Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33420
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_CorpoAdocaoPraticas.pdf300,99 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: O corpo e a adoção de práticas sustentáveis: estudo de caso em uma ecovila
Outros títulos: El cuerpo y la adopción de prácticas sustentables: estudio de caso en una ecoaldea
The body and the adoption of sustainable practices: a case study in an ecovillage
Autor(es): Roysen, Rebeca
Assunto: Ambientalismo
Sustentabilidade
Psicologia ambiental
Data de publicação: 2018
Editora: Associação Brasileira de Psicologia Social
Referência: ROYSEN, Rebeca. O corpo e a adoção de práticas sustentáveis: estudo de caso em uma ecovila. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 30, e164236, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1807-0310/2018v30164236. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822018000100204&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 19 fev. 2019. Epub June 07, 2018.
Resumo: Este artigo busca investigar o papel do corpo na adoção de práticas sociais sustentáveis. Apoiando-se nas Teorias das Práticas Sociais, aponta para o papel da rotinização na manutenção de estilos de vida insustentáveis. Com base em um estudo de caso realizado em uma ecovila brasileira, demonstra que a existência de valores ambientais não leva as pessoas a automaticamente modificarem os seus comportamentos. A mudança das práticas cotidianas exige a modificação de hábitos e automatismos incorporados pela socialização na sociedade de consumo. A incorporação intencional de novas práticas é um processo que demanda tempo e um trabalho de percepção consciente, sendo facilitada quando existe um esforço explícito e articulado de mudança, compartilhado por um grupo social.
Abstract: This article investigates the role of the body in the adoption of sustainable social practices. Based on Social Practice Theories, it indicates the role of routinization in the maintenance of unsustainable lifestyles. Grounded in a case study carried out in a Brazilian ecovillage, it shows that the existence of environmental values does not automatically lead people to change their behaviors. The transformation of daily practices demands a change in habits and automatisms embodied through one’s socialization in the consumer society. The intentional embodiment of new practices is a process that demands time and a work of conscious perception, facilitated when there is an explicit and articulated change effort, shared by a social group.
Resumen: Este artículo pretende investigar el papel del cuerpo en la adopción de prácticas sociales sostenibles. Basándose en las Teorías de las Prácticas Sociales, señala el papel de la rutinización en el mantenimiento de estilos de vida insustentables. Basado en un estudio de caso realizado en una ecoaldea brasilera, demuestra que la existencia de valores ambientales no conduce a las personas a modificar automáticamente sus comportamientos. El cambio de las prácticas diarias exige la modificación de hábitos y automatismos incorporados por la socialización en la sociedad de consumo. La incorporación intencional de nuevas prácticas es un proceso que requiere tiempo y un trabajo de percepción consciente, facilitada cuando hay un esfuerzo explícito y articulado para el cambio, compartido por un grupo social.
Licença: (CC BY) - Direito autoral e licença de uso: Este artigo está licenciado sob uma Licença Creative Commons. Com essa licença você pode compartilhar, adaptar, para qualquer fim, desde que atribua a autoria da obra, forneça um link para a licença, e indicar se foram feitas alterações.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1807-0310/2018v30164236
Aparece nas coleções:CDS - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.