Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34319
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_DalilaPexePlens.pdf7,98 MBAdobe PDFView/Open
Title: Petrogênese e análise estrutural da Suíte Caracol : implicações para a evolução geodinâmica do Bloco Rio Apa, sul do Cráton Amazônico
Authors: Plens, Dalila Pexe
Orientador(es):: Pimentel, Márcio Martins
Coorientador(es):: Ruiz, Amarildo Salina
Assunto:: Bloco Rio Apa
Suíte Caracol
Mapeamento geológico
Issue Date: 3-Apr-2019
Citation: PLENS, Dalila Pexe. Petrogênese e análise estrutural da Suíte Caracol: implicações para a evolução geodinâmica do Bloco Rio Apa, sul do Cráton Amazônico. 2018. xiii, 117 f., il. Tese (Doutorado em Geologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: O Bloco Rio Apa, exposto no sudoeste de Mato Grosso do Sul, abrangendo também a porção nordeste do Paraguai, é compartimentado em dois terrenos tectônicos justapostos – ocidental e oriental - com características distintas. Esta tese de doutoramento apresenta o terreno oriental do Bloco Rio Apa com base em mapeamento geológico que gerou novos dados petrográficos, geocronológicos e isotópicos, além de buscar estabelecer abordagem descritiva e cinemática dos diferentes episódios deformacionais e metamórficos que afetam a região. A área estudada é representada pelo Ortognaisse Lau de Já (embasamento), pelas rochas granito-gnaissicas da Suíte Caracol e pelas rochas metavulcanossedimentares do Grupo Alto Tererê. O embasamento apresenta a idade mais antiga da área (1822 ± 6 Ma; U-Pb, LA-ICPMS, zircão) e εNd positivo (0,69), sugerindo pouca ou nenhuma participação de crosta antiga em sua formação, com idade modelo Sm-Nd TDM de 2.03 Ga. A Suíte Caracol abrange rochas plutônicas de composição cálcio-alcalina de alto-K representadas pelas fácies: (i) granito-gnaisse hololeucocrático rosa, (ii) biotita granito-gnaisse rosa, (iii) granito-gnaisse porfirítico rosa, (iv) anfibólio granito-gnaisse rosa, (v) anfibólio biotita granito-gnaisse cinza e (vi) anfibólio tonalito cinza. A suíte apresenta idade de cristalização entre 1776±13 e 1748 ±19 Ma (U-Pb, LA-ICPMS, zircão); Os dados de εNd são positivos a levemente negativos, entre 3.25 e -1.75 e os de εHf são negativos a positivos, oscilando entre -4.64 e 5.32, o que sugere assimilação de crosta mais antiga pelo magma mantélico parental. Mostram idades modelos TDM Lu-Hf entre 1.92 e 2.30 Ga, e Sm-Nd entre 1.82 e 2.25 Ga. O Grupo Alto Tererê exposto na área estudada é representado por silimanita-quartzo xistos, cujos grãos detríticos de zircão indicam provável proveniência a partir da Suíte Caracol, sugerindo deposição em bacia do tipo back-arc desenvolvida no terreno oriental, antes da justaposição com a parte ocidental do Bloco Rio Apa. As rochas sedimentares apresentaram valores de εNd positivos entre 1.03 e 2.00, o que sugere não participação de crosta mais antiga no magma parental fonte dos sedimentos. Mostram idades modelo TDM Sm-Nd entre 1.90 e 2.01 Ga, coerentes com as rochas do terreno oriental. Foram constatadas três fases deformacionais compressivas (F1, F2 e F3), além de evento rúptil. F1 inicialmente ocorre restrita ao embasamento e é responsável pela foliação de bandamento composicional metamórfico. Posteriormente, em processo de deformação progressiva, as rochas gnáissicas são dobradas, gerando foliação espaçada de clivagem de crenulação. Na Suíte Caracol a fase deformacional F1 é responsável por foliação penetrativa do tipo xistosidade. A segunda fase de deformação (F2) é o evento mais expressivo, sendo responsável pelo dobramento da foliação S1 na Suíte Caracol, gerando dobras, foliação do tipo clivagem de crenulação e xistosidade (S2). A xistosidade é observada também nas rochas metassedimentares do Grupo Alto Tererê. Os processos de deformação progressiva são identificados nesta fase, uma vez que a xistosidade, comumente orientada para NWW com mergulhos em ângulos baixos, nas porções norte e extremo oeste assume alterações em sua trajetória. São sugeridos três domínios estruturais para esta mesma a fase deformacional F2: (i) domínio estrutural 1- porção central a sul com orientação predominante SE-NW, e ângulos de mergulho horizontalizados; (ii) domínio estrutural 2 - extremo leste do terreno oriental, com estruturas preferencialmente orientadas para N-S; (iii) domínio estrutural 3 - porção norte da área com a deformação compressiva mais intensa. O principal evento de deformação (F2) está associado a metamorfismo de aproximadamente 1300 Ma, relacionado à justaposição dos terrenos oriental e ocidental, via cavalgamento de topo para NW e mergulhos de baixo ângulo. A fase F3 mostra-se dúctil-rúptil na forma de dobras, clivagem de crenulação e lineação de intersecção entre as foliações S1 e S2. Tentativamente, é sugerido que as rochas estudadas sejam correlacionadas com os granitos e gnaisses do Complexo Chiquitania , Terreno Paraguá, no sudoeste do Cráton Amazônico.
