Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33219
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_JulianeCristinaFerreiraUchôa_PARCIAL.pdf8,61 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A decisão econômica na exploração mineral : uma abordagem de sistemas minerais e sua aplicação aos depósitos auríferos do greenstone belt Rio Das Velhas
Autor(es): Uchôa, Juliane Cristina Ferreira
Orientador(es): Toledo, Catarina Labouré Bemfica
Hagemann, Steffen
Coorientador(es): Silva, Adalene Moreira
Mendonça, Augusto Ferreira
Kreuzer, Oliver Pierre
Assunto: Sistemas minerais
Exploração mineral
Ouro - minas e mineração
Mapeamento geológico
Ouro orogênico
Geologia econômica
Data de publicação: 17-Dez-2018
Referência: UCHÔA, Juliane Cristina Ferreira. A decisão econômica na exploração mineral: uma abordagem de sistemas minerais e sua aplicação aos depósitos auríferos do greenstone belt Rio Das Velhas. 2018. 135 f., il. Tese (Doutorado em Geociências Aplicadas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Um dos desafios na exploração mineral é o desenvolvimento de um método que reflita tanto os critérios geológicos pontuados em modelos metalogenéticos quanto as estratégias para seleção de alvos exploratórios. Uma nova abordagem denominada de Sistemas Minerais, vastamente conhecida tanto na indústria mineral quanto em meios acadêmicos, conceitua que depósito é uma parte de um sistema mineralizante maior e que sua expressão pode ser estudada em diferentes escalas. Em uma escala litosférica, um sistema mineral é descrito por três elementos: fertilidade, arquitetura favorável e período geodinâmico. Da escala regional à de depósito, desmembra-se em quatro componentes: fonte, migração (pathyway), trapas e dispersão geoquímica. Essa abordagem foi testada no Quadrilátero Ferrífero, porção Sul do Cráton São Francisco, com foco central nos depósitos auríferos orogênicos arqueanos hospedados em terrenos do tipo greenstone belt. A província compreende depósitos auríferos de classe mundial, tais como, Morro Velho e Cuiabá. O método proposto neste trabalho compreende uma análise em três diferentes escalas: Província (1:500.000), Distrito (1:100.000) e Blocos (1.50.000), cujo foco é a descrição do Sistema Mineral Rio das Velhas (SMRV) com base na interpretação de dados multi-fontes (geológicos, geofísicos e geoquímicos) para depósitos hospedados em rochas metavulcânicas máficas/ultramáficas e formações ferríferas bandadas. O primeiro modelo define o endowment aurífero, o qual indica a parte central do GBRV como área de maior prospectividade mineral. O modelo em escala intermediária destaca os diferentes distritos auríferos. O modelo final, em escala de semi-detalhe (Bloco), aponta os alvos exploratórios. Os resultados obtidos nestas modelagens são coerentes pois mapeiam minas, ocorrências e garimpos conhecidos para todos os cenários. Novas áreas potenciais foram identificadas e sinalizam áreas em estágio de exploração iniciais e avançadas. Essas áreas foram novamente classificadas em 3A, 3B e 3C e representam diferentes intervalos de favorabilidade, levando-se em consideração também, a atuação exploratória na região do Quadrilátero Ferrífero. A partir da integração de dados históricos de 15 depósitos, foram estimadas curvas de teor e tonelagem utilizando-se a simulação de Monte Carlo. O resultado é apresentado para toda área do modelo em escala de blocos, como também para os distritos. Uma avaliação econômica foi elaborada para um prospecto hipotético, onde simulou-se os três cenários previamente denominados de 3A, 3B e 3C. Para cada alternativa foi atribuída uma probabilidade a priori, de forma a facilitar o cálculo do valor esperado. Os cenários do tipo 3A e 3B foram os mais vantajosos e competitivos. Observa-se que por se tratarem de áreas potenciais inseridas em contexto já provado, ou seja, inclui depósitos em fase de explotação atual ou histórica, oferecem uma menor incerteza geológica e risco exploratório.
Abstract: One of the main challenges in mineral exploration is to develop a method that reflects geological criteria and strategies for area selection, both, based on methalogenetic models. A new approach entitled mineral system, broadly known in the mineral industry and academia, defines that deposits is a part of a larger system and the expression of mineralization footprint very conforming the study scale. A system can be understood or describe by three significant elements in lithospheric scale, such as fertility, favourable architecture and geodynamic period. From regional to deposit scale, the components are named as source, migration (pathway), traps and geochemical dispersion. This approach was tested in Quadrilátero Ferrífero, southwest of São Francisco Craton, focussing on orogenic gold deposits hosted on Archean greenstone belt. The province comprehends world-class deposits such as Morro Velho and Cuiabá. In this work propose, three scales that will be investigated: Province (1:500.000), District (1:100.000) and camp-scale (1:50.000). The main goal is to define the Rio das Velhas Mineral System, based upon data integration (geology, geophysics, and geochemistry) targeting gold deposits hosted in mafic, ultramafic and iron ore banded formation. The first model presents the gold endowment for orogenic deposits, highlighting the central portion of Rio das Velhas Greenstone Belt as the most favourable area for this geological process. The model in intermediate scale pointed out the different gold districts. The final model, at the semi-detailed scale, selects the potential areas and exploratory targets. The modeling results are coherent, once they mapped current and past mines and gold mineralizations. New potential areas were identified, flagging those already studied in mineral exploration activities. These areas were ranked and classified as 3A, 3B, and 3C, where that represents different favourability stages, also taking into account the current mineral exploration activity. After the modeling phase, 15 historical data from the most relevant gold deposits were integrated in order to calculate a tonnage and grade model using Monte Carlo Simulation. The results were presented for the whole area of camp-scale map, also for the individual districts (Nova Lima, Cuiabá-Lamego Complex and lineaments Córrego do Sítio and São Vicente). An economic evaluation was praised for a hypothetical prospect, where those potential areas type (3A, 3B and 3C) were simulated as three possible scenarios. Each alternative was calculated using an a priori probability, resulting in expected value considering the exploration risk. The most competitive results were presented by 3A and 3B scenarios. They are located in areas of intense mineral exploration activity (past or recent) and offers the lowest geological uncertainty and low levels of exploratory risk.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Pós-Graduação em Geociências Aplicadas, 2018.
Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: Capítulo 4.3
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Aparece nas coleções:IG - Doutorado em Geociências Aplicadas (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.