Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34872
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_FernandaRiveraBurle.pdf507,95 kBAdobe PDFView/Open
Title: O efeito de desejabilidade social na opinião pública sobre diferentes tipos de políticas de ação afirmativa
Authors: Burle, Fernanda Rivera
Orientador(es):: Turgeon, Mathieu
Assunto:: Opinião pública - pesquisa
Programas de ação afirmativa
Universidades e faculdades públicas
Desejabilidade social
Issue Date: 17-May-2019
Citation: BURLE, Fernanda Rivera. O efeito de desejabilidade social na opinião pública sobre diferentes tipos de políticas de ação afirmativa. 2018. 59 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciência Política)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: As políticas de ação afirmativa implementadas nas universidades públicas no Brasil abrangem três principais grupos: alunos de escolas públicas, alunos de baixa renda e alunos negros e indígenas. Opiniões sobre essa modalidade mais ampla de política de ação afirmativa, especialmente se mensuradas por perguntas diretas, podem ser enviesadas por um efeito de desejabilidade social. O efeito de desejabilidade social diz respeito à tendência que as pessoas possuem de sub ou sobre informar suas preferências a fim de seguir as normas sociais. Esse trabalho procura entender se atitudes sobre diferentes tipos de políticas de ação afirmativa são propensas a um efeito de desejabilidade social e quais são os determinantes deste efeito. Para mensurar o efeito de desejabilidade social e seus determinantes, um experimento de lista foi aplicado a estudantes universitários em 2013. O experimento de lista aumenta a privacidade e anonimato dos respondentes, permitindo que eles revelem suas atitudes sinceras sobre questões sensíveis. Comparando as respostas à pergunta direta e ao experimento de lista, estimamos o efeito de desejabilidade social. Os resultados revelam que as opiniões sobre os três tipos de políticas de ação afirmativa são propensas a um efeito de desejabilidade social. Ademais, encontramos evidências de que tanto determinantes individuais (interesse próprio e preconceito em relação ao grupo alvo) como determinantes contextuais (áreas de conhecimento do curso universitário diferentes e universidades diferentes) explicam o efeito de desejabilidade social. Dessa forma, para aprendermos a dinâmica da opinião pública sobre temas sensíveis como políticas de ação afirmativas, precisamos saber se esta opinião é enviesada pelo efeito de desejabilidade social e quais são os determinantes deste efeito.
Abstract: Affirmative action policies implemented in public universities in Brazil cover three main groups: public school students, low-income students, and black and indigenous students. Opinions about this broader modality of affirmative action policy, especially if measured by direct question, can be contaminated by social desirability bias. The social desirability bias concerns the tendency of people to under or overestimate their preferences in order to follow social norms. This paper seeks to understand if attitudes about different types of affirmative action policies are subject to a social desirability bias and what are the determinants of this effect. To measure the social desirability bias and their determinants, a list experiment was applied to college students in 2013. List experiment afford survey respondents anonymity that allows them to provide truth answers to sensitive question. Comparing the answers to the direct question and to the list experiment, we can estimate the social desirability effect. The results reveal that opinions about the three types of affirmative action policies are prone to an social desirability bias. In addition, we find evidence that both individual determinants (self-interest and prejudice against the target group) and contextual determinants (different university knowledge areas and different universities) explain the social desirability bias. Thus, to learn the dynamics of public opinion on sensitive issues such as affirmative action policies, we need to know if this opinion is biased by the social desirability and what are the determinants of this effect.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:IPOL - Mestrado em Ciência Política (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34872/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.