Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34270
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_MaríliaCunhaAlmeida.pdf4,43 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação do uso de mantas sintéticas não tecidas e areia grossa na filtração lenta em escala domiciliar : estudo comparativo
Other Titles: Evaluation of use of non-woven synthetic materials and thick sand in straight filtering on household scale : comparative study
Authors: Almeida, Marília Cunha
Orientador(es):: Ginoris, Yovanka Pérez
Coorientador(es):: Brandão, Cristina Célia Silveira
Assunto:: Filtração lenta
Abastecimento de água
Filtração - materiais alternativos
Issue Date: 1-Apr-2019
Citation: ALMEIDA, Marília Cunha. Avaliação do uso de mantas sintéticas não tecidas e areia grossa na filtração lenta em escala domiciliar: estudo comparativo. 2018. xx, 147 f., il. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: A filtração lenta é uma tecnologia de mais simples operação e manutenção, que se destaca como alternativa para o abastecimento de água em pequenas comunidades. Assim, vem se desenvolvendo o uso de tal tecnologia para o abastecimento domiciliar, ou seja, filtros em menores dimensões, operados pelos moradores e capazes de abastecer uma residência. Entretanto, aspectos como o custo de implantação e a limpeza realizada nos filtros podem reduzir a sua difusão nos domicílios, especialmente os rurais. Nesse sentido, o uso de areia de maior granulometria e o uso de mantas sintéticas não tecidas buscam reduzir os custos e facilitar a limpeza, que nesse caso seria feita apenas com a retirada e lavagem da manta não tecida. Com intuito de analisar essas questões, foram confeccionadas colunas de filtração em escala piloto, sendo operada em duas fases. Na primeira fase, buscou-se analisar a influência do uso de mantas e de areia grossa comparando com os filtros de areia fina. Já na segunda etapa, foram utilizadas duas mantas (uma de polipropileno e a outra de poliéster), para avaliar a relação entre o desempenho do tratamento e tais mantas. Como resultados, foi possível observar que a utilização de mantas não tecidas sobre o meio filtrante de areia, tanto de areia grossa quanto areia fina, tem pouca influência na remoção global de turbidez, E. coli e coliformes totais quando o filtro já se encontra amadurecido. É importante ressaltar a melhoria do tratamento ao utilizar mantas no período em que o filtro ainda se encontra em amadurecimento. Com o objetivo de avaliar a remoção de (oo)cistos de protozoários pelos filtros, foram empregadas microesferas fluorescentes de poliestireno como substitutas aos oocistos de Cryptosporidium. Foi observado que a granulometria mais grossa e a manta, quando o meio filtrante ainda não estava com a comunidade biológica totalmente estabelecida, influenciaram na redução da remoção de microesferas, apresentando, portanto, maiores concentrações efluentes. Entretanto, para o filtro amadurecido as reduções na concentração de microesferas alcançaram até 4 ordens de grandeza e a quantidade de microesferas retidas nas mantas mostrou-se significativa, especialmente para a manta de poliéster (M2). De tal modo, constatou-se que filtros de espessura reduzida, com areia grossa e dotados de mantas, apresentaram desempenho satisfatório para a remoção de turbidez, coliformes totais, E. coli e microesferas, quando amadurecidos.
Abstract: Slow filtration is a simpler operation and maintenance technology that stands out as an alternative to water supply in small communities. Thus, the use of such technology has been developed for the home supply, that is, filters in smaller dimensions, operated by the residents and able to supply a residence. However, aspects such as the cost of implantation and the cleaning done in the filters can reduce their diffusion for home use, especially the rural ones. In this sense, the use of sand of greater granulometry and synthetic non-woven blankets seek to reduce costs and facilitate cleaning, which in this case would be done only with the removal and washing of the non-woven blanket. In order to analyze these questions, pilot scale filtration columns were made and operated in two phases. In the first phase, we sought to analyze the influence of the use of blankets and coarse sand compared with fine sand filters. In the second stage, two blankets with different characteristics were used to evaluate the relationship between the performance of the treatment and those blankets. As a result, it was possible to observe that the use of non-woven blankets on the sand medium, both of coarse sand and fine sand, has little influence in the global removal of turbidity, E. coli and total coliforms when the filter is already matured. It is important to emphasize the treatment improved when using blankets in the period it takes for the filter to reach maturity. In order to evaluate the removal of protozoan (oo) cysts by the filters, polystyrene fluorescent microspheres were used as substitutes for Cryptosporidium oocysts. It was observed that the thicker granulometry and the blanket, when the filter medium was not already established with the biological community, influenced in the reduction of the microsphere removal, thus presenting higher effluent concentrations. However, for the ripened filter the reductions in microsphere concentration reached up to 4 orders of magnitude and the amount of microspheres retained in the blankets was significant, especially for the polyester synthetic non-woven (M2). Thus, it was verified that filters of reduced thickness, with thick sand and provided with blankets presented satisfactory performance for the removal of turbidity, total coliforms, E. coli and microspheres, when matured.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Appears in Collections:ENC - Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34270/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.