Abstract: The Rio Apa Block is exposed in the southwest of Mato Grosso do Sul, Brazil, and extends southwards into Paraguay. It comprises two juxtaposed terranes – the western and eastern terranes. This work presents the eastern part of the Rio Apa Block based on geological mapping that generated new petrographic, geochronologic and isotopic data, as well as a descriptive and kinematic approach to the different deformational and metamorphic episodes recorded in the region. The studied area is represented by the Lau de Já Orthogneiss (basement), by the granite-gneiss of the Caracol Suite and by volcano-sedimentary rocks of the Alto Tererê Group. The basement presents the oldest age in the area (1822 ± 6 Ma, U-Pb, LA-ICPMS, zircon) and positive εNd (0,69), suggesting little or no participation of old crust in its formation, Sm-Nd TDM model age of 2.03 Ga. The Caracol Suite includes high-K calc-alkaline granite-gneiss rocks represented by the following facies: (i) pink hololeucocratic granite, (ii) pink biotite granite, (iii) pink porphyritic granite, (iv) pink amphibole granite, (v) gray amphibole biotite granite, (vi) gray amphibole tonalite. The suite presents crystallization ages between 1776±13 and 1748±19 Ma (U-Pb, LA-ICPMS, zircon). The εNd values are positive to slightly negative varying from 3,25 to -1.75 while εHf values are negative to positive, ranging from -4.64 to 5.32 and suggesting assimilation of older crust by the parental magma. They show Lu-Hf TDM model ages between 1.92 and 2.30 Ga, and Sm-Nd TDM model ages between 1.82 and 2.25 Ga. The Alto Tererê Group, exposed in the studied area, is represented by silimanite-quartz schist, for which detrital zircon ages probably indicate provenance from rocks of the Caracol Suite, suggesting deposition in a back-arc basin developed in the eastern terrane, before collision with the western part of the Rio Apa Block. The sedimentary rocks show positive εNd values between 1.03 and 2.00, which suggests juvenile sources. They show Sm-Nd TDM model ages between 1.90 and 2.01 Ga, consistent with the eastern terrain rocks. As for tectonic-structural features, three compressive deformational phases (D1, D2, and D3) and a ruptile event were recorded. D1 was initially restricted to the basement and was responsible for the foliation of the metamorphic compositional banding. In a later progressive deformation process, the gneissic rocks were folded, generating a spaced crenulation cleavage. In the Caracol Suite, deformation phase D1 was responsible for a schistosity-type penetrative foliation. The second deformation phase (D2) was the most significant event. It is responsible for folding S1 foliation in the Caracol Suite, generating folds, crenulation cleavage and schistosity (S2). The schistosity is also present in the metasedimentary rocks of the Alto Tererê Group. Progressive deformation processes were also identified in this deformation phase because the schistosity, which is commonly oriented NWW with low-angle dips, changes orientation in the northern and extreme western portions of the study region. Three structural domains were recognized for the D2 deformational phase: (i) structural domain 1 – the center to southern portion of the study area with dominantly SE-NW oriented structures with near horizontalized dips; (ii) structural domain 2 - extreme eastern part of the eastern terrane with dominantly N-S-oriented structures; and (iii) structural domain 3 - northern portion of the area with the most intense compressive deformation. The main deformation event (D2) is associated with the metamorphism that occurred at approximately 1300 Ma, which has been described in the literature and was related to the juxtaposition of the eastern and western terranes by low-angle thrusting to the NW. The D3 phase appears to be ductile-brittle with folds, crenulation cleavage and intersection lineations between the S1 and S2 foliations. Tentatively, it is suggested that the rocks investigated here may be correlated with the granites and gneisses of the Chiquitania Complex, Paraguá Terrane, in the southwestern Amazonian Craton.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geologia, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (FAPEMAT).
Appears in Collections:IG - Doutorado em Geologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34319/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.