Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3393
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_DaviLimaPantojaLeite.PDF2,71 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos do fogo sobre a taxocenose de lagartos em áreas de cerrado sensu stricto no Brasil central
Authors: Leite, Davi Lima Pantoja
Orientador(es):: Colli, Guarino Rinaldi
Assunto:: Taxocenose
Cerrados
Diversidade biológica
Ecologia
Brasil central
Issue Date: 29-Mar-2007
Citation: LEITE, Davi Lima Pantoja. Efeitos do fogo sobre a taxocenose de lagartos em áreas de cerrado sensu stricto no Brasil central. 2007. 126 f., il. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: O fogo é um agente natural de perturbação nas savanas tropicais, modifica a estrutura d comunidades animais e vegetais e transforma a paisagem. Como agente intermediário d perturbação as queimadas podem contribuir para manutenção da diversidade no Cerrado Utilizando armadilhas de interceptação e queda, foram investigados os efeitos do fogo sobre estrutura de taxocenoses de lagartos no Cerrado do Brasil Central; os efeitos de diferente regimes de queima sobre a riqueza, abundância e eqüidade de lagartos; e como a abundâncias das espécies de lagartos se relacionam com as mudanças nas características d hábitat que são induzidas pelo fogo. Foram utilizadas cinco parcelas de cerrado sensu strict submetidas a diferentes regimes de queima: queimadas quadrienais, queimadas bienais n início, meio e final da estação seca, e o controle (sem queima). Os lagartos foram amostrado durante cinco dias por mês de dezembro de 2005 a novembro de 2006 totalizando 60 armadilhas*dias por parcela. As eqüidades foram menores em parcelas nos extremos d perturbação, em acordo com a Hipótese da Perturbação Intermediária no âmbito local Quando riquezas foram contrastadas, o mesmo não aconteceu. As espécies de lagarto sobrevivem aos efeitos diretos das queimadas, mas possuem diferentes níveis de sensibilidad aos efeitos subseqüentes. Contudo, ambientes sob perturbações periódicas, a eqüidade pod ser muito mais informativa que a riqueza de espécies. É possível que uma alta riqueza d lagartos no Cerrado seja conduzida por uma combinação entre especializações de nicho redução da competição e pressões de predação nos extremos do gradiente de perturbação. Da 14 espécies observadas, seis demonstraram maior sensibilidade aos diferentes regimes ocorreram somente sob um tratamento específico (Enyalius aff. bilineatus, Tropiduru torquatus, Polychrus acutirostris, Mabuya guaporicola, Bachia bresslaui, e Tupinambi duseni), mas duas espécies generalistas (Tr. itambere e Ameiva ameiva) não ocorreram apenas sob regimes extremos. Tropidurus itambere e Micrablepharus atticolus apresentaram forte dominância sob regimes de queima mais severos e Ma. frenata e Ma. nigropunctata na ausência do fogo. A abundância total de lagartos não variou ao longo do ano, mas eqüidades maiores foram observadas no verão. Os efeitos sobre a estrutura da taxocenose de lagartos foram significativamente relacionados com mudanças na estrutura do hábitat induzidas pelo fogo, mas tiveram pouca relação com a variação temporal nos parâmetros climáticos. As características do hábitat, contrastantes entre as manchas submetidas a diferentes regimes de queima, e a presença de espécies de lagartos exclusivas em cada fragmento, sugerem que as paisagens heterogeneizadas pela passagem do fogo devam sustentar uma taxocenose de lagartos mais rica no contexto regional do que quando sujeitas aos efeitos homogeneizadores das queimadas antrópicas, ou da completa ausência de queima. O padrão encontrado para os lagartos pode ser recorrente em outros grupos animais. Queimadas antrópicas em alta freqüência e curta periodicidade bem como a completa supressão das queimadas devem ser evitadas. A manutenção destes regimes artificiais pode conduzir a uma grande perda de diversidade local e regional. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The fire is a natural agent of disturbance in tropical savannas, modifying the structure of animal and plant communities and transforming the landscape. As intermediate agent of disturbance the burns can contribute for maintenance of the diversity in the Cerrado. The effects of fire on the structure of lizard assemblages in the Cerrado of Central Brazil had been investigated using pit-fall traps. Throughout the different effects of burning regimes upon lizard richness, abundance and evenness; and how are the connections between lizard abundance and the changes in habitat characteristics induced by fire. Five plots of Cerrado sensu stricto under different burning regimes were sampled: quadrennial fires, biennial fires at early, modal and late dry-season and the control, without fire. Lizards had been surveyed during five days by month, December of 2005 the November of 2006, totalizing 600 trap*days by plot. The abundance and evenness had been lower under extremer disturbance, in agreement with intermediate disturbance hypothesis in the local level. Such result was conversely for richness contrasts. Lizard species survive well to direct effects off burns but they have varied sensitivity to subsequent effect and under periodic disturbances, evenness must to be much more informative. In addition, It is suggested that high lizard richness can be lead by a combination between niche specializations, competition reduction and predation pressures in the extremities of the disturbance gradient in Cerrado. Fourteen lizard species were surveyed, six shown fire-regimes sensibility and only occurred under a specific treatment (Enyalius aff. bilineatus, Tropidurus torquatus, Polychrus acutirostris, Mabuya guaporicola, Bachia bresslaui, and Tupinambis duseni), but two generalists species (Tr. itambere and Ameiva ameiva) had not occurred only under extreme regimes. Tropidurus itambere and Micrablepharus atticolus had presented strong dominance under more severe regimes and Ma. frenata and Ma. nigropunctata in the absence of the fire. The total abundance of lizards did not vary throughout the year, but higher evenness had been observed in the summer. The effects on the lizard assemblage structure had been significantly related with changes in the habitat structure induced by fire, but they had little relation with the variability of climate parameters throughout the year. Particularities of habitat structure in plots under different fire regimes, and the presence of exclusive species of lizards in each one plot, suggest that if natural burns lead to heterogenic landscape it can either drive to richer lizard fauna in regional context, rather than anthropogenic burns or the complete absence of fire. This pattern must be recurrent in other animal taxa and the anthropogenic fires, with high-frequency and low periodicity as well as the complete suppression of burns must be avoiding. The maintenance of these artificial regimes can drive great loss of local and regional diversity.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, 2007.
Appears in Collections:IB - Mestrado em Biologia Animal (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3393/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.