Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34195
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_VivianeCássiaPereira.pdf3,85 MBAdobe PDFView/Open
Title: Framework de suporte à tomada de decisão no processo de reavaliação das tecnologias em saúde pela Conitec
Authors: Pereira, Viviane Cássia
Orientador(es):: Neves, Francisco de Assis Rocha
Coorientador(es):: Silva, Everton Nunes da
Assunto:: Tecnologia em saúde - avaliação
Framework
Serviços de saúde
Sistema Único de Saúde (Brasil)
Issue Date: 14-Mar-2019
Citation: PEREIRA, Viviane Cássia. Framework de suporte à tomada de decisão no processo de reavaliação das tecnologias em saúde pela Conitec. 2018. 178 f., il. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Introdução: Iniciativas de reavaliação de tecnologias e serviços oferecidos por sistemas de saúde são relativamente recentes e ainda sem metodologia amplamente adotada e avaliada. Para contribuir com o aprimoramento desse processo no Brasil, o objetivo deste estudo foi desenvolver um framework de reavaliação de tecnologias em saúde (RTS) para ser testado e aplicado no Sistema Único de Saúde. Métodos: Estudo 1: Estudo documental, descritivo, retrospectivo e de abordagem semi-qualitativa relativo à reavaliação de tecnologias analisadas pela Conitec no período de janeiro de 2012 até novembro de 2017. Estudo 2: Revisão de revisões sistemáticas sobre métodos e critérios utilizados no processo de reavaliação da tecnologia em saúde utilizados em serviços/sistemas de saúde. Estudo 3: Integração dos resultados dos estudos 1 e 2 para elaboração do framework de reavaliação de tecnologias. Resultados: Após aplicar os critérios de inclusão e exclusão, 47 tecnologias avaliadas pela Conitec foram selecionadas. A análise dos relatórios de recomendação dessas tecnologias apontou para estruturas não padronizadas quanto às informações que subsidiaram a avaliação. Na tomada de decisão, eficácia, segurança e uso da tecnologia foram os fatores de decisão mais relevantes. Na revisão de revisões sistemáticas foram coletadas informações sobre programas e estudos de casos de dezessete países. As diversas estruturas de RTS encontradas na literatura foram exploradas e agregadas ao framework de RTS, juntamente com os resultados do estudo sobre a Conitec. Por fim, um framework de RTS foi desenvolvido composto por: objetivo e tipo de decisão que a ferramenta pretende informar; tecnologias para reavaliação; envolvimento dos stakeholders; barreiras e estratégias para implementação; 7 dimensões, 25 critérios e 51 sub-critérios. Conclusão: De um modo geral, no período de seis anos de atuação da Conitec foram identificadas algumas iniciativas de reavaliação de tecnologias disponíveis no SUS. Essas atividades evidenciam avanços nessa área, embora não estejam ainda estruturadas. Nesse sentido, reforça-se a necessidade de se priorizar a estruturação de ações integradas com outras instâncias do SUS que aprimorem a gestão de tecnologias, tanto daquelas incorporadas recentemente quanto das adotadas antes da criação da Comissão. Sugere-se assim, a realização de um estudo-piloto com o framework de reavaliação de tecnologias desenvolvido neste estudo visando a implantação futura de um programa de monitoramento e reavaliação de tecnologias em saúde. Além de contribuir com a base de conhecimento, pretende-se estimular a discussão entre pesquisadores, formuladores de políticas e tomadores de decisão de serviços de saúde sobre metodologias que possibilitem a definição do verdadeiro valor das tecnologias em condições reais de uso.
Abstract: Introduction: Initiatives of reassessment of technologies and services offered by healthcare systems are recent and still without a widely adopted and evaluated method. To improve this process in Brazil, we have developed a health technology reassessment (HTR) model to be tested and applied into Brazilian public health system (SUS). Methods: Study 1: Documental, descriptive, retrospective and semi-qualitative study regarding the HTR performed by Conitec from January 2012 to November 2017. Study 2: Overview of systematic reviews of methods and criteria used in the HTR process by the health services/systems. Study 3: Integration of the results of studies 1 and 2 for the elaboration of the HTR framework. Results: 47 technologies evaluated by Conitec met the inclusion and exclusion criteria and were selected. A standardized structure of the reports regarding the information that subsidized the evaluation has not been observed. The most relevant decision factors considered for decision-making were efficacy, safety and use of the technology. In the overview, information was collected on programs and case studies from seventeen countries. The different HTR approaches found in the literature were analyzed and added to the HTR framework, along with the results of the study 1. Finally, a HTR framework was developed and it was composed of: objective and type of decision; technologies for reassessment; stakeholder involvement; barriers and strategies for implementation; 7 dimensions, 25 criteria and 51 sub-criteria. Conclusion: During a six-year period of Conitec actuation, we could find some reassessments of technologies that are available in SUS. These activities had enabled progress, however, they are still not yet structured. Therefore, this study reinforces the need to prioritize structuring actions in within the SUS that improve the management of technologies, both those recently incorporated and also these adopted before the establishment of the Committee. We suggest that a pilot study be carried out with the framework developed in this study, aiming at the future implementation of a health technology monitoring and reassessment program. In addition to contributing to the knowledge base, we intend to stimulate the discussion among researchers, policy makers and decision makers on methodologies that allow the definition of the true value of technologies under real conditions of use.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34195/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.