Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33368
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_RelacaoForcaMuscular.pdf500,83 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Relação da força muscular com equilíbrio estático em idosos – comparação entre pilates e multimodalidades
Autor(es): Bueno, Guilherme Augusto Santos
Menezes, Ruth Losada de
Vilela Lemos, Thiago
Gervásio, Flávia Martins
Assunto: Idosos
Aptidão física
Equilíbrio (Fisiologia)
Exercícios físicos
Data de publicação: 2018
Editora: Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte
Referência: BUENO, Guilherme Augusto Santos et al. Relação da força muscular com equilíbrio estático em idosos: comparação entre pilates e multimodalidades. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Porto Alegre, v. 40, n. 4, p. 435-441, out./dez. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.rbce.2018.04.008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32892018000400435&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 18 fev. 2019.
Resumo: Objective: To compare the effect of pilates and multimodalities on muscle strength and balance in the elderly. Methodology: Cross-sectional case-control study, conducted in Goiânia-GO, with 62 elderly women, divided into two groups: Multimodalities and pilates. The manual gripping force (FPM) and the balance were evaluated by Stabilometry. Results: The pilates contributed to higher FPM as well, demonstrated lower ellipse surface, which implies in better balance. However, there was no relationship or prediction of MPF on balance in both groups. Conclusion: pilates promoted greater gains in muscle strength and static balance. However, although muscle strength was the variable with the best result, it did not show a relationship with balance.
Abstract: Objetivo: Comparar o efeito do pilates e de multimodalidades sobre a força muscular e o equilíbrio em idosas. Metodologia: Estudo transversal do tipo caso-controle, feito em Goiânia-GO, com 62 idosas, divididas em dois grupos: multimodalidades e pilates. Avaliaram-se a força de preensão manual (FPM) e o equilíbrio por meio da estabilometria. Resultados: O pilates contribuiu para maior FPM, bem como demonstrou menor superfície da elipse, o que implica melhor equilíbrio. Porém, não houve relação nem predição da FPM sobre o equilíbrio em ambos os grupos. Conclusão: O pilates promoveu maior ganho de força muscular e equilíbrio estático, entretanto, apesar de a força muscular ser a variável com melhor resultado, essa não mostrou relação com o equilíbrio.
Resumen: Objetivo: Comparar el efecto de pilates y multimodalidades sobre la fuerza muscular y el equilibrio en mujeres de edad avanzada. Métodos: Estudio transversal del tipo estudio de casos y controles en Goiânia-GO, con 62 mujeres de edad avanzada, divididas en dos grupos: multimodalidades y pilates. Se evaluó la fuerza de prensión manual y el equilibrio por medio de la estabilometría. Resultados: El pilates contribuyó a mayor fuerza de prensión manual y, como se ha demostrado, superficie inferior de la elipse, lo que implica un mejor equilibrio. Sin embargo, no se demostró ninguna relación o predicción de fuerza de prensión manual en el equilibrio en ambos grupos. Conclusión: El pilates promueve mayores ganancias en la fuerza muscular y el equilibrio estático. Sin embargo, a pesar de que la fuerza muscular es variable con mejores resultados, esto no se relaciona con el equilibrio.
Licença: Este é um artigo Open Access sob uma licença CC BY-NC-ND (http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/).
DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.rbce.2018.04.008
Aparece nas coleções:FCE-FIS - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.