Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33820
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_LuannaVieiraTani.pdf19,58 MBAdobe PDFView/Open
Title: Usos do espaço público como oportunidade de educação convivencial
Authors: Tani, Luanna Vieira
Orientador(es):: Tunes, Elizabeth
Assunto:: Espaços públicos
Brasília (DF)
Brasília (DF) - vida e costumes sociais
Educação
Issue Date: 29-Jan-2019
Citation: TANI, Luanna Vieira. Usos do espaço público como oportunidade de educação convivencial. 2018. 101 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: O tema deste estudo é o espaço público da cidade contemporânea e sua relação com uma educação convivencial. Brasília – especificamente a área planejada conhecida como Plano Piloto – foi escolhida como locus desta pesquisa. Procuramos compreender a atual ocupação dos espaços da cidade por meio da ação de dois movimentos: Caminhada da Joaninha, que integra um dos projetos do MOB - Movimente e Ocupe seu Bairro, e Desenhar em Brasília. Nesse contexto, propusemo-nos a observar como essas ocupações do espaço público estão acontecendo em Brasília e como as pessoas se organizam, centrando-nos nas possibilidades de convivência social e cultural que esses locais podem oferecer à comunidade e aos que por eles passarem. Para tanto, buscamos identificar iniciativas que oferecem possibilidades de uma educação convivencial em espaços públicos como praças, monumentos, parques, quadras de esporte e nas superquadras: grupos de prédios de apartamentos inspirados no projeto modernista e Bauhaus francês e construídos com número e tipo de escolas prescritos, lojas de varejo e espaços abertos, conhecidos como superblocos. Para esta pesquisa definimos educação convivencial como uma educação relacionada à vida vivida nas cidades, em que todos os que dela fazem parte podem estar envolvidos. Educação que seja voltada para a preservação, conservação e ação criativa, uma vez que partimos da compreensão de que educação está em todo lugar – em casa, na escola, na rua – e que ela se faz com o outro. Do estudo realizado é importante ressaltar que uma educação para a convivencialidade não é prescritiva, não é regida por regras em busca de uma padronização, ela é realizada na convivencialidade. Os projetos/movimentos estudados mostram indícios de que é possível realizar estratégias de ocupação dos espaços públicos, considerando que essas estratégias de atuação social configuram-se como resistência ao cerceamento desses espaços, que são locais livres para as pessoas e onde pode ocorrer educação.
Abstract: The theme of this study is the public space in a contemporary city and its relationship with convivial education. The capital of Brazil, Brasilia, and specifically its planned central area, known as “pilot plan” (Plano Piloto) was chosen as the locus of this research. We try to comprehend the current occupation of the city´s public spaces through the actions of two movements: Joaninha’s Walk, that integrates one of MOB`s – Movimente e Ocupe seu Bairro (Move and Occupy your Neighborhood) projects and Desenhar em Brasília (Draw in Brasilia). In this context, we propose to observe how these occupations of public space are happening in Brasilia, and how people organize themselves. The key aspects observed are the possibilities of social and cultural interactions that these spaces could offer to the community and those that pass through it. For this purpose, existing we identified initiatives that offer potential educational interactions in public spaces like squares, monuments, parks, sports grounds and Superquadras: groups of apartment buildings inspired in French modernist and bauhaus design and constructed with a prescribed number and type of schools, retail stores, and open spaces, known as superblocks. For this research, we define educational interactions as related to life in a city and offering everyone living in the city a chance to get involved, focusing on preservation, conservation and creative action, based on the idea that education is everywhere – at home, at school, on the street – and between one another. Our findings emphasize that coexistence education is not prescriptive; it is not governed by rules in search of standardization, because it is carried out in coexistence. The projects / movements studied show that it is possible to carry out strategies for occupying public spaces, considering that these strategies of social action configure as resistance to the restriction of these spaces, areas normally free of people and where education can happen.
Résumé: Le sujet de cette étude est l’espace public de la ville contemporaine et sa relation avec une éducation conviviale. Ayant la ville de Brasilia comme objet d’étude et surtout le Plano Piloto, nous essayons de comprendre comment les espaces sont occupés au moment actuel par deux mouvements : Caminhada da Joaninha, qui fait partie du MOB – Movimente e Ocupe seu Bairro e Desenhar em Brasília. Dans ce contexte, nous observons comment les mouvements d’occupation ont lieu à Brasilia, comment se donnent les occupations dans les espaces de la ville, et comment sont organisés les gens, en se concentrant sur la coexistence sociale et culturelle des possibilités que ces espaces peuvent offrir à la communauté et à ceux qui les traversent. Pour cela, nous cherchons à identifier les espaces publics considérés, comme les places, les monuments, les parcs, les installations sportives et les superquadras, c’est à dire, les initiatives existantes avec des possibilités d’une éducation conviviale liée à la vie vécue dans les villes, où tous ceux qui en font partie peuvent être impliqués et pour une éducation qui se concentre sur la préservation, la conservation et l’action créatrice, puisque nous partons de la compréhension que l’éducation est partout – à la maison, à l’école, dans la rue – et qu’elle se fait avec l’autre. De l'étude réalisée il est important de souligner qu'une éducation pour la coexistence n'est pas prescriptive, elle n'est pas régie par des règles à la recherche d'une standardisation, elle est réalisée dans la coexistence. Les projets / mouvements étudiés montrent qu'il est possible de mener des stratégies d'occupation des espaces publics, considérant que ces stratégies d'action sociale sont configurées comme une résistance à la restriction de ces espaces, qui sont des lieux libres pour les personnes et où l'éducation peut se produire.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/33820/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.