Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33279
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_SamuelNepomucenoFerreira.pdf2,36 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Atividades experimentais em Química a partir da vivência dos alunos : uma proposta para a experimentação no Ensino Médio
Autor(es): Ferreira, Samuel Nepomuceno
Orientador(es): Rotta, Jeane Cristina Gomes
Assunto: Ensino de Química
Aprendizagem - avaliação
Processo de ensino - aprendizagem
Currículo educacional
Data de publicação: 20-Dez-2018
Referência: FERREIRA, Samuel Nepomuceno. Atividades experimentais em Química a partir da vivência dos alunos: uma proposta para a experimentação no Ensino Médio. 2018. 120 f., il. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: O ensino de Química na educação básica é desenvolvido em um contexto educacional que, muitas vezes, não favorece a aprendizagem dos alunos. È possível observar que durante o ensino médio os estudantes não sentem estímulos para aprenderem essa disciplina curricular e apresentam baixos índices de aprendizagem. Este fato há tempos é discutido pela comunidade científica e descrito na literatura e acredita-se que um dos motivos para isso seja devido as ênfases metodológicas que valorizam apenas a memorização dos conteúdos. Uma abordagem de grande relevância para esta ciência é a experimental, uma vez que a utilização da experimentação neste nível de ensino é uma importante estratégia didática que possibilita promover a articulação entre a teoria e a prática no processo de ensino e aprendizagem. Outro aspecto muito discutido pelas pesquisas em educação e apontado como um desafio para o ensino e aprendizagem da química é o livro didático (LD). Pois, esse recurso didático é amplamente empregado no contexto escolar, e muitas vezes postulado como o único e indispensável recurso a ser utilizado para o processo de ensino e aprendizagem e ainda norteador para construção do currículo escolar. A presente pesquisa buscou conhecer como a experimentação é abordada nas coleções de Química do PNLEM 2015. Foi realizada a análise das atividades experimentais das duas coleções mais distribuídas no referido ano por meio da aplicação de oito Questionamentos Avaliativos (QA). Foi constatado que, apesar de nos últimos anos ter ocorrido uma evolução nos critérios de avaliação para a experimentação pelo corpo de avaliadores dos livros didáticos, ainda há nas coleções analisadas obstáculos para que seja promovida a experimentação em uma abordagem investigativa nas aulas de Química. Como resultado da ação profissional foi construído e aplicado um módulo de ensino contendo uma proposição didática (PD) com quatro atividades experimentais que visam guiar o professor na perspectiva de um olhar diferenciado para a experimentação em Química no ensino médio. Este olhar busca compreender as atividades experimentais investigativas a partir de realidades sociais relevantes do ambiente vivido pelos estudantes. Neste sentido, tais atividades são aqui denominadas de “Atividades Vivenciais”. A PD foi aplicada com uma turma de 3º ano do ensino médio do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) no município de Araguaína e os seus resultados conduzem ao destaque para a importância da busca pela articulação entre fenômenos e os conceitos científicos por meios da construção de atividades que partam das situações que envolvam o ambiente social vivenciado pelos estudantes. Deste modo, é possível utilizar a experimentação no ensino de Química levando-se em consideração os perfis regionais onde cada espaço escolar estiver inserido, tornando-a mais significativa para os estudantes.
Abstract: Chemistry Teaching in basic education is developed in an educational context which, in many cases, does not favor students’ learning. It is possible to notice that, during high school, students do not feel stimulated to learn this curricular discipline and display low learning. This fact has been discussed among the scientific community for some time, and it has been reported in literature. It is believed that one of the reasons for that is the methodological emphases, which only values content memorization. An approach of great relevance to this science is trough experiences, since the use of experiences at this level of teaching is an important strategy which allows the conjunction between theory and practice in teaching and learning processes. The textbook is another aspect which has been discussed in researches regarding education, and points out the challenges for Chemistry teaching as well as learning. This didactic resource is widely used in schooling contest, and its use, many times, is postulated as the only, and essential, resource for scholar curriculum formation. The current research tried to knowledge the way classes involving experiences are approached in PNLEM 2015 Chemistry collections. The analysis were carried out based on experience activities of two of the most distributed collections in that year. These analysis were conducted through the application of 8 Evaluation Questionings (EQ). It was verified that, in spite of the improvement of textbook panel of evaluators’ criteria on evaluating experiences in the last few years, there are still, in the analyzed collections, obstacles to the promotion of investigative approaching experiences in Chemistry classes. As a result of professional action, a teaching module was elaborated and applied, this module contained a didactic proposition (DP) with four experimental activities which aim to guide the teacher in a differentiated view of experiences in high school Chemistry classes. This view aims to comprehend investigative experimental activities based on relevant social realities lived by students. In this matter, such activities are here denominated “Lived Activities”. The PD was applied to a high school seniors’ class at Instituto Federal do Tocantins (IFTO) in the city of Araguaína and the results lead to the highlighted importance in trying to conjunct phenomena and scientific concepts through the elaboration of activities involving the social environment lived by students. Therefore, it is possible to apply experiments in Chemistry teaching, taking into consideration the local aspects where each school is set, making it more significant for students.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação, Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Física, Instituto de Química, Faculdade UnB Planaltina, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Mestrado Profissional em Ensino de Ciências, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:IQ - Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.