Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33782
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EstudantesCarcereAnalise.pdf661,55 kBAdobe PDFView/Open
Title: Estudantes no cárcere : uma análise a partir da categoria religião na Penitenciária Feminina do Distrito Federal
Other Titles: Students in prison : an analysis from the religion category in the Women's Penitentiary of the Federal District
Authors: Rêses, Erlando da Silva
Roza Pinel, Walace
Assunto:: Educação de jovens e adultos
Gênero
Prisões
Hiperencarceramento
Religião
Issue Date: 2018
Publisher: Grupo de Pesquisa Cultura, Currículo e Políticas na Educação de Jovens e Adultos - CULT-EJA
Citation: RESES, Erlando da Silva; ROZA PINEL, Walace. Estudantes no cárcere: uma análise a partir da categoria religião na Penitenciária Feminina do Distrito Federal. Revista brasileira de educação de jovens e adultos, Salvador, v. 6, p. 66-76, 2018. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/educajovenseadultos/article/view/5696. Acesso em: 14 jan. 2019.
Abstract: Pretendemos neste artigo problematizar a oferta da EJA e sua relação com a categoria religião, a partir da experiência na Penitenciária Feminina do Distrito Federal. Para tanto, o artigo apresenta uma reflexão teórica, bem como dados da pesquisa de campo, visando mapear a oferta dessa modalidade procurando as relações com o chamado “bom comportamento”, relacionando-a com o acesso na educação formal junto àquele espaço. Por meio dos dados, demonstramos que ocorre uma expressiva presença de mulheres que pertencem às religiões hegemônicas, com um consequente alijamento da presença de minorias religiosas, especialmente ligadas às populações negras, maioria absoluta no cárcere. Nesse sentido, é importante ressaltar as relações históricas entre as políticas voltadas às populações periféricas, às quais muitas vezes se associam com a precarização de oportunidades no mercado formal de trabalho. Observamos o crescimento exponencial do discurso conservador religioso, assim como o aumento das políticas de hiperencarceramento, que parecem atingir, nesse momento, também as mulheres. Procuramos em nossas reflexões compreender a prática religiosa enquanto elemento constitutivo humano. Nesse sentido, o estudo permitiu constatar a histórica omissão, por parte do Estado brasileiro, no atendimento a uma parcela da população que permanece privada de seus direitos básicos ligados especialmente à Educação e à livre manifestação religiosa.
Abstract: The objective of the study is to analyze the EJA offer from the internal students who access the modality in the Federal District Women's Penitentiary. For this, the article presents data from the INFOPEN Women 2015 as well as data from the field research resulting from a Masters in Education at the University of Brasilia (2017), aiming at mapping the offer of this modality and its relations with the so-called "good behavior", relating it to the access and permanence in formal education in that space. By means of the data, we show that there is a significant presence of internal students who belong to the hegemonic religions, with a consequent alibamento of the presence of religious minorities, especially related to the black populations, absolute majority in the prison. In this sense, it is important to emphasize the historical relations between the policies directed at working-class populations, especially in the peripheries of urban centers, which are often associated with the precariousness of opportunities in the formal market, associated with the exponential growth of religious conservative discourse. such as the policies of hyper-embarrassment, which women seem to reach at the moment. We seek in our reflections not to detract from religious practice as a human constituent element, inalienable right of every person in compliance or not with pen in a penitentiary space. In this sense, the study showed the historic omission - on the part of the Brazilian State, in serving a portion of the population that remains deprived of its basic rights such as access to basic education as well as free religious expression.
Licença:: Revista brasileira de educação de jovens e adultos - Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Fonte: https://www.revistas.uneb.br/index.php/educajovenseadultos/about/submissions#copyrightNotice. Acesso em: 14 jan. 2019.
Appears in Collections:FE - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/33782/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.