Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34008
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_TiagoBuch.pdf4,47 MBAdobe PDFView/Open
Title: Caracterização mineralógica e geoquímica de ocorrências de elementos terras raras no Maciço Granítico Ouro Fino, Rondônia, Brasil
Authors: Buch, Tiago
Orientador(es):: Souza, Valmir da Silva
Coorientador(es):: Barros, Carlos Eduardo de Mesquita
Assunto:: Mineralização
Suíte Intrusiva Ouro Fino
Geotecnia
Issue Date: 13-Feb-2019
Citation: BUCH, Tiago. Caracterização mineralógica e geoquímica de ocorrências de elementos terras raras no Maciço Granítico Ouro Fino, Rondônia, Brasil. 2018. viii, 54 f., il. Dissertação (Mestrado em Geociências Aplicadas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: A mineralização em ETR da Suíte Intrusiva Ouro Fino permaneceu como um mero ponto de ocorrência mineral por décadas. Este trabalho é a primeira abordagem para estudar esta mineralização. Através de petrografia, geoquímica, química mineral e difração de raios X, este trabalho pôde abordar os principais aspectos geológicos e mineralógicos da Suíte Intrusiva Ouro Fino e relacionar a qual mineral estão constritos os ETR. Duas outras suítes intrusivas foram identificadas na região: Suíte Intrusiva São Domingos e Suíte Intrusiva Costa Marques. Os dados geoquímicos da Suíte Intrusiva Ouro Fino definem-na como peralcalina, de caráter alcalino a alcalino-cálcico, e claramente, um granito intraplaca de subtipo A2. Teores de óxido de elementos terras raras variaram de 0,47 a 1,65% nas amostras analisados, prevalecendo o enriquecimento dos ETRL em relação aos pesados (Lan/Ybn ≈ 8). Junto com os ETR, teores >10.000 ppm de Zr foram identificados nessas amostras. As análises de química mineral e petrografia identificaram dois zirconossilicatos portadores de ETR: elpidita e zircão. A elpidita é pervasiva em todas as amostras coletadas, atigindo até 5% da matriz, já o zircão ocorre ocupando pequenos interstícios da rocha. O zircão é o mineral que mais contém ETR em sua estrutura, com teores de óxido de elementos terras raras entre 3.2% e 7,4%. Nas análises químicas da elpidita, os teores totais de La2O3 + Ce2O3 + Y2O3 variaram de 0,21 a 1,92%. Como mineral acessório de ETR, há titanita, com teores de óxidos de ETR no intervalo entre 1,07% e 3,53%. Por serem zirconossilicatos, os zircões analisados contêm teores de Zr variando entre 56,1 e 59,8% e os cristais de elpidita, estão entre 18,9 e 21%. As suítes intrusivas à Suíte Intrusiva Ouro Fino não representaram nenhum tipo de influência à mineralização de ETR-Zr. Os dados petrográficos e de química mineral mostram um enriquecimento de sódio no sistema, marcado por bordas de reações no anfibólio e albitização moderada dos feldspatos potássicos. Este hidrotermalismo sódico gerou também enriquecimento de Ca em cristais primários de elpidita. O fracionamento de ETR se deve à incorporação dos mesmos na estrutura dos zirconossilicatos e posteriormente precipitação por decréscimo na temperatura do sistema. Deste modo, a mineralização da Suíte Intrusiva Ouro Fino caracteriza-se por um processo de autometassomatismo. Mineralizações de ETR-Zr em granitoides agpaíticos semelhantes à da Suíte Intrusiva Ouro Fino são encontradas nos depósitos de Khan Bogd, Khalzan Burgetey e Strange Lake.
Abstract: The alkaline granites of the southwest of southwest Rondonia, Brazil are known for high concentrations of REE. This study is the first approach to understand the REE mineralization of the Ouro Fino Intrusive Suite. This suite is composed by a hypersolvus peralkaline alkali feldspar granite. The mafic minerals are essentially sodic amphiboles and pyroxenes. Petrographical results indicate little mineralogical variation within the alkali feldspar granites. Associated with the Ouro Fino Intrusive Suite, latemagmatic alkali-rhyolite dykes occur. Unexpectedly, other plutonic rocks from Costa Marques and São Domingos intrusive suites occur in the studied local. The geochemical data identified total rare earth contents in the whole rock ranging from 0.47 up to 1.65%, and average Lan/Ybn ≈ 8¹. Also, high contents of Zr were identified in all the samples, eventually exceeding the upper limit of detection. The mineral chemistry results in EPMA identified zircon and elpidite as the main carriers of Zr and REE, and subordinately, titanite. The borders of amphiboles are rimmed by aegirine. As well, small crystals of Na-plagioclase formed on the edges of microcline crystals, which suggests that late magmatic processes occurred. The elpidite is considered as one of the minerals that incorporated Ca ions during hydrothermal-deuteric processes. Zircon crystals show a mantle of amorphous cryptocrystalline mass rich in REE. The other intrusive suites occur in the are presented no characteristic that could be regarded to the mineralization. The REE-Zr mineralization is considered as result of late-magmatic hydrothermal metasomatism followed by the cooling of the hydrothermal system. The incorporation of REE in lattice of zirconsilicates is the main concentration factor as well, as REE concentrated by precipitation in the interstices of the rock. The REE-Zr mineralization of the Ouro Fino Intrusive Suites present mineralogical and petrological characteristics similar to the Strange Lake and Khan Bogd deposits.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geociências Aplicadas, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:IG - Mestrado em Geociências Aplicadas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34008/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.