Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34868
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_CamilaMoreiraRamos.pdf2,57 MBAdobe PDFView/Open
Title: As identidades de docentes de língua materna e suas práticas de letramentos na educação inclusiva : vozes dissonantes
Authors: Ramos, Camila Moreira
Orientador(es):: Caetano, Carmem Jená Machado
Assunto:: Inclusão escolar
Pessoas com deficiência
Representações identitárias
Análise de discurso crítica
Pedagogia crítica
Issue Date: 17-Jun-2019
Citation: RAMOS, Camila Moreira. As identidades de docentes de língua materna e suas práticas de letramentos na educação inclusiva: vozes dissonante. 242 f., il. Dissertação (Mestrado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Esta dissertação é o resultado de uma pesquisa que teve como objetivo investigar as representações identitárias de docentes de língua materna que trabalham com alunos com deficiência incluídos no Ensino Médio regular, baseada na Análise de Discurso Crítica. Para este estudo, utilizamos uma pesquisa etnográfica-discursiva para a geração e coleta dos dados. Como métodos, selecionamos: a observação participante, notas de campo e entrevistas semiestruturadas. Os dados foram coletados no Centro Educacional do Lago Sul, escola pública do Distrito Federal, durante o segundo semestre de 2017 e o primeiro semestre de 2018. Justificamos esta dissertação pela necessidade de conhecer e reconhecer a realidade linguística representada pelos/nos discursos de professores de língua materna e as relações de poder que a permeiam. Com esse propósito, apropriamo-nos do arcabouço teórico-metodológico da Análise de Discurso Crítica, bem como de teorias que permitem uma sólida Análise de Discurso Textualmente Orientada: a Linguística Sistêmico-Funcional, a Teoria da Representação dos Atores Sociais e o Sistema da Avaliatividade. Basicamente, podemos definir as representações identitárias neste estudo como as diversas formas como as docentes se autorrepresentaram como atores sociais e como representaram os alunos. Com essa percepção, apresentamos essas representações e como as práticas de letramentos que as professoras privilegiam em sala de aula contribuem para a (re) construção de suas identidades. Os resultados a que chegamos foi que o discurso vocacional da docência permeia ainda o discurso das professoras e pode ser perpetuado pelas práticas de letramentos autônomos predominantemente, constituindo as formas de serem desses atores sociais. Dessa forma, esperamos disponibilizar a docentes, especialmente aos linguistas, nossa reflexão sobre a importância de uma pedagogia crítica que, por si só, nos parece mais inclusiva que qualquer projeto governamental.
Abstract: This research aimed to investigate the identity representations of Portuguese mother tongue teachers who work with students with disabilities at a public high school, based on Critical Discourse Analysis. In this study, we applied an ethnographic-discursive research approach in order to generate and collect the data, using participant observation, record field notes and semistructured interviews. The data were collected at Centro Educacional do Lago Sul, a public school of the Federal District, during the second half of 2017 and the first semester of 2018. We justify the study for the need to know and recognize the linguistic reality represented by / in the speeches of teachers of Portuguese mother tongue and the power relations that permeate it. In keeping with this purpose, we focused on the theoretical-methodological framework of Critical Discourse Analysis, as well as theories grounded solidly in Discourse Analysis: Systemic-Functional Linguistics, Theory of Representation of Social Actors and the System of Evaluation. In brief, we can define the identity representations in this study as the various ways in which teachers represented themselves as social actors and how they represented their students. In accordance with this perception, we presented these representations and how the teacher literacy practices at the classroom contribute to the (re)construction of their identities. The results we have reached are that the discourse on vocational education still permeates the teacher discourses and can be perpetuated by the predominantly autonomous literacy practices, constituting the ways of being of these social actors. In this sense, we have made available to teachers, especially linguists, our reflection on the importance of a critical pedagogy that, by itself, seems more inclusive than any governmental project.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:LIP - Mestrado em Linguística (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34868/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.