Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34574
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_ClarisseLisboaDeAquinoRocha.pdf1,41 MBAdobe PDFView/Open
Title: Manejo da infecção latente por tuberculose em pacientes que utilizam imunossupressores para o tratamento da psoríase no Hospital Universitário de Brasília
Authors: Rocha, Clarisse Lisboa de Aquino
Orientador(es):: Noronha, Elza Ferreira
Coorientador(es):: Gomes, Ciro Martins
Assunto:: Tuberculose
Psoríase
Imunobiológicos
Imunossupressão
Issue Date: 8-May-2019
Citation: ROCHA, Clarisse Lisboa de Aquino. Manejo da infecção latente por tuberculose em pacientes que utilizam imunossupressores para o tratamento da psoríase no Hospital Universitário de Brasília. 2018. 64 f., il. Dissertação (Mestrado em Medicina Tropical)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: O cenário de desabastecimento de PPD (derivado proteico purificado) no Brasil, tem dificultado o rastreio de infecção latente por tuberculose (ILTB) nos grupos de risco de progressão para tuberculose (TB). Os imunobiológicos são medicamentos de elevada eficácia para o tratamento de doenças auto-imunes, porém uma das reações adversas possíveis é o desenvolvimento de TB. Pacientes em uso de imunobiológicos para tratamento de psoríase no território nacional não vêm tendo acesso regular ao PPD nos últimos 4 anos. Objetivo: Investigar a prevalência de realização de PPD e avaliar o risco de tuberculose em pacientes que utilizam imunossupressores no Hospital Universitário de Brasília - HUB. Método: Análise descritiva da frequência de provas tuberculínicas (PT ou PPD) realizadas em pacientes sob tratamento imunossupressivo de psoríase no HUB, também com componente transversal analítico no qual a variável independente principal foi o uso ou não de drogas imunobiológicas e a variável dependente principal consistiu no desenvolvimento ou não de TB na vigência de terapia imunossupressora. Resultados: Foram detectados que somente 49,4% dos pacientes do grupo imunobiológicos haviam registro de realização do PPD, dos quais apenas cerca de um quarto eram recentes (< 1 ano). Considerando a ocorrência de TB, não houve diferença significativa entre pacientes que utilizaram imunobiológicos e que utilizaram outros imunossupressores, mesmo na análise multivariada (p=0,399). Conclusão: A não realização de rastreio de ILTB para um grupo de reconhecido risco de TB pode acarretar exposição inadvertida, que pode levar a desenvolvimento da doença e perpetuação do ciclo de infecção. Não foi detectada diferença entre os grupos estudados quanto ao desenvolvimento de TB.
Abstract: The scenario of PPD (purified protein derivative) shortages in Brazil has made it difficult to screen Latent Tuberculosis Infection (ILTB) in the at-risk groups for active tuberculosis (TB). Immunobiologicals are highly effective drugs for the treatment of autoimmune diseases, but one of the possible adverse reactions is the development of TB. Patients using immunobiologicals for the treatment of psoriasis in the national territory have not been given regular access to PPD in the last 4 years. Objective: To investigate the prevalence of PPD and to evaluate the risk of tuberculosis in patients using immunosuppressants at the Hospital Universitário de Brasília - HUB. Method: Descriptive analysis of the frequency of tuberculin tests (PT or PPD) performed in patients undergoing immunosuppressive treatment of psoriasis in the HUB, also with an analytical cross-section in which the main independent variable was the use of immunobiological drugs and the main dependent variable consisted in the development or non-development of tuberculosis during immunosuppressive therapy. Results: It was detected that only 49.4% of patients in the immunobiological group had records of PPD, of which only about a quarter were recent (<1 year). Considering the occurrence of TB, there was no significant difference between patients who used immunobiologicals and who used other immunosuppressants, even in the multivariate analysis (p = 0.399). Conclusion: Failure to perform ILTB screening for a group of recognized TB risk may lead to inadvertent exposure that may lead to disease development and perpetuation of the infection cycle. No more frequent cases of TB were detected in the study population.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Pós-graduação em Medicina Tropical, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Medicina Tropical (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34574/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.