Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33771
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_AndréGardelinoSavino.pdf2,84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Redescrição das espécies tipos dos gêneros Barbiellinia, Chiromyza, Mesomyza e Nonacris e descrição de duas novas espécies do gênero Barbiellinia (Diptera, Stratiomyidae)
Autor(es): Savino, André Gardelino
Orientador(es): Luz, José Roberto Pujol
Assunto: Taxonomia vegetal
Stratiomyidae
Data de publicação: 8-Jan-2019
Referência: SAVINO, André Gardelino. Redescrição das espécies tipos dos gêneros Barbiellinia, Chiromyza, Mesomyza e Nonacris e descrição de duas novas espécies do gênero Barbiellinia (Diptera, Stratiomyidae). 2018. vii, 69 f., il. Dissertação (Mestrado em Zoologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A família Stratiomyidae está dividida em doze subfamílias, sendo Chiromyzinae uma das mais basais, podendo ser diferenciada pelo aparelho bucal vestigial. Esta subfamília apresenta corpo com coloração geral ocrácia, desprovidos de espinhos no escutelo e grande dimorfismo sexual. Atualmente possui 15 gêneros e 59 espécies conhecidas, sendo que apenas 4 gêneros ocorrem no Brasil, Barbiellinia, Chiromyza, Mesomyza e Nonacris. O objetivo deste trabalho é redescrever os tipos dos gêneros Barbiellinia, Chiromyza, Mesomyza e Nonacris, além de fazer a descrição de espécies novas encontradas nas coleções entomológicas brasileiras. Os gêneros Barbiellinia, Chiromyza e Nonacris tiveram seus tipos analisados e redescritos com base em fotografias, enquanto o gênero Mesomyza pode ser redescrito utilizando o próprio tipo. Além dos tipos genéricos também foram redescritas as espécies que possuem registro para o Brasil. O gênero Barbiellinia se mostrou o mais representado nas coleções entomológicas brasileiras e teve duas novas espécies descritas, Barbiellinia bezzii sp. nov. e Barbiellinia cassia sp. nov.. Os gêneros Chiromyza, Mesomyza e Nonacris mostraram possuir maiores semelhanças morfológicas entre si possuindo olhos glabros e unidos, com a fronte muito estreita, tamanho e pilosidade do corpo semelhantes, no entanto caracteres importantes como a antena e genitália não puderam ser estudados. Barbiellinia é um gênero com boa delimitação genérica possuindo olhos pilosos e separados por uma fronte ampla, com uma diversidade ainda por ser explorada.
Abstract: Stratiomyidae is divided in to twelve subfamilies, of which Chiromyzinae is the most basal and can be differentiated by the vestigial mouth parts. Chiromyzinae present body with general brown tawny coloration, scutellum without spine-like process and accentuated sexual dimorphism. It currently has 15 genera and 59 species, with only 4 genera occurring in Brazil, Barbiellinia, Chiromyza, Mesomyza and Nonacris. The main objective of this work is to redescribe the types of genera Barbiellinia, Chiromyza, Mesomyza and Nonacris, besides the description of new species found in the Brazilian entomological collections. The genus Barbiellinia, Chiromyza and Nonacris had their types analyzed and redescribed based on photographs, while the genus Mesomyza could be redescribed using the type itself. In addition to the generic types it was also redescribed the species registered in Brazil. The genus Barbiellinia was the most represented in the Brazilian entomological collections and two new species of it were described: Barbiellinia bezzii nov. sp. and Barbiellinia cassia nov. sp.. The genus Chiromyza, Mesomyza and Nonacris showed greater morphological similarities with each other, presenting glabrous and contiguous eyes with a very narrow forehead, similar size and hairiness of the body. However important characters such as the antenna and genitalia could not be studied. Barbiellinia is a well defined genus, with hairy eyes and separated by a broad forehead, showing a diversity yet to be explored.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Zoologia, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:IB - Mestrado em Zoologia (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.