Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34699
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_SérgioTúlioTarbesdeCarvalho.pdf1,22 MBAdobe PDFView/Open
Title: Karl Popper, as Ciências Sociais e o abandono da demarcação
Authors: Carvalho, Sérgio Túlio Tarbes de
Orientador(es):: Lacour, Philippe Claude Thierry
Assunto:: Filosofia da ciência
Popper, Karl Raimund, Sir, 1902-1994 - crítica e interpretação
Ciências sociais
Metodologia científica
Issue Date: 4-Jun-2019
Citation: CARVALHO, Sérgio Túlio Tarbes de. Karl Popper, as Ciências Sociais e o abandono da demarcação. 2018. 150 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Karl R. Popper sempre defendeu que o método das ciências empíricas seria único, independentemente do objeto de estudo. Assim, ao criar o critério de demarcação fundado na falseabilidade das teorias científicas e ao estabelecer uma concepção de ciência compatível com essse critério, seria de se esperar que, no âmbito do pensamento popperiano, ambos fossem aplicáveis a todas as ciências, naturais ou sociais. Posteriormente, Popper propôs uma generalização dessa sua concepção inicial de ciência, à qual ele denominou “métodos críticos”. Com o desenvolvimento de seu trabalho em direção à filosofia política e às ciências sociais, Popper terminou por propor dois métodos específicos para essas últimas, quais sejam, a engenharia social de ação gradual e a análise situacional. Partindo da afirmação popperiana de que o método de todas as ciências deveria ser único, o presente trabalho tem por objetivo investigar a compatibilidade desses métodos específicos com as duas concepções de ciência, observado exclusivamente o entendimento popperiano sobre os mesmos. As duas concepções de ciências são descritas, assim como os dois métodos específicos. Para que se possa entender a especificidade desses métodos, a visão popperiana das características do mundo social relevantes para o método científico também é descrita. As conclusões são no sentido de que a demarcação e o método dela resultante são incompatíveis tanto com a engenharia social de ação gradual quanto com a análise situacional. Não obstante, referidos métodos das ciências sociais são compatíveis com a concepção popperiana de ciência decorrente dos métodos critícos, se observadas determinadas condições. Conclui-se, ainda, que, em seu caminho da demarcação para os métodos críticos, Popper abandonou a falseabilidade como critério demarcatório do conhecimento científico e adotou o critério mais geral de “submissão das teorias à crítica pública intersubjetiva”.
Abstract: Karl R. Popper has always argued that the method of the empirical sciences would be unique irrespective of the object of study. Thus, by creating the criterion of demarcation based on the falsifiability of scientific theories and in establishing a conception of science compatible with this criterion, one would expect that, according to Popper, both would apply to all sciences, natural or social. Subsequently, Popper proposed a generalization of his early conception of science, which he called "critical methods." With the development of his work towards political philosophy and the social sciences, Popper ended up proposing two specific methods for the latter, namely, piecemeal social engineering and situational analysis. Based on the Popperian assertion that the method of all sciences should be unique, the present work aims at investigating the compatibility of these specific methods with the two conceptions of science, observing exclusively the Popperian understanding of them. The two conceptions of science are described as well as the two specific methods. In order to understand the specificity of these methods, the Popperian view of the characteristics of the social world relevant to the scientific method is described. The conclusions are that the demarcation and the resulting method are incompatible with both the piecemeal social engineering and the situational analysis. Nevertheless, these methods of the social sciences are compatible with the Popperian “critical” conception of science, but only if certain conditions are observed. It is also concluded that, on his path from the demarcation to the critical methods, Popper has abandoned the falseability as a criterion of demarcation of scientific knowledge and adopted the more general criterion of "submission of theories to intersubjective public criticism".
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília,Instituto de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FIL - Mestrado em Filosofia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34699/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.