Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34169
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_AurélioMatosAndrade.pdf8,57 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLima, Maria da Glória-
dc.contributor.authorAndrade, Aurélio Matos-
dc.date.accessioned2019-03-13T19:35:09Z-
dc.date.available2019-03-13T19:35:09Z-
dc.date.issued2019-03-13-
dc.date.submitted2018-06-25-
dc.identifier.citationANDRADE, Aurélio Matos. Fatores de risco e fatores de proteção decorrentes do uso de crack em um CAPS AD no Distrito Federal: uma abordagem qualitativa. 2018. 97 f., il. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/34169-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2018.pt_BR
dc.description.abstractO conhecimento da cultura do crack associado aos riscos físicos, psíquicos e sociais alerta sobre a tomada de providências estratégicas que permitam a redução de danos com usuários de crack no Distrito Federal (DF). Ademais, verifica-se uma escassez de pesquisas sobre o crack no DF, além de ser pertinente a existência de equipes multidisciplinares na área da saúde a fim de auferir mais informações para a elaboração de políticas públicas em saúde. Esta dissertação tem como objetivo analisar os fatores de riscos e os fatores de proteção em usuários de crack de um Centro de Atenção Psicossocial de álcool e drogas do Distrito Federal. Utilizou-se uma abordagem qualitativa de forma descritiva exploratória pelo método de análise de discurso em que foi direcionada por meio de entrevista semiestruturada com 24 usuários de crack, de ambos os gêneros e de idade superior a 18 anos, em um CAPS AD modalidade III da rede pública da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal. A categorização consistiu nos fatores de risco e proteção decorrentes do uso de crack com alterações físicas e psicológicas; uso individual e coletivo de crack; locais abertos e fechados; violência; rede social: família e amigos; uso de preservativo; cuidados na compra da droga e o tratamento no CAPS. Pelo motivo das estratégias de proteção terem sido desenvolvidas dentro da própria cultura do crack e, serem vivenciadas na perspectiva dos próprios usuários, percebe-se que sua compreensão acontece de forma prática e rápida. Conclui-se que as ações de redução de danos são mais efetivas quando absorvidas pelas atividades terapêuticas que perpassam no cotidiano dos usuários e na articulação com os atores sociais e políticos. Portanto, os fatores compartilhados nesta pesquisa dispuseram sobre as características epidemiológicas e sociais relacionadas ao contexto individual e coletivo de cada usuário de crack, também percebeu-se a importância do processo participativo da família, amigos e profissionais para a redução de danos.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleFatores de risco e fatores de proteção decorrentes do uso de crack em um CAPS AD no Distrito Federal : uma abordagem qualitativapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordCrack (Droga)pt_BR
dc.subject.keywordSaúde públicapt_BR
dc.subject.keywordDrogas - abuso - tratamentopt_BR
dc.subject.keywordFatores de riscopt_BR
dc.subject.keywordDrogas - aspectos sociaispt_BR
dc.subject.keywordServiços de saúde mentalpt_BR
dc.subject.keywordPolíticas de saúdept_BR
dc.subject.keywordSaúde mentalpt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1This dissertation aims to analyze the risks and strategies of protection in crack users at the Alcohol and Drug Psychosocial Care Center of the Distrito Federal. The knowledge of the crack culture associated with physical, psychic and social risks warns the adoption of strategic measures that allow the reduction of damages with crack users in the Distrito Federal (DF). In addition, there is a shortage of research on crack in the DF, besides being pertinent the existence of multidisciplinary teams in the health area in order to obtain more information for the elaboration of public health policies. This dissertation aims to analyze the risk factors and protection factors in crack users of a Psychosocial Care Center for alcohol and drugs in the Distrito Federal. A descriptive exploratory qualitative approach was used by the discourse analysis method in which it was directed through a semi-structured interview with 24 crack users of both genders and over 18 years of age in a CAPS AD modality III of the network public service of the State Department of Health of the Distrito Federal. The categorization consisted of the risk and protection factors resulting from the use of crack with physical and psychological alterations; Individual and collective use of crack; Indoor and outdoor places; Violence; Social network: family and friends; Condom use; Care in the purchase of the drug and treatment in the CAPS. Because the protection strategies have been developed within the culture of crack and, from the perspective of the users themselves, it is perceived that their understanding happens in a practical and fast way. It is concluded that harm reduction actions are more effective when absorbed by therapeutic activities that permeate users' daily lives and in articulation with social and political actors. Therefore, the factors shared in this research had on the epidemiological and social characteristics related to the individual and collective context of each crack user, we also noticed the importance of the participatory process of the family, friends and professionals to reduce damages.pt_BR
Appears in Collections:DSC - Mestrado Acadêmico em Saúde Coletiva (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34169/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.