Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33280
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_PedroFerreiraAlvesdeOliveira.pdf4,81 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos das correntes de média e baixa frequência sobre a arquitetura e o desempenho neuromuscular do quadríceps de jogadores de futebol
Authors: Oliveira, Pedro Ferreira Alves de
Orientador(es):: Durigan, João Luiz Quagliotti
Assunto:: Treinamento de força
Fadiga muscular
Desempenho muscular
Estimulação elétrica neuromuscular
Issue Date: 21-Dec-2018
Citation: OLIVEIRA, Pedro Ferreira Alves de. Efeitos das correntes de média e baixa frequência sobre a arquitetura e o desempenho neuromuscular do quadríceps de jogadores de futebol. 2018. 70 f., il. Tese (Doutorado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Introdução: A estimulação elétrica neuromuscular (EENM) é amplamente usada para ganho de força. As correntes alternadas de média frequência (MF) e as correntes pulsadas de baixa frequência (PC) são comumente usadas e têm efeitos semelhantes na força evocada do quadríceps e no nível de desconforto em adultos saudáveis . No entanto, pouco se sabe sobre os efeitos entre elas num programa de treinamento e sobre quais os melhores parâmetros para se induzir ganhos no desempenho muscular em atletas competitivos, incluindo-se jogadores de futebol. Dados comparativos sobre a fadiga causada pelas correntes também são escassos na literatura. Objetivo: 1) Avaliar a fadiga e caracterizar sua origem induzida por uma única sessão clínica de EENM usando dois diferentes tipos de correntes, pulsada (PC) e alternada (MF), em jovens adultos saudáveis. 2) Avaliar os efeitos de 6 semanas de treinamento, entre as mesmas correntes, sobre a arquitetura e o desempenho muscular de jogadores de futebol. Métodos: 1) Onze homens saudáveis foram submetidos a 2 sessões de EENM, PC e MF, sobre o quadríceps muscular (15 min de duração, 6 segundos de contração e 18 segundos de intervalo). Contração voluntária máxima (CVM), razão de ativação central (RAC), atividade eletromiográfica do vasto lateral (EMG), e propriedades contráteis evocadas foram determinadas antes e após as sessões. Torque evocado e desconforto durante as sessões foram também mensurados. 2) Além disso, um estudo experimental duplo-cego controlado e randomizado foi realizado com 33 atletas jogadores de futebol, divididos em 3 grupos: média frequência (MF, n = 12), baixa frequência (PC, n = 11) e grupo controle (GC, n = 10). Pico de torque voluntário (PT) e evocado (PT EENM) do quadríceps, arquitetura muscular, sinais de eletromiografia (EMG) do vasto lateral (VL) e nível de desconforto sensorial (EVA) foram avaliados antes e após a intervenção. O treinamento com EENM foi realizado 3 vezes por semana e composto por 18 sessões, 15 min/sessão, 6s de duração em cada contração com 18s de intervalo entre elas. Resultados: 1) Ambas as correntes produziram os mesmos decréscimos na CVM, EMG e propriedades contráteis evocadas após as sessões. Nenhuma diferença foi encontrada entre as correntes para todas as variáveis (p > 0.05). Torque evocado durante as sessões diminuíram (p < 0.05). Nenhuma diferença foi encontrada na média do torque evocado e nível de desconforto (p > 0.05). 2) Após o período de treinamento, a espessura muscular aumentou em ambos os grupos (p < 0.05). PT EENM aumentou somente no grupo PC (p < 0.05). Todas as correntes produziram níveis de desconforto similares (p > 0.05). Conclusão: Ambas as correntes induziram a mesma fadiga neuromuscular. Ademais, ambas produziram os mesmos efeitos na arquitetura e desempenho neuromuscular de atletas jogadores de futebol. Profissionais da saúde e treinadores podem escolher tanto MF quanto PC para alcançarem os mesmos resultados quando o objetivo for gerar ganhos na força muscular.
Abstract: Introduction: Neuromuscular electrical stimulation (NMES) is widely used for strength gains. Frequency alternating (MF) currents and low frequency pulsed currents (PC) are commonly used and have similar effects on quadriceps evoked strength and level of discomfort in healthy adults. However, little is known about the effects between them in a training program and about the best parameters for inducing gains in muscle performance in competitive athletes, including soccer players. Comparative data on fatigue caused by currents are also scarce in the literature. Aim: 1) To evaluate fatigue and to characterize its origin induced by a single clinical session of NMES using two different types of currents, pulsed (PC) and alternate (MF), in young healthy adults. 2) Evaluate the effects of 6 weeks of training, among the same currents, on the muscle architecture and neuromuscular performance of soccer players. Methods: 1) Eleven healthy men randomly underwent 2 NMES sessions, PC and MF, on quadriceps muscle (15- minute duration, 6 seconds on and 18 seconds off). Maximal voluntary contraction (MVC), central activation ratio (CAR), vastus lateralis electromyographic activity (EMG), and evoked contractile properties were determined before and after the sessions. Evoked torque and discomfort during the sessions were also measured. 2) A double-blind controlled and randomized experimental study was carried out with 33 athletes, divided into 3 groups: mid-frequency current (MF, n = 12), pulsed current (PC, n = 11) and the control group (CG, n = 10). Quadriceps maximal voluntary peak torque (PT) and corresponding vastus lateralis electromyographic activity, evoked torque (PT-NMES), vastus lateralis muscle thickness, fascicle length, pennation angle, and level of discomfort were assessed before and after the interventions. NMES training was performed 3 times per week and consisted of 18 sessions, 15 min/session, 6 s duration in each contraction interspersed with 18 s rest. Results: 1) Both currents produced decreases in MVC, EMG, and evoked contractile properties after the sessions. No difference was found between currents for all variables (P>0.05). Evoked torque during sessions decreased (P<0.05). No difference was observed in mean evoked torque and discomfort (P>0.05). 2) After the training period, muscle thickness increased in the MF and PC groups (p < 0.05). PT-NMES increased only in the PC group (p < 0.05). All currents produced similar levels of discomfort (p > 0.05). Conclusion: Both currents induced the same neuromuscular fatigue. In addition, both produced the same effects in the muscle architecture and neuromuscular performance of soccer players. Health professionals and coaches can choose both MF and PC to achieve the same results when the goal is to generate gains in muscle strength.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF).
Appears in Collections:FEF - Doutorado em Educação Física (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/33280/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.