qualitativos. As amostras nos estudos variaram de um a 29 participantes, de dois a 12 anos de idade. As estomias abordadas foram traqueostomias, gastrostomias e colostomias. O diagnóstico situacional motivador do estudos apresentou: falta de preparo da criança antes da execução dos procedimentos, manifestação de ansiedade e trauma, aprimoramento de estudos e qualificação da assistência. Foi utilizado o brinquedo terapêutico nas modalidades instrucional e de catarse emocional ou de dramatização, com bonecos com estomias e dispositivos ou sessões de brincadeiras com brinquedos ou fantoches. Nos desfechos foram identificados altos níveis de satisfação dos participantes e familiares e/ou profissionais, aumento da capacidade de a criança lidar de forma eficaz com sua condição clínica e permanência desse melhor desempenho, redução de estresse, angústia e ansiedade da criança, adesão ao tratamento, importância do envolvimento dos pais e dos profissionais, motivação da criança para entender sobre sua situação devido à utilização de atividade lúdica, melhoria do bem-estar da criança, facilitação do autocuidado, promoção de maior independência, aplicabilidade da abordagem em qualquer nível de desenvolvimento e a oportunidade de avaliação do nível atual de conhecimento da criança e de sua disposição para enfrentamento da sitação clínica. Conclusão: Este estudo embasa a importância da utilização do brinquedo terapêutico na assistência às crianças com estomias, pelos efeitos positivos da realização desta intervenção, como mecanismo de apropriação do autoconhecimento pela criança e enfrentamento da situação clínica vivenciada, proporcionando assim, um meio de minimizar possíveis traumas associados à sua condição. Espera-se que os dados obtidos nesta pesquisa possam ser utilizados pelos profissionais de saúde no aprimoramento da qualidade da assistência, pela construção de um elo comunicativo entre profissional, criança e família.
Abstract: The making of the surgical stoma in the child generates an impact on their daily life and their families, as it affects their bodily integrity, as well as their functional capacity, social life and their quality of life. This systematic review of mixed studies aimed to evaluate the available evidence in the literature on the effects of the use of therapeutic toy as an intervention during the care of children with stomies, for patients and their families. The search was performed in the electronic databases: PubMed, CINAHL, Web of Science, SCOPUS, Cochrane Library and LILACS. To search the gray literature, we used the Google Scholar and ProQuest Dissertations and Theses database. There was no restriction on study design and a language restriction. The data were extracted by researcher A, checked by researcher B and decisions occurred in consensus. For the analysis of the abstracts, studies on the care of children with stomies were included. The studies that approached the use of the therapeutic toy were analyzed in full. Results: 823 studies were obtained, of which 749 remained after removal of the duplicates. With the selection of eligibility 23 studies were listed, being excluded 19 of these, 14 for not meeting the inclusion criteria and five due to unavailability of the material. The final sample consisted of four articles, one quantitative study and three qualitative studies. Samples in the studies ranged from one to 29 participants, from two to 12 years of age. Stomias addressed were tracheostomies, gastrostomies and colostomies. The situational diagnosis motivating the studies showed: lack of preparation of the child before the execution of the procedures, manifestation of anxiety and trauma, improvement of studies and qualification of the assistance. The therapeutic toy was used in the instructional modalities and emotional catharsis or dramatization, with dolls with stomies and devices or sessions of games with toys or puppets. In the endpoints, high levels of satisfaction of the participants and family and / or professionals were identified, an increase in the child's capacity to deal effectively with his / her clinical condition and permanence of this best performance, reduction of stress, distress and anxiety of the child, adherence to treatment , involvement of parents and professionals, motivation of the child to understand about their situation due to the use of play activity, improvement of the child's well-being, facilitation of self-care, promotion of greater independence, applicability of the approach at any level of development and the opportunity to assess the child's current level of knowledge and coping. Conclusion: This study underscores the importance of the use of therapeutic toy in the care of children with stomies, by the positive effects of this intervention, as a mechanism for appropriating the child's self-knowledge and coping with the clinical situation experienced, thus providing a means of minimizing possible traumas associated with their condition. It is hoped that the data obtained in this research can be used by health professionals, in improving the quality of care, by building a communication link between professional, child and family.
Resumen: La confección de la estomia en el niño genera impacto en su cotidiano y en el de sus familiares, pues afecta su integridad corporal, así como su capacidad funcional, convivencia social y su calidad de vida. Esta revisión sistemática de estudios mixtos tuvo como objetivo evaluar las evidencias disponibles en la literatura sobre cuáles son los efectos del uso del juguete terapéutico como intervención durante la asistencia a los niños con estomias, para los pacientes y sus familiares. La búsqueda fue realizada en las bases electrónicas de datos: PubMed, CINAHL, Web of Science, SCOPUS, Cochrane Library y LILACS. Para la búsqueda en la literatura gris, se utilizó Google Académico y ProQuest Dissertations and Theses database. No hubo restricción en cuanto al diseño de estudio y una restricción de idioma. Los datos fueron extraídos por el investigador A, comprobados por el investigador B y las decisiones ocurrieron en consenso. Por el análisis de los resúmenes, se incluyeron estudios sobre la asistencia a los niños con estomias. Los estudios que abordaron el uso del juguete terapéutico fueron analizados en su totalidade. Resultados: Se obtuvieron 823 estudios, de los cuales permanecieron 749 después de la remoción de los duplicados. Con la selección de elegibilidad 23 estudios fueron enumerados, siendo excluidos 19 de ellos, 14 por no atender a los criterios de inclusión y cinco por indisponibilidad del material. La muestra final fue compuesta por cuatro artículos, siendo un estudio cuantitativo y tres estudios cualitativos. Las muestras en los estudios variaron de uno a 29 participantes, de dos a 12 años de edad. Las estomias abordadas fueron traqueostomías, gastrostomías y colostomías. El diagnóstico situacional motivador de los estudios presentó: falta de preparación del niño antes de la ejecución de los procedimientos, manifestación de ansiedad y trauma, perfeccionamiento de estudios y calificación de la asistencia. Se utilizó el juguete terapéutico en las modalidades instrucional y de catarsis emocional o de dramatización, con muñecos con estomias y dispositivos o sesiones de juegos con juguetes o títeres. En los resultados se identificaron altos niveles de satisfacción de los participantes y familiares y / o profesionales, aumento de la capacidad del niño en lidiar de forma eficaz con su condición clínica y permanencia de ese mejor desempeño, reducción del estrés, angustia y ansiedad del niño, adhesión al tratamiento , importancia de la participación de los padres y de los profesionales, motivación del niño a entender sobre su situación debido a la utilización de actividad lúdica, mejora del bienestar del niño, facilitación del autocuidado, promoción de mayor independencia, aplicabilidad del enfoque a cualquier nivel de desarrollo y la oportunidad de evaluar el nivel actual de conocimiento y de enfrentamiento del niño. Conclusión: Este estudio se basa en la importancia de la utilización del juguete terapéutico en la asistencia a los niños con estomias, por los efectos positivos de la realización de esta intervención, como mecanismo de apropiación del autoconocimiento del niño y enfrentamiento de la situación clínica vivenciada, proporcionando así un medio de minimizar posibles traumas asociados a su condición. Se espera que los datos obtenidos en esta investigación puedan ser utilizados por los profesionales de salud, en el mejoramiento de la calidad de la asistencia, por la construcción de un eslabón de comunicación entre profesional, niño y familia.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:ENF - Mestrado em Enfermagem (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34883/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.