Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34180
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_MarcoAurélioAraújoDourado.pdf2,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Efeitos de diferentes exercícios resistidos no dano muscular dos extensores do joelho : uniarticular versus multiarticular
Autor(es): Dourado, Marco Aurélio Araújo
Orientador(es): Marques, Martim Francisco Bottaro
Assunto: Exercício resistido
Treinamento de força
Músculos - regeneração
Músculos - ferimentos e lesões - tratamentos
Data de publicação: 14-Mar-2019
Referência: DOURADO, Marco Aurélio Araújo. Efeitos de diferentes exercícios resistidos no dano muscular dos extensores do joelho: uniarticular versus multiarticular. 2018. 64 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar os efeitos de dois exercícios resistidos, uniarticular (UA) e multiarticular (MA), na magnitude e tempo de recuperação do dano muscular (DM) dos extensores do joelho em homens jovens destreinados. MÉTODOS: 12 voluntários (22,8 ± 3,5 anos; 79,08 ± 9,68 kg; 175,37 ± 8,62 cm) foram aleatoriamente distribuídos para realizar numa das pernas o exercício cadeira extensora (UA) e o exercício leg press (MA) com a perna contralateral. A sessão de treino foi composta de oito séries de 10 repetições com 90% da carga de 10 repetições máximas em ambos exercícios. O intervalo de descanso foi de dois minutos entre as séries e 10 minutos entre os exercícios. As variáveis utilizadas para avaliar o DM foram: pico de torque isocinético (PT), trabalho total (TT), salto com contramovimento unilateral (CMJ), espessura muscular (EM), e dor muscular de início tardio (DMIT). A EM e DMIT foram avaliados individualmente nos músculos reto femoral (RF) e vasto lateral (VL). As mensurações foram realizadas em repouso (PRÉ), 10 min após (PÓS), 24, 48, 72 e 96 horas após a sessão de treino. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças significativas (p>0,05) nas comparações entre os exercícios para as avaliações do PT, TT e CMJ em nenhum momento. Ademais, não houveram diferenças para EM em ambos os músculos e DMIT do músculo VL. PT e CMJ retornaram aos valores basais 24h após, em ambos os exercícios. EM do reto femoral retornou aos valores basais 24h após no exercício cadeira extensora (UA), e 72h após no exercício leg press (MA). EM do vasto lateral recuperou após 24h em ambos exercícios. DMIT do RF foi maior 48h e 72h após no exercício UA quando comparado ao exercício MA. Não foram observadas diferenças entre os exercícios na magnitude da DMIT no músculo VL (p>0.05). CONCLUSÃO: Homens destreinados com experiência prévia em treinamento de força apresentam semelhantes respostas na magnitude e tempo de recuperação do DM após os exercícios cadeira extensora (UA) e leg press (MA).
Abstract: PURPOSE: This study evaluate the effects of two knee extension exercises, singlejoint (SJ) and multi-joint (MJ) on acute responses and muscle recovery of knee extensors muscle damage in resistance-untrained men. METHODS: Twelve men (22,83 ± 3,5 years; 79,08 ± 9,68 kg; 175,37 ± 8,62 cm) were randomly assigned to perform a unilateral MJ resistance exercise (i.e. leg press, LP) and a unilateral SJ resistance exercise (i.e. seated knee extension, KE) with the contralateral limb. Participants performed 8 sets of 10 repetition maximum in both exercises with 2 min rest between sets. Muscle edema (ME), peak torque (PT), 1-legged countermovement (CMJ), and muscle soreness (MS) were measured pre, post, 24, 48, 72 and 96h following exercise. RESULTS: ME of the rectus femoris returned to baseline at 24h after KE exercise, and at 72h after the LP exercise. ME of the vastus lateralis recovered at 24h after both exercises. Moreover, PT recovered at 24h, and there was no difference between both exercises (p>0.05). CMJ recovered at 24h, and there was no difference between both exercises (p>0.05). Muscle soreness of the rectus femoris was greater at 48h and 72h after KE when compared to LP exercise. There was no difference between exercises in the magnitude of MS response in vastus lateralis (p>0.05). CONCLUSIONS: Resistance-untrained men experience same muscle recovery following LP and KE exercises. The MJ condition offer similar stressful for knee extensors muscles as SJ, taking same time to recover from muscle damage.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.