Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33427
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_UsoMedicamentosCriancas.pdf225,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Uso de medicamentos em crianças de zero a cinco anos de idade residentes no município de Tubarão, Santa Catarina
Outros títulos: Use of drugs in children aged zero to five years old in Tubarão, Santa Catarina, Brazil
Autor(es): Maniero, Hellen Karoline
Martins, Alexandre Alvares
Melo, Angelita Cristine
Paz, Leonardo Petrus da Silva
Schraiber, Rosiane de Bona
Galato, Dayani
Assunto: Uso de medicamentos
Crianças
Farmacoepidemiologia
Data de publicação: 2018
Editora: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Referência: MANIERO, Hellen Karoline et al. Uso de medicamentos em crianças de zero a cinco anos de idade residentes no município de Tubarão, Santa Catarina. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 36, n. 4, p. 437-444, out./dez. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1984-0462/;2018;36;4;00008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-05822018000400437&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 21 fev. 2019. Epub Nov 14, 2018.
Resumo: Objetivo: Analisar o perfil de utilização de medicamentos em crianças de zero a cinco anos de idade. Métodos: Estudo transversal baseado em entrevistas realizadas em domicílio com cuidadores (pais, tios ou avós) das crianças cadastradas em dez unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF), distribuídas em diferentes pontos geográficos do município de Tubarão, Santa Catarina. Resultados: Foram entrevistados 350 cuidadores, cujas crianças sorteadas possuíam, em média, 2,6 anos de idade. Destas, 56,9% utilizaram, pelo menos, um medicamento nos 15 dias anteriores à entrevista, sendo que 31,1% foram expostas à automedicação e 35,7% utilizaram, pelo menos, um medicamento obtido por prescrição atual. O uso de medicamentos foi associado à faixa etária de até 24 meses, consulta periódica com pediatra e diagnóstico de doenças agudas e doenças crônicas. Entre as crianças medicadas, 19,1% foram expostas a pelo menos um medicamento de forma inadequada (considerando dose, intervalo entre doses ou período de tratamento). Quanto ao armazenamento, 55,2% dos medicamentos estavam guardados em lugar inseguro, ou seja, ao acesso das crianças, e 32,0% em locais inadequados, por estarem expostos a luz, calor ou umidade. Ainda, 45,2% estavam sem bula, 38,9% sem embalagem secundária e 1,6% fora do prazo de validade. Conclusões: As crianças estudadas apresentam uma frequência elevada de uso de medicamentos, devendo ser incentivadas ações que visem ao uso seguro e racional de fármacos nessa população.
Abstract: Objective: To analyze the context of drug use in children aged zero to five years old. Methods: Cross-sectional study based on interviews conducted at home with caregivers (parents, uncles or grandparents) of the children enrolled in ten Family Health Strategy units across different geographical points of the city of Tubarão, Santa Catarina, Brazil. Results: A total of 350 caregivers were interviewed, whose children’s mean age was 2.6 years. Of these, 56.9% had used at least one drug in the 15 days prior to the interview, 31.1% had been exposed to self-medication and 35.7% had used at least one medication obtained by current prescription. The use of medication was associated with the age range up to 24 months, periodic consultation with pediatricians and diagnosis of chronic and acute diseases. Among medicated children, 19.1% inappropriately had been exposed to at least one medication (considering dose, dose interval or period of treatment). Regarding medication storage, 55.2% of interviewees stored them in unsafe places that could be accessed by children and 32.0% in inappropriate places, with exposure to light, heat or humidity. Moreover, 45.2% of the interviewees stored drugs out of their packages, 38.9% without secondary packaging, and 1.6% of drugs had expired date. Conclusions: Drug use is high among children in this age range, and actions aimed at the safe and rational use of these substances in this population should be encouraged.
Licença: Este é um artigo Open Access sob a licença CC BY (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt).
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1984-0462/;2018;36;4;00008
Aparece nas coleções:FCE-FIS - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.