Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34276
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_RonneyFernandesChagas.pdf4,64 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação da resposta de P. brasiliensis durante processo de infecção e condições de estresse oxidativo
Authors: Chagas, Ronney Fernandes
metadata.dc.contributor.email: mailto: ronney.chagas@gmail.com
Orientador(es):: Soares, Célia Maria de Almeida
Assunto:: Paracoccidioides brasiliensis
Baço
Estresse nutricional
Issue Date: 2-Apr-2019
Citation: CHAGAS, Ronney Fernandes. Avaliação da resposta de P. brasiliensis durante processo de infecção e condições de estresse oxidativo. 2011. xi, 135 f., il. Tese (Doutorado em Patologia Molecular)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: Paracoccidioides brasiliensis provoca infecção através da inalação de propágulos do micélio. Este microorganismo alcança os pulmões, diferencia-se na forma leveduriforme e depois pode disseminar-se para outras partes do corpo. Como é um patógeno que coloniza inúmeros locais no interior do hospedeiro humano, P. brasiliensis deve expressar genes que auxiliam na colonização e/ou virulência. Durante a infecção, patógenos regulam o metabolismo em resposta a diferentes tipos de estresse e quantidades variadas de nutrientes disponíveis no nicho de colonização, presumivelmente permitindo a sua adaptação às características deste nicho. As respostas adaptativas de P. brasiliensis recuperado do fígado de camundongos infectados e durante os eventos hematogênicos de disseminação do fungo foram previamente investigadas, identificando novos genes regulados que podem ser importantes para a sobrevivência e crescimento do fungo em seres humanos. Aqui, descrevemos a identificação de genes diferencialmente expressos durante os processos infecciosos no baço de modelo de infecção em camundongos. Para identificar genes que possivelmente contribuem para a adaptação e sobrevivência de P. brasiliensis no baço, foram realizadas análises de diferença representacional de cDNA (RDA-cDNA). Genes relacionados ao metabolismo de aminoácidos e ácidos graxos, aquisição de nutrientes e defesa celular foram especialmente super regulados após 7 e 15 dias de infecção, sugerindo que no baço, P. brasiliensis pode ser submetido a um ambiente hostil, com disponibilidade restrita de nutrientes. Estes mecanismos de controle e otimização de expressão gênica em diversos nichos pode permitir que o fungo seja um grande colonizador e patógeno do hospedeiro humano.
Abstract: Paracoccidioides brasiliensis causes infection through inhalation by the host of airborne propagules from the mycelium phase of the fungus. This microorganism reaches the lungs, differentiates into the yeast form and is then disseminated to virtually ali parts of the body. As a pathogen that colonizes numerous sites within the human host, P. brasiliensis must express genes that promote colonization or virulence in multiple environments. During infection, pathogens regulate the metabolism in response to different types of stress and varying amounts of nutrients available in the niche of colonization, presumably allowing its adaptation to the environmental features of a particular niche. The adaptive responses of P. brasiliensis recovered of the liver of infected mice and during the hematogenic events of the fungai dissemination were previously investigated, identifying novel regulated genes that may be important for the survival and growth strategies of P. brasiliensis in humans. Here we describe the identification of differentially expressed genes during the infectious processes in spleen in a mouse model of infection. The approach was the use of cDNA representational difference analysis (cDNA-RDA) to identify possible candidate genes that contribute to P. brasiliensis adaptation to survival in the spleen. Genes related to amino acids and fatty acids metabolism, nutrients acquisition and cell defense were specially upregulated after 7 and 15 days of infection, suggesting that in spleen, P. brasiliensis could be subjected to a hostile environment with restricted availability of nutrients. These mechanisms for controlling and optimizing gene expression in diverse niches can allow P. brasiliensis to be a highly successful colonizer and pathogen of the human host.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2011.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Patologia Molecular (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34276/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.