Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34242
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_CristianeInáciadaRochaOliveira.pdf10,17 MBAdobe PDFView/Open
Title: A borboleta que não podia voar (e voou) : teatro e deficiência intelectual
Authors: Oliveira, Cristiane Inácia da Rocha
Orientador(es):: Sales, Jonas de Lima
Assunto:: Pessoas com deficiência
Deficiência intelectual
Teatro escolar
Teatro - educação
Aprendizagem inventiva
Issue Date: 1-Apr-2019
Citation: OLIVEIRA, Cristiane Inácia da Rocha. A borboleta que não podia voar (e voou): teatro e deficiência intelectual. 2018. 166 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Arte)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Esta investigação é uma pesquisa qualitativa de caráter participativo que propõe como objetivo central acessar e refletir sobre o aprendizado da estética teatral por aprendizes com deficiência intelectual da APAE/DF e entender como essa experiência pode contribuir para a ampliação de suas potências de existir e inventar novas formas de estar no mundo, de conviver e de se relacionar com ele. É um estudo teórico e prático que parte do entendimento de que os processos cognitivos para aprendizagem se organizam principalmente a partir do corpo em sua relação de encontro com o “outro” e com o mundo. Propõe uma reflexão sobre o processo e os sentidos que ela abrange ao integrar a relação entre a criação, a atuação e a recepção. Inspira-se em Nicolas Bourriaud considerando a abrangência da arte/teatro como um estado de encontro. Desse modo, organiza-se a partir de metodologias artístico-pedagógicas em teatro definidas pela relação de encontro no processo criativo do corpo cênico e das tecnologias aplicadas ao espetáculo vivenciadas em sala de aula com fins de elaborar uma obra teatral; e a relação de encontro entre atuação e recepção em apresentações fora da sala de aula. Para tanto, teve seu horizonte teórico-metodológico apoiado na concepção do corpo em aprendizado, na experiência com os elementos estéticos do teatro com base na perspectiva fenomenológica de Merleau Ponty, nas teorias cognitivas de Maturana e Varela e na pedagogia da invenção de Virgínea Kastrup. Considera o corpo como caminho estético de construção da expressividade da criação e, por consequência, do pensamento. Sustenta sua análise na redução fenomenológica a partir do conceito de “devir-consciente” de Depraz, Varela e Vermersch (2006), que é o ato de tornar consciente algo que nos habita de modo pré-refletido em uma experiência vivida. Por meio dos encontros estabelecidos, este trabalho busca a afirmação da diferença construindo diálogos corpóreos a partir da representação teatral e do encontro com a alteridade. Por fim, partindo dos acontecimentos estéticos criados nos encontros de aula e nas apresentações, cada aprendiz participante da pesquisa empreendeu, a seu modo, os sentidos da experiência vivida, inventando a si mesmo e a sua forma singular de atuar no mundo.
Abstract: This investigation is a qualitative research of participatory nature that proposes as a central goal to access and reflect on the learning of the theatrical aesthetics by apprentices with intellectual deficiency of APAE / DF and to understand how this experience can contribute to the amplification of its potency to exist and invent new ways of being in the world, of living with and relating to it. It is a theoretical and practical study that starts from the understanding that the cognitive processes for learning are organized mainly from the body in its encounter with the "other" and with the world. It proposes a reflection on the process and the senses that it encompasses when integrating the relation between creation, acting and reception. It it inspired by Nicolas Bourriaud considering the scope of art / theater as a state of encounter. Consequently it is organized from artistic pedagogical methodologies in theater defined by the relation of encounter in the creative process of the scenic body and the technologies applied to the spectacle experienced in the classroom for the purpose of elaborating a theatrical work; and the relation of the meeting between performance and reception outside the classroom. It had, therefore, a theoretical-methodological horizon based on the conception of the body in learning in the experience with the aesthetic elements of theater based on the phenomenological perspective of Merleau Ponty, on the cognitive theories of Maturana and Varela and on Virgínea Kastrup’s pedagogy of the invention. It considers the body as the aesthetic path of construction of the expressiveness of creation and consequently of thought. It sustains its analysis in the phenomenological reduction from the concept of “becoming aware” of Depraz, Varela and Vermersch (2006) which is the act of making conscious something that inhabits us in a way pre-reflected in a lived experience. Through established encounters, this work seeks the affirmation of difference by constructing corporeal dialogues based on theatrical representation and encounter with otherness. Finally, starting from the aesthetic events created in the class meetings and presentations; each apprentice participant in the research undertook, in his own way, the senses of lived experience, inventing himself and his unique way of acting in the world.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Arte, 2018.
Appears in Collections:IdA - Mestrado Profissional em Artes (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34242/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.