Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33904
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_AndréiaMariaRochaMoreira.pdf9,76 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Modelo animal de osteonecrose associada ao uso de bisfosfonato : avaliação das características histopatológicas de hemimandíbulas sem extração dentária
Autor(es): Moreira, Andréia Maria Rocha
Orientador(es): Leite, André Ferreira
Coorientador(es): Poppe, Ana Carolina Acevedo
Assunto: Osteonecrose
Bisfosfonatos
Ratos - modelo animal
Data de publicação: 31-Jan-2019
Referência: MOREIRA, Andréia Maria Rocha. Modelo animal de osteonecrose associada ao uso de bisfosfonato : avaliação das características histopatológicas de hemimandíbulas sem extração dentária. 2018. 90 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: INTRODUÇÃO: Vários aspectos relacionados à osteonecrose por medicação ainda não foram completamente esclarecidos, inclusive a patogênese da doença. Muitos modelos animais foram desenvolvidos para estudar essa condição, que tem potencial de provocar significativa morbidade aos pacientes. Nesse contexto, diante da complexidade dessa doença, há necessidade de maior compreensão a respeito dos mecanismos envolvidos na etiopatogenia da osteonecrose. OBJETIVO: Caracterizar histopatologicamente possíveis alterações provocadas pelo ácido zoledrônico em hemimandíbulas de ratos na ausência de trauma. MÉTODO: 40 ratos Wistar foram divididos em dois grupos: experimental, composto por 20 animais, receberam 66μg/kg de ácido zoledrônico, três vezes por semana, durante três semanas; e controle, composto por 20 animais, que receberam soro fisiológico em dosagem análoga à administrada no grupo experimental. Os animais foram submetidos à exodontia do primeiro molar inferior esquerdo e eutanasiados após seis semanas. As hemimandíbulas contralaterais ao trauma, do lado direito, foram submetidas a processamento histológico e analisadas histopatologicamente e por meio de histoenzimologia TRAP e histomorfometria. RESULTADOS: Durante o experimento, houve a perda de 4 animais e a exclusão de mais 4. Assim, foram analisadas 32 hemimandíbulas, sendo que 18 pertenciam ao grupo experimental e 14 ao controle. Não foram constatadas extensas áreas necróticas, tampouco infiltrado inflamatório e colônias bacterianas. Reação periosteal estava presente nas hemimandíbulas de apenas três animais do grupo experimental. Entretanto, foi observado aumento da densidade óssea volumétrica, do número de osteoclastos morfologicamente alterados e de focos de necrose no grupo experimental em relação ao controle. Também houve redução da infiltração gordurosa da medula óssea no grupo experimental em relação ao controle. CONCLUSÃO: A administração de ácido zoledrônico foi suficiente para induzir alterações histopatológicas em hemimandíbulas de ratos. Os achados sugerem que o fármaco promove alteração na fisiologia e remodelação óssea, antes da manifestação clínica da doença (caracterizada por osso exposto) e mesmo na ausência de trauma (que é considerada o principal fator de risco para estimular a manifestação da osteonecrose).
Abstract: INTRODUCTION: Several aspects related to medication-related osteonecrosis have not yet been fully understood, including the pathogenesis of the disease. Many animal models have been developed to study this condition, which has the potential to cause significant morbidity in patients. In this context, in view of the complexity of this disease, there is a need for greater understanding of the mechanisms involved in the pathogenesis of osteonecrosis. PURPOSE: To characterize histopathologically possible alterations caused by zoledronic acid in hemimandíbulas of rats in the absence of trauma. METHODS: 40 Wistar rats were divided into two groups: experimental, composed by 20 animals which received 66 μg / kg zoledronic acid three times a week for three weeks; and control, composed by 20 animals which received saline solution in a dose analogous to that administered in the experimental group. The animals were submitted to the first lower left molar extraction and euthanized after six weeks. The hemimandibula contralateral to the trauma, on the right side, were submitted to histological processing and analyzed histopathologically and by histoenzimologia TRAP and histomorphometry. RESULTS: During the experiment, 4 animals died and 4 were excluded. Thus, 32 hemimandibulae were analyzed, 18 of which belonged to the experimental group and 14 to the control group. No extensive necrotic areas, no inflammatory infiltrate, and no bacterial colonies were found. Periosteal reaction was present in the hemimandibula of only three animals in the experimental group. However, there was an increase in volume bone density, number of morphologically altered osteoclasts and foci of necrosis in the experimental group in relation to the control group. There was also a reduction of fatty infiltration of the bone marrow in the experimental group in relation to the control. CONCLUSION: The administration of zoledronic acid was able to induce histopathological changes in the hemimandibula of rats. The findings suggest that the drug promotes changes in bone physiology and remodeling, prior to the clinical manifestation of the disease (characterized by exposed bone) and even in the absence of trauma (which is considered the main risk factor for stimulating the manifestation of osteonecrosis).
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).
Aparece nas coleções:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